conecte-se conosco


Mato Grosso

Professores e demais funcionários de escolas terão que ser capacitados para prestar primeiros socorros

Publicado

Projeto do deputado Paulo Araújo prevê a obrigatoriedade da capacitação nas escolas da rede pública e particular.

Professores, funcionários, motoristas de ônibus e vans que possuem contato direto com alunos e crianças das escolas da Rede Pública e Privada de ensino poderão ser obrigados a receber cursos de capacitados em primeiros socorros. É o que prevê o Projeto de Lei (PL) apresentado pelo deputado estadual Paulo Araújo (PP) na sessão vespertina da última quarta-feira (27), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

“O treinamento em primeiros socorros tem como objetivo: capacitar os professores e os funcionários de toda rede pública e particular de ensino de Mato Grosso para, exercerem as técnicas de primeiros socorros e estarem preparados para qualquer emergência que exija atendimento imediato às vítimas no âmbito escolar ou instituições de ensino do estado”, explicou o parlamentar.

O texto do PL define que os cursos de primeiros socorros, depois de ofertados, terão a validade de cinco anos, tanto para capacitação, quanto para reciclagem dos profissionais já capacitados. O objetivo do treinamento é possibilitar que os professores e demais funcionários consigam agir em situações emergenciais enquanto a assistência médica especializada não for proporcionada.

Leia mais:  Grupo de trabalho discute melhorias no Regimento Interno do Conselho de Previdência

Os cursos de primeiros socorros serão ministrados por entidades e instituições especializadas em primeiros socorros no estado, como o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e pelo Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso. A certificação dos profissionais deverá ainda ser exposta em local visível nos locais de ensino e recreação.

Ainda de acordo com o Projeto, as instituições educacionais deverão dispor de kits de primeiros socorros, conforme orientação das entidades especializadas em atendimento emergencial.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Setor de alimentação escolar da Seduc realiza curso sobre prestação de contas

Publicado

por

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por meio da Coordenadoria de Alimentação Escolar (CAE), realizou nesta segunda-feira (20), um curso de capacitação de prestação de contas da alimentação escolar, nas dependências da Escola Estadual Leovegildo de Melo, no CPA, na Capital. Participaram 30 profissionais da educação da rede estadual de ensino, entre diretores, secretários escolares e assessores pedagógicos de Cuiabá. 

Segundo a supervisora Leila Abutakka, da CAE, o curso foi focado na parte física da prestação de contas. Os participantes aproveitaram para tirar todas as dúvidas, pois no caso de prestação com erro, a documentação volta à unidade escolar para que as incorreções sejam sanadas.

“A parte física começa desde o pregão, que é o chamamento dos fornecedores, que são habilitados a vender os produtos. Nossa formação é no sentido de fazer a prestação de contas correta, desde o início da compra”, destaca. Ela cita o caso de comprar em gramas e pagar por quilo. Nesse caso, é necessária a conversão, pois, caso contrário, o gestor acaba tendo prejuízo”, frisa.

Leia mais:  Autorização de funcionamento de atividades rurais terá vigência até final de 2019

Outro detalhe ressaltado no curso foi a questão da doação de produtos, como carne fresca, leite in natura, que precisam de comprovação de origem, com o registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A supervisora lembra que existe uma lista de produtos que podem ser doados, mas é preciso anexar uma declaração junto com a prestação de contas.

Para os participantes, o curso foi de suma importância, pois muitas dúvidas foram esclarecidas. “Achei esclarecedor, pois, foi feito um passo-a-passo de tudo. Estou começando como gestora e como saí da sala de aula para a direção, estou encontrando algumas dificuldades, por isso, anotei tudo”, avalia Sylvana Alexandre Redes, diretora da Escola Estadual Djalma Ferreira de Souza.

O diretor da EE Leovegildo de Melo, Olício Dias Moreira Filho, que está em seu segundo mandato, também saiu satisfeito do curso. “Muito interessante a formação. Eu já sabia alguns temas, mas é importante relembrar. O importante é não deixar a prestação de contas voltar”, frisa.

Leia mais:  Sefaz realiza palestras em Campo Verde, Vila Rica e Porto Alegre do Norte

Três polos

O curso prosseguiu na terça-feira (21), na EE Estevão Alves Corrêa, no Tijucal, com participação de escolas da região sul da Capital; e na quarta-feira (22), na EE Presidente Médici, com escolas da região oeste de Cuiabá.    

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana