conecte-se conosco


Cidades

Procon Municipal orienta sobre os itens das listas de materiais escolares

Publicado

À medida que se aproxima o retorno das aulas o movimento nos estabelecimentos que comercializam artigos escolares tende a aumentar. Diante deste fluxo, o Procon Municipal de Cuiabá orienta os pais ou responsáveis pela compras quanto aos cuidados necessários na hora de escolher o material das crianças. É importante que eles estejam cientes do valor cobrado nas listas das instituições e do tipo de produto que pode ser exigo

As listas devem elencar apenas o que cada aluno irá utilizar, sendo proibido o pedido de Materiais de uso coletivo como álcool, algodão, balde de praia, balões, bolas, canetas para lousa, copos descartáveis esponjas para pratos, papel higiênico, tonner para impressora, pregador para roupas, tintas em geral, envelopes, durex, fantoches e fitas durex.

O secretário adjunto de Defesa do Consumidor Costa orienta que se porventura algum caso semelhante ocorrer, a pessoa deve imediatamente procurar o órgão de defesa do consumidor no município para que uma equipe de fiscalização vá ao local da denúncia para as devidas providências.

Leia mais:  Pinheiro realiza primeira reunião oficial com a Comissão Técnica do Novo Pronto Socorro

Na oportunidade Gustavo lembra que essas visitas in loco nas instituições foram realizadas no final do ano passado como forma de instruir as escolas sobre quais procedimentos são permitidos e condizentes com o que é estabelecido em lei. Além disso, orienta Costa, a pesquisa de preços, opções de marcas e a exigência da nota fiscal são fundamentais.

“O mais recomendável seria que as pessoas adquirissem os materiais com certa antecedência, pois com o aumento da demanda os comércios geralmente aumentam os valores cobrados. Sabemos que o abuso não é permitido, por isso o consumidor deve ficar atento e fazer sua denúncia se sentir lesado”, reforçou o secretário.

Segundo Gustavo, é proposta do Procon propagar cada vez mais o direito de informação para todos os consumidores, resguardado pelo Código de Defesa do Consumidor, além de realizar o trabalho educativo com escolas.

O Procon Municipal de Cuiabá informa que o horário de funcionamento do Órgão é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, sem intervalo para o almoço. A sede está localizada na Rua Joaquim Murtinho nº 554, bairro Centro. O telefone para contato e mais informações é o (65) 3641-6400.

Leia mais:  Quase 16,5 mil pessoas foram abordadas em 5 dias de barreiras sanitárias

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Assistência Social recebe 500 cestas básicas da Aprosoja para doação a famílias cadastradas nos Cras

Publicado

A contribuição soma com os outros trabalhos desenvolvidos pelo Município, visando amenizar os impactos da Covid-19

A Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência recebeu a doação de 500 cestas básicas na tarde desta quarta-feira (05). Desta vez, os mantimentos vieram da ajuda solidária da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja-MT) e faz parte do Programa Agrosolidário, que veio para complementar e amenizar a situação da crise social e econômica provocada pela pandemia da Covid-19 no Brasil. Mais de duas mil cestas já foram entregues pela iniciativa.

As cestas básicas, compostas por alimentos não perecíveis, produtos de limpeza e de higiene pessoal serão distribuídas conforme demandas apresentadas pelas unidades dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

“Essa doação veio para somar com os nossos trabalhos, que têm como foco principal as famílias em situação de vulnerabilidade social. Serão mais 500 famílias beneficiadas e atendidas nesse momento de enfrentamento a pandemia do novo coronavírus”, disse a secretária-adjunta de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Clausi Barbosa.

Leia mais:  Pinheiro lança Hora Estendida e Centro de Saúde do Tijucal passa a funcionar até às 21h

Para o diretor administrativo da Aprosoja, Lucas Beber, essas ajudas que estão sendo realizadas às famílias carentes não só da Capital como de todo Estado foi a forma de retribuir e mostrar para qual missão a Associação foi criada em Mato Grosso. “Nós, da Aprosoja, gostaríamos muito de ajudar as famílias que foram atingidas pela Covid-19 e, por sermos uma associação de produtores de soja e milho, pensamos em doar alimentos. E o sentimento é de gratidão, de saber que essas famílias terão um pouco amenizada essa situação que o mundo está vivendo”, complementa Lucas.

“Esperamos que mais parcerias como essa da Aprosoja sejam efetivadas. Quanto mais doações mais famílias poderão ser assistidas”, concluiu Clausi.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana