conecte-se conosco


Polícia

PRF participa de operação conjunta de combate à fraude veicular em Cuiabá

Publicado

O trabalho é uma iniciativa da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos (Derrfva), que lançou também a cartilha  “Compra Segura”

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) participou, na manha desta quinta (06), de uma operação  conjunta para combater fraudes e crimes relacionados à venda e compra de veículos. O trabalho integrado foi uma iniciativa da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos (Derrfva), que, além do apoio da PRF, contou também com a participação da Polícia Militar, Semob, Detran e Politec.

As ações de fiscalização foram realizadas em Cuiabá, na região do Porto, local onde se concentra a comercialização de veículos automotores. Segundo a Especializada, a operação visa combater a venda de motocicletas e carros denominados “Finan” (golpe que consiste a venda de veículos financiados, sem que haja qualquer intenção de efetuar o pagamento das prestações do veículo adquirido). Os veículos são  comercializados por preços bem abaixo do mercado, e as pessoas que compram os bens jamais quitam os débitos existentes.

Levantamento dos setores de inteligência dos órgãos policiais estaduais e federais que atuam em Mato Grosso, carros e motocicletas objetos dos crimes de furto e/ou roubo ocorridos no Estado e outras unidades da federação estariam sendo comercializados em locais de vendas de automóveis usados, na região metropolitana, com placas e documentos falsificados.

Leia mais:  Polícia Civil fecha boca de fumo que funcionava em salão de beleza na Capital

Conforme o delegado Arnon Osny, as  investigações apontam que veículos furtados ou roubados são comercializados como se fossem carros “Finan”. Os golpistas trocam as placas dos veículos enganando os compradores que não se preocupam em checar os demais dados de identificação e acabam comprando os veículos com restrições de furto ou roubo.

Quando abordados pela fiscalização são presos em flagrante por receptação. “Em ambos os casos, ocorre o cometimento de crimes. Tanto a pessoa que vende, como aquela que compra ou revende o carro ou motocicleta “Finan”, estão incidindo na prática de crimes estelionato, receptação ou outros a depender de investigação”, alertou Arnon Osny.

CARTILHA – a operação conjunta de fiscalização se deu em razão do lançamento da cartilha “Compra Segura”, que traz  dicas e informações importantes para as pessoas interessadas em comprar ou vender veículos. Com o material, que pode ser acessado no site http://www.policiacivil.mt.gov.br/noticia.php?id=20109, a Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva), busca criar uma rede de proteção ao cidadão.

Leia mais:  Nomeado o novo superintendente da PRF no Mato Grosso

PRF 191 – Por meio do seu telefone de emergência, o 191, a PRF pode ser avisada de roubo e furto de veículos, assim como receber denúncia anônima de estabelecimentos que compram ou vendem veículos adulterados.

Texto: com Assessoria | PJC-MT

Fotos: PRF

Fonte: PRF MT
Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Operação realiza ações repressivas e preventivas de combate à criminalidade no interior do Estado

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

O enfrentamento e a prevenção à criminalidade foram focos da operação Herácles, deflagrada pela Polícia Judiciária Civil, nos meses de julho e setembro, em 11 Regionais do interior do Estado. A operação coordenada pela Diretoria do Interior cumpriu 30 ordens judiciais, entre mandados de prisão e de busca e apreensão domiciliar, além da apreensão de grande quantidade de entorpecentes, objetos de origem ilícita e a abordagem de centenas de pessoas e veículos.

Os trabalhos foram realizados pelas Delegacias Regionais de Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Guarantã do Norte, Juína, Nova Mutum, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Nova Mutum, Rondonópolis, Tangará da Serra e Vila Rica.

A operação de cunho repressivo e preventivo foi deflagrada em duas etapas, com o objetivo de intensificar as ações policiais visando coibir os crimes contra o patrimônio, tráfico Ilícito de entorpecentes, homicídio entre outros, além de dar cumprimento a mandados judiciais contra pessoas foragidas da Justiça ou alvos de investigações policiais.

O trabalho desenvolvido em diversas cidades do interior também teve como um dos focos principais os municípios que sofreram com a suspensão temporária de Delegacias (Luciara, Novo Santo Antonio, Alto Paraguai, Nova Marilândia, Santo Afonso, Nova Lacerda, Bom Jesus do Araguaia, Ponte Branca, São José do Povo, Tesouro, Carlinda, Castanheira, União do Sul, Acorizal, Jangada e Nossa Senhora do Livramento).

Leia mais:  Polícia Civil apreende vários objetos de origem ilícita e prende receptador em Cáceres

Para operação, foi empregado um efetivo de 88 policiais civis, entre investigadores escrivães e delegados e 22 viaturas, além de contar com apoio da Polícia Militar. No total, foi realizada a abordagem de 235 pessoas e checagem de mais de 60 veículos, além do cumprimento de 30 ordens judiciais, sendo 5 mandados de prisão e 25 e busca e apreensão domiciliar. 

Na segunda fase da operação, na Regional de Nova Mutum, foram cumpridos 9 ordens judiciais entre mandados de prisão e de busca e apreensão domiciliar, em ações desencadeadas pelas Delegacias de Arenápolis, Nortelândia, e Municipal e Regional de Nova Mutum.

Os trabalhos resultaram em duas pessoas presas, uma em flagrante e outra por força de mandado, além da apreensão de diversos aparelhos celulares de outros investigados, com objetivo de obter indícios da prática dos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. 

Em Alta Floresta, dois homens que planejavam roubar uma aeronave na cidade foram presos. Os suspeitos, V.S.R.J, 23 anos, e F.F.A., 24 anos, são do estado de Goiás e estavam na cidade com a intenção de conseguir um avião para levar até a Bolívia.

Leia mais:  Nomeado o novo superintendente da PRF no Mato Grosso

Os suspeitos despertaram atenção, após percorreram aeroportos do município na tentativa de conseguir fretar uma aeronave. A Polícia Civil foi acionada e ao abordar os suspeitos encontrou com eles um revólver cromado calibre 38, com 13 munições, R$ 5.861,00, 3 celulares, GSP, e outros objetos.

Ainda dentro da operação, uma carga de mais de 250 quilos de cloridrato e cocaína foi apreendida em uma ação integrada da Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Federal, realizada, em Nova Bandeirantes (1.026 km ao Norte). No total, foram apreendidos 241 tabletes da substância, localizados em uma propriedade rural do município.

Palestras

Além das ações repressivas, a operação também realizou atividades preventivas como palestras em escolas e empresas.

As ações preventivas têm o objetivo de alertar a população sobre a prática de diferentes crimes e situações de riscos que podem causar. As palestras abordaram diferentes temas como combate às drogas, abuso sexual infantil, e combate a violência doméstica e familiar contra a mulher.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana