conecte-se conosco


Cidades

Procon Municipal é parceiro da Polícia Civil em operação especial do Dia Mundial do Consumidor

Publicado

Em comemoração ao Dia Mundial do Consumidor, 15 de março, o Procon Municipal é parceiro da Policia Judiciária Civil na terceira edição da operação “De Olho na Bomba” onde são fiscalizados aproximadamente 20 postos de combustíveis de Cuiabá e Várzea Grande. O objetivo da ação é o de detectar possíveis irregularidades ou fraudes em bombas de abastecimentos de veículos.

De acordo com o delegado da Decon, Antônio Carlos Araújo, os postos alvos da operação foram escolhidos com base em reclamações de consumidores que realizaram denúncias aos órgãos de defesa do consumidor contra os estabelecimentos.

O primeiro local de abastecimento visitado pela equipe de fiscalização, na segunda-feira (11), foi o Posto Bom Clima, que recebeu aval de 100% concedido pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) por atender todas as exigências da legislação. Foram entregues os boletins de conformidade, registros de análise de qualidade, fichas de informações de segurança de produtos químicos e a planta simplificada da instalação para o proprietário do local.

“Os postos são obrigados a manter em perfeitas condições de uso, os equipamentos que testam a qualidade e quantidade dos produtos, podendo ser realizados e solicitados pelo consumidor. É um direito e deve ser pedido se por ventura a pessoa perceber alguma irregularidade ou sentir que está sendo penalizado”, comentou o secretário adjunto de Defesa do Consumidor, Gustavo Costa.

Leia mais:  Prefeitura de Cuiabá publica editais de convocação para função de Técnico de Nutrição Escola (TNE)

O trabalho teve início na segunda-feira (11) e segue durante a semana numa ação integrada da Polícia Judiciária Civil, por meio da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon) e desenvolvida em parceria com Agência Nacional do Petróleo (ANP), Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (Ipem/Inmetro), Procons Municipal e Estadual, com apoio de delegacias da região metropolitana.

“Os postos de combustíveis não podem promover a “venda casada” (proibida por lei), ou seja, impor que você só possa comprar combustível junto com outro produto ou serviço; limitar a quantidade de combustível que vende a cada cliente; recusar a realização de testes previstos na legislação, quando solicitados pelo consumidor (teste de volume, teste de proveta, teste de volume); deixar de emitir a nota fiscal imediatamente à compra”, salientou o secretário.

Na oportunidade, Costa explicou que o tipo do serviço que está sendo executado nessa Operação. Segundo ele, está sendo verificado se o quantitativo de combustível que sai da bomba é o mesmo que vai para o tanque do veículo que está sendo abastecido, além da verificação do preço e qualidade do produto, tanto do álcool, gasolina e diesel. “Exemplos como do Posto Bom Clima é que devem ser seguidos pelos demais estabelecimentos, pois são exigências da lei e é um direito do consumidor, receber pelo produto que paga com a mesma qualidade e quantidade solicitada”, esclareceu o secretário adjunto de Defesa do Consumidor, Gustavo Costa.  

Leia mais:  Cuiabá recebe I Encontro de Direito Educacional nesta quinta-feira (13)

E para lembrar a data comemorativa, 15 de março, Dia Mundial do Consumidor, estão sendo distribuídos na sede do Procon Municipal, cartilhas do Código de Defesa do Consumidor (CDC) e do Idoso. “Todas essas ações que trabalhamos em parcerias com os órgãos especializados em Defesa do Consumidor e atividades voltadas para orientação e informação da população é um pedido do prefeito Emanuel Pinheiro que visa o bem estar do povo cuiabano”, finalizou Costa.  

Para dúvidas e esclarecimentos o Procon Municipal de Cuiabá funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, sem intervalo para o almoço, na Rua Joaquim Murtinho nº 554, Centro, Cuiabá- MT.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Empresas elevam preços de insumos e medicamentos em até 6000%

Publicado

por

Algumas empresas de medicamentos e insumos para unidades hospitalares elevaram alguns produtos em até 6.313%, como no caso do avental cirúrgico descartável manga longa, ou 1.799% de aumento nas máscaras cirúrgicas descartáveis com elástico. A atitude dos empresários neste momento de pandemia deve gerar até mesmo uma operação policial.

Comentários Facebook
Leia mais:  “Sine e Você” chega ao Cras do bairro Pedra 90 com vagas de emprego e outros serviços
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana