conecte-se conosco


Profissionais da Educação de Jovens e Adultos discutem mudanças na Política Municipal de Educação para a modalidade

Publicado

Cerca de 150 profissionais da Educação de Jovens e Adultos (EJA) estarão reunidos na noite desta segunda-feira (4), no Hotel Fazenda Mato Grosso, para discutir o planejamento pedagógico do ano letivo. O encontro formativo faz parte da programação da Semana Pedagógica Cuiabana, evento que acontece desde o dia 23 de janeiro e prepara os profissionais da Educação para as atividades do ano.

Este será o quarto dia de encontro dos profissionais da EJA. Na modalidade, estão em discussão a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a reformulação da Política Educacional –  Escola Cuiabana, entre outros temas. Além das palestras, os profissionais estão participando de oficinas e trabalhos em grupo.

A líder de equipe da Educação de Jovens e Adultos (EJA), Marilene de Souza Carvalho falou sobre a importância desse momento de mudanças, estudo, reflexão e planejamento. “Nesta proposta, concebemos a EJA na perspectiva da Educação Popular de Aprendizagem ao Longo da Vida, que dialoga com a concepção de Ciclo de Formação Humana. Assim, temos a convicção de que todos podem aprender e que esse processo de aprendizagem, que tem início na fase  intrauterina e continua ao longo da vida, passando pela escola, inclui as múltiplas vivências dos sujeitos”, salientou.

A Educação de Jovens e Adultos em Cuiabá é fruto de um processo histórico de construções coletivas e está fundamentada em conceitos teórico-práticos, como o Trabalho como Princípio Educativo; a Educação ao Longo da Vida; Ciclos de Desenvolvimento Humano e Educar para a Cuiabania.

Leia mais:  Cuiabá quita duas parcelas do Renda Solidária; veja a lista de beneficiários

“Em cada ciclo de vida, o desenvolvimento e a aprendizagem têm as suas características próprias e, dentro dessa perspectiva, o município de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Educação, tem trabalhado para atingir as metas estabelecidas no  Plano Municipal de Educação (PME), de erradicação do analfabetismo, até 2023, de forma humanizada e inclusiva”, ressaltou Marilene.

A meta estabelecida no PME é de que dos 15 os 39 anos, o município deve elevar a escolaridade média, de modo a alcançar, no mínimo, 12 (doze) anos de escolarização; e dos 40 aos 59 anos ou mais, reduzir de 5,4 para 0,5% o analfabetismo.

Analfabetismo

Apesar da universalização da Educação Básica e das garantias legais, o Brasil continua com um grande número de analfabetos. Segundo  a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD), em 2012, aproximadamente 8,7% da população se encontrava nessa condição e o município de Cuiabá, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2010, tinha 18.052 habitantes analfabetos, cerca de 4,5% da população.

De acordo com o IBGE,  a taxa de analfabetismo registrou, nos últimos 10 anos, em todo o país, uma redução do número de pessoas que não sabiam ler ou escrever. Contrariando os dados do país, Cuiabá apresenta um aumento da população analfabeta. Conforme estimativa do IBGE para 2017, o analfabetismo da população cuiabana acima de 15 anos ou mais atingiria o número de 19.139; já em relação ao total da população, que é de 590.118, o analfabetismo deve atingir 5.6%.

Leia mais:  Gestão municipal triplica o número de equipes de saúde bucal em 3 anos

“O objetivo desta proposta é ofertar um atendimento mais efetivo da EJA, na Modalidade Presencial e/ou em Alternância. Ou seja, a prática pedagógica deve ter como fundamento a relação da aprendizagem com os saberes do cotidiano das pessoas de todas as idades, em todos os contextos da vida, por meio de ofertas educativas formais, não formais e informais”, explicou Marilene.

Desta forma, as unidades devem propor atividades que contribuam para a construção do processo de leitura e escrita favorecendo a autonomia e o protagonismo dos estudantes da EJA, sendo fundamental que essa perspectiva também esteja presente na formação dos educadores, tanto na abordagem teórica quanto na construção de atividades práticas.

EJA

A rede pública municipal de Educação oferece a Educação de Jovens e Adultos em 13 unidades sendo oito delas urbana e cinco do campo. Nessas unidades foram atendidas em 2018, 1250 alunos.

Semana Pedagógica da Escola Cuiabana 2019

Data: 23 de janeiro a 8 de fevereiro

Locais: Auditório Maestro China da Secretaria Municipal de Educação (SME), Hotel Fazenda Mato Grosso, Auditório das Faculdades Evangélicas Integradas Cantares de Salomão (FEICS), EMEB Madre Marta Cerutti

Solenidade de início do ano letivo 2019 – Aula Inaugural

Palestra: Pedagogia Afetiva na Escola

Data: 8 de fevereiro

Horário: das 8h às 12h e das 14h às 18h

 

Comentários Facebook
publicidade

Assembleia prorroga recesso das atividades administrativas

Publicado

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), prorrogou o recesso das atividades administrativas até a próxima sexta-feira (14). A determinação, publicada no Diário Oficial Eletrônico de sexta-feira (7), mantém as atividades estritamente essenciais para o funcionamento do Parlamento.

Esse prazo, de acordo com a Resolução Administrativa nº 45/2020, pode ser prorrogado caso continue a evolução das condições sanitárias em Cuiabá e Várzea Grande. Nas duas cidades, voltaram a aumentar os casos de contaminação pelo novo coronavírus.

Na última determinação, publicada no DOE/AL do dia 29 de julho, por meio da Resolução Administrativa nº 42/2020, o recesso administrativo teve início em 3 de agosto e seguiu até o último dia 8. O documento descreveu a alteração das condições de funcionamento da Assembleia Legislativa nesse período de enfrentamento da Covid-19.

O documento mantém como atividades essenciais as sessões plenárias (ordinárias e extraordinárias), as reuniões das comissões permanentes e temporárias, as reuniões do Colégio de Líderes e da Mesa Diretora. Os horários do expediente dessas atividades legislativas serão das 8 horas até as 14 horas, com exceção das quartas-feiras, quando o expediente será das 8 horas até as 12 horas e, à tarde, das 13 horas até as 17 horas.

As atividades do Plenário ocorrerão através do Sistema de Deliberação Remota, instituído pela Resolução nº 6.719/ 2020, utilizando da plataforma digital Zoom ou equivalente, como medida excepcional destinada a viabilizar o funcionamento do Plenário durante a emergência de saúde pública.

Leia mais:  Gestão municipal triplica o número de equipes de saúde bucal em 3 anos

Em dias de sessão, apenas será permitido o acesso ao Plenário de Deliberações, o presidente da Assembleia Legislativa, que será auxiliado pelos 1º e 2º secretários ou por parlamentares designados para tal incumbência e até mais um parlamentar a ser convocado, devendo todas as proposições serem remetidas ao e-mail [email protected]

A medida adotada pelo presidente Botelho está embasada no artigo 4º do Decreto Federal nº 10.282, de 20 de março de 2020, que regulamenta a Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, que define os serviços públicos e as atividades essenciais dos Poderes Legislativos.

De acordo com o documento, os servidores que não estiverem em afastamento médico, em gozo de férias ou licenças, devem desempenhar suas atividades funcionais designadas pela chefia imediata em regime de trabalho home office, devendo permanecer durante o horário de expediente acessíveis e disponíveis.

De acordo com a resolução, apenas dois servidores terão acesso a cada um dos 23 gabinetes. Já nos gabinetes da Presidência, da Secretaria de Serviços Legislativos, da Secretaria Parlamentar da Mesa Diretora, dos Núcleos de Comissões Permanentes e da Coordenadoria de Segurança Militar, será autorizado o ingresso de servidores em quantidade essencial para o efetivo desempenho das atividades.

O documento restringe ainda o acesso de servidores nas secretarias administrativas e na Procuradoria. Nesses setores, será permitida a entrada do secretário e do procurador, respectivamente, e de até dois servidores.

Leia mais:  Lançamento de projeto inédito para tratamento de AVC será na próxima semana

Na Superintendência de Contratos, Convênios e Correlatos e na de Licitação, será permitido o acesso dos superintendentes e de até três servidores. Na Gerência de Manutenção e Serviços Gerais, será permitido o acesso do gerente e de até quatro servidores.

Na Supervisão de Saúde e Qualidade de Vida, será permitido o acesso do supervisor e de até dois servidores. Na TV Assembleia, será facultado o acesso de até quatro servidores por turno. Já na Rádio FM 89,5 será permitida a entrada de até dois servidores por turno.

Outra determinação da resolução é de os secretários, responsáveis pelos referidos setores, remeterem à Coordenadoria Militar a relação nominal única dos servidores, indicando as atividades essenciais a serem executadas. O acesso será submetido à autorização formal da Secretaria de Administração de Patrimônio.

No período de pandemia, a resolução autoriza a realização de obras, reformas e manutenções necessárias nas dependências do Parlamento durante o período de pandemia da Covid-19. Cabe à Secretaria de Administração e Patrimônio adotar as medidas necessárias para evitar a propagação interna da Covid-19. A secretaria deve intensificar a limpeza e desinfecção de superfícies nas dependências da Assembleia Legislativa, especialmente banheiros, elevadores, corrimões e maçanetas. O setor deve também adotar medidas que visam renovar a circulação de ar e da abertura periódica das janelas em locais com uso de ar condicionado.

 

 

Por: HiperNoticias

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana