conecte-se conosco


Polícia

PRFs retiram motorista de veículo em chamas; veja

Publicado

Um rapaz de 28 anos foi retirado de um veículo em chamas por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O caso ocorreu no fim da noite de sábado (10) na BR 364, em Várzea Grande.

Os policiais realizavam rondas na rodovia quando perceberam o incêndio às margens da rodovia e algumas pessoas tentando ajudar.
Eles então retiraram o motorista de dentro do carro e, logo depois de verificarem se havia mais ocupantes, o automóvel foi completamente tomado pelas chamas.

O motorista U. A. A. estava sozinho, não se feriu e apresentava sinais de embriaguez, porém o teste do etilômetro teve resultado negativo. Os agentes constataram que os sintomas eram decorrentes de uso de medicamento controlado sedativo.

O jovem contou que tomou o medicamento e saiu de casa para comprar cigarros, no entanto, ao acessar a rodovia, perdeu o controle de direção e caiu num buraco. Enquanto ele tentava retirar o carro do buraco, o incêndio teve início.

O motorista foi atendido pelos socorristas da concessionária Rota do Oeste e encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento de Várzea Grande.

Leia mais:  Polícia Civil de Jauru apreende adolescentes identificados em roubos a transeuntes

O Corpo de Bombeiros controlou o incêndio que além de destruir o automóvel Voyage, se alastrava pela vegetação.

Texto e imagens: Neocleciana Gonçalves / NUCOM PRF MT

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Sistema penitenciário possui 91 servidores positivos para Covid-19

Publicado

por

Um novo balanço elaborado em conjunto pela Secretaria de Segurança Pública (Sesp) e a Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária aponta que existem 91 servidores do sistema penitenciários de Mato Grosso contaminados com coronavírus.

Os dados, demonstram que houve um aumento de 30% dos casos em apenas quatro dias. Até o momento foi confirmada uma morte.

Um primeiro balanço atualizado até o dia 30 de junho, apontava que o estado tinha 70 servidores acometidos pela doença.

Quatro dias depois, em 4 de julho, a Sesp divulgou um novo levantamento que apontava mais 21 novos casos. Ou seja, o número de infecções chegou a 91.

A unidade que mais apresentou servidores com Covid-19 é a Penitenciária Central do Estado (PCE), localizada em Cuiabá, com 14 casos. Em segundo lugar vem à unidade de Várzea Grande com 13 e, em seguida, a Cadeia Pública de Alta Floresta (800 km de Cuiabá) com sete.

Em relação aos casos suspeitos, até o dia 30 de junho, haviam 127 casos. Quatro dias depois, o número de servidores que apresentaram os sintomas da doença subiu para 136. Isso quer dizer que houve um aumento de pouco mais de 7%.

Leia mais:  Polícia Civil de Jauru apreende adolescentes identificados em roubos a transeuntes

Por outro lado, 170 servidores testaram negativo para a doença. Os dados apresentam um aumento de 29% de redução em relação ao levantamento do mês passado. No fim do mês de junho, 131 servidores, que estavam com suspeitas, não tiveram a doença confirmada.

Por outro lado, 30 servidores foram curados pela doença.

Detentos

Em relação aos detentos, o levantamento aponta que Mato Grosso possui 145 presidiários com Covid-19. A unidade que mais apresenta números é a Cadeia Pública de Alta Floresta com 65 casos, seguida pela Cadeia Pública de Diamantino (200 km de Cuiabá) e Cáceres (240 km a Oeste) com 13.

Ao todo, duas mortes foram registradas. O número de mortes se mostrou inalterado em relação ao último levantamento.

por: Hipernoticia

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana