conecte-se conosco


Cidades

Primeiro de março e João Bosco Pinheiro recebem obra de pavimentação

Publicado

Incluídos no programa Minha Rua Asfaltada, os bairros Jardim Primeiro de Março e João Bosco Pinheiro, ambos localizado na região Norte, seguem com obras em andamento. Somados, as duas comunidades vizinhas recebem da Prefeitura de Cuiabá, um investimento de mais de R$ 7 milhões, o que resultará na construção de aproximadamente oito quilômetros de rede de drenagem, pavimentação, meio-fio e calçada.

As obras nas localidades foram iniciadas em períodos distintos e, em cada uma delas, se encontram em fases diferentes. No Primeiro de março, por exemplo, onde serão mais de cinco quilômetros, as Ruas B, C, D e U já foram completamente revestidas com a massa asfáltica. Neste momento, o mesmo processo é realizado na Rua F e, paralelamente, uma equipe finaliza a etapa de terraplanagem na Avenida Quatro.

Já no João Bosco Pinheiro, o trabalho caminha com os estágios de construção da rede de drenagem e terraplanagem. A atuação teve como ponto de partida as Ruas K e R, evoluindo para as vias P, Q, R, Quinze, Dezesseis, Dezessete, dentre outras. Conforme o projeto elaborado pela Secretaria de Obras Públicas, o bairro receberá o equivalente a 2,14 quilômetros de asfaltamento e os demais complementos de infraestrutura viária.  

Leia mais:  Rota em Movimento ocupa praça Santos Dumont com arte urbana e regional nesta sexta-feira (11)

“Juntamente com todos os benefícios que uma obra dessa traz para a população, podemos destacar também a maneira como ela é realizada. Sempre prezando pela qualidade. Respeitamos todas as etapas técnicas recomentadas, no intuito de assegurar uma maior longevidade a malha viária. Sabemos o quanto um cidadão sonha em ver sua rua asfaltada e, nesse sentido, não podemos entregar a ele qualquer coisa. Ele tem que se orgulhar do local onde mora e cabe a nós colaborar com isso”, argumenta o prefeito Emanuel Pinheiro.

RECUPERAÇÃO

A atuação nos bairros engloba ainda o trabalho de melhoria no sistema de escoamento de água pluvial da Avenida Soares de Andrade. A via é uma das mais movimentadas da região, faz a divisa entre as duas comunidades, além de dar acesso ao CPA IV e Jardim Brasil. Apesar de já ter sido pavimentada, em anos anteriores, ela não contava com a tubulação de drenagem, prejudicando, principalmente, a parte mais baixa da avenida, durante o período chuvoso.

O trabalho de correção foi iniciado no entroncamento com a Rua M e finalizado no encontro com a Rua S, totalizando cerca de 300 metros. “Em toda extensão, foram instaladas manilhas de 60mm, 80mm, e 1m, conforme as especificações estabelecidas no projeto. Além da tubulação completa, a avenida passou a contar com quatro bocas de lobo distribuídas em pontos estratégicos”, explica o secretário Vanderlúcio Rodrigues.

Leia mais:  População conta com canais de comunicação para solicitação de serviços

MINHA RUA ASFALTADA

Implantado em 2017, o programa Minha Rua Asfaltada se consolidou como uma grande ação de infraestrutura. Neste ano, a Prefeitura de Cuiabá chegou a 47 bairros beneficiado com a atividade, levando em consideração as obras concluídas, em execução e também aquelas que, neste momento, passam pelo processo de licitação. De acordo com levantamento da Secretaria de Obras Públicas, são nove comunidades da região Norte, 18 da Sul, 12 da Leste e oito da Oeste.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Governo zera tarifas de 34 medicamentos usados no combate à covid-19

Publicado

por

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) zerou o Imposto de Importação de 34 medicamentos usados no combate à covid-19. A resolução foi publicada hoje (13) no Diário Oficial da União.

Entre os medicamentos beneficiados pela medida, estão Ivermectina, Fondaparinux, Varfarina, Nitazoxanida, Edoxabana e Rivaroxabana. O órgão também zerou a tarifa de máquinas para produção e embalagem de máscaras descartáveis de proteção respiratória. As máquinas deverão fabricar pelo menos 400 máscaras triplas com orelhas elásticas de estrutura compacta por minuto.

A resolução zerou o Imposto de Importação de bolsas para coleta de sangue com solução anticoagulante. Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a Camex, órgão composto de representantes de vários ministérios presidido pelo Ministério da Economia, reduziu a zero a tarifa de 549 produtos relacionados ao enfrentamento da doença. O benefício vale até 30 de setembro.

Atrofia muscular

Em outra resolução publicada hoje, a Camex zerou a tarifa de importação do medicamento Zolgensma, usada no combate à atrofia muscular espinhal (AME) em crianças de até dois anos. Cotada a R$ 12 milhões e sem fabricação no Brasil, a droga é considerada o medicamento mais caro do mundo, de acordo com o Ministério da Economia.

Leia mais:  Secretário de Saúde realiza vistorias e garante reabertura da Policlínica do Pascoal Ramos e entrega da UPA Verdão

A desoneração do medicamento havia sido anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro na noite de sexta-feira (10), mas a decisão só foi oficializada hoje.

Segundo o Ministério da Saúde, a AME é uma doença rara, degenerativa, passada de pais para filhos e que interfere na capacidade do corpo de produzir uma proteína essencial para a sobrevivência dos neurônios motores, responsáveis pelos gestos voluntários vitais simples do corpo, como respirar, engolir e se mover.

Varia do tipo 0 (antes do nascimento) ao 4 (segunda ou terceira década de vida), dependendo do grau de comprometimento dos músculos e da idade em que surgem os primeiros sintomas. Até o momento, não há cura para a doença.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana