conecte-se conosco


Mato Grosso

Professores e demais funcionários de escolas terão que ser capacitados para prestar primeiros socorros

Publicado

Projeto do deputado Paulo Araújo prevê a obrigatoriedade da capacitação nas escolas da rede pública e particular.

Professores, funcionários, motoristas de ônibus e vans que possuem contato direto com alunos e crianças das escolas da Rede Pública e Privada de ensino poderão ser obrigados a receber cursos de capacitados em primeiros socorros. É o que prevê o Projeto de Lei (PL) apresentado pelo deputado estadual Paulo Araújo (PP) na sessão vespertina da última quarta-feira (27), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

“O treinamento em primeiros socorros tem como objetivo: capacitar os professores e os funcionários de toda rede pública e particular de ensino de Mato Grosso para, exercerem as técnicas de primeiros socorros e estarem preparados para qualquer emergência que exija atendimento imediato às vítimas no âmbito escolar ou instituições de ensino do estado”, explicou o parlamentar.

O texto do PL define que os cursos de primeiros socorros, depois de ofertados, terão a validade de cinco anos, tanto para capacitação, quanto para reciclagem dos profissionais já capacitados. O objetivo do treinamento é possibilitar que os professores e demais funcionários consigam agir em situações emergenciais enquanto a assistência médica especializada não for proporcionada.

Leia mais:  Do cartão perfurado aos sistemas online: MTI ajuda na modernização de Mato Grosso

Os cursos de primeiros socorros serão ministrados por entidades e instituições especializadas em primeiros socorros no estado, como o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e pelo Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso. A certificação dos profissionais deverá ainda ser exposta em local visível nos locais de ensino e recreação.

Ainda de acordo com o Projeto, as instituições educacionais deverão dispor de kits de primeiros socorros, conforme orientação das entidades especializadas em atendimento emergencial.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Consumidores podem acumular bilhetes até 31 de julho para concorrer a prêmios

Publicado

por

Os consumidores têm até o dia 31 de julho (quarta-feira) para acumular bilhetes para participar do primeiro sorteio mensal do Programa Nota MT, que será realizado no dia 8 de agosto. Além de pedir o CPF na nota, para ser habilitado a participar dos sorteios dos prêmios, o cidadão deve fazer o cadastro no aplicativo ou no site da Nota MT.

Para se cadastrar é preciso escolher a opção “criar conta” e informar os dados solicitados. Na primeira etapa informações pessoais como nome completo, CPF, data de nascimento e nome da mãe deverão ser informadas. Os dados são obrigatórios para prosseguir o cadastro e estão protegidos sob sigilo.

Para ter bilhetes válidos para os sorteios da Nota MT é muito fácil. Basta pedir, ao operador de caixa, o CPF na nota fiscal no momento da compra e antes de fazer o pagamento. O consumidor pode solicitar a inclusão do CPF no documento em compras realizadas em supermercados, lojas de departamentos, bares, restaurantes, padarias, postos de combustíveis ou outros estabelecimentos comerciais.

Leia mais:  PM dá início a projeto de prevenção ao suicídio com palestras para policiais

De acordo com a Secretaria de Fazenda (Sefaz) cada nota fiscal emitida com o CPF gera dois bilhetes, um para o sorteio mensal e outro para o sorteio especial, independente do valor da compra.

Para consultar os bilhetes gerados é preciso acessar sua conta no site ou App da Nota MT e selecionar a opção “Sorteios”.

Os bilhetes são eletrônicos e acumulados a cada mês. Dessa forma, a cada período de apuração dos prêmios mensais e especiais são gerados bilhetes com nova série de numeração, perdendo a validade aqueles com séries anteriores.

Com os bilhetes, os consumidores participam dos sorteios mensais com prêmios de R$ 500 e R$ 10 mil. Já nos sorteios especiais, a premiação será de R$ 50 mil. Além do valor a ser recebido pelo ganhador, a entidade beneficente social indicada por ele receberá a quantia equivalente ao que resultar da aplicação no percentual de 20% sobre o valor do prêmio.

Nota MT

O Programa Nota MT visa estimular os consumidores de Mato Grosso a solicitarem o CPF na nota fiscal no momento da compra. É uma ação que estimula o exercício da cidadania fiscal, incentiva a emissão de documentos fiscais e combate à sonegação.

Leia mais:  Empresários são conduzidos à delegacia por fabricação ilegal de reboques

Semelhante aos programas existentes em vários Estados, a Nota MT permite que o cidadão acumule bilhetes para participar de sorteios, com prêmios de até R$ 50 mil. Realizados de forma eletrônica, com base na extração da Loteria Federal, os sorteios possuem duas categorias: mensais e especiais. Este último acontecerá em datas comemorativas, a serem divulgadas posteriormente.

Dessa forma, cada nota fiscal emitida com o CPF vai gerar dois bilhetes, um para o sorteio mensal e outro para o sorteio especial, independentemente do valor da compra. Assim, as chances de ser contemplado são dobradas.

Até o final do ano mais de cinco mil consumidores mato-grossenses serão contemplados nos sorteios da Nota MT, com prêmios de R$ 500, R$ 10 mil ou R$ 50 mil.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana