conecte-se conosco


Polícia

PRF flagra condutor com dirigindo com CNH cassada

Publicado

Além de estar com habilitação cassada, veículo conduzido não possuía autorização especial para transitar
Na madrugada de domingo (08), por volta de 1h20, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), sempre atenta aos detalhes para garantir um trânsito seguro, visualizou um caminhão de grandes dimensões trafegando em horário não autorizado, na BR-364, município de Jangada/MT.

O veículo, um caminhão M.Benz/Actros, com placas de Claudia/MT, foi abordado e durante as consultas foi constatado que o condutor, de 44 anos, estava com a CNH cassada por 730 dias (de 22/01/2019 até 22/01/2021). Ainda, o veículo de 26m de comprimento e Peso Bruto Total para 74 toneladas, não possuía a autorização para transitar expedida pelo DNIT.

O condutor foi autuado e o veículo recolhido para o pátio contratado, em Cuiabá/MT

SECOM PRF MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil prende autor de roubo de carga de chips e celulares
publicidade

Polícia

Delegados de Mato Grosso ganham o maior salário do Brasil

Publicado

Um levantamento realizado pelo Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp) mostrou que os delegados de Mato Grosso são os que ganham o maior salário da categoria no país. O salário mensal de um delegado da Polícia Civil no estado é de R$ 24,5 mil.

Enquanto o salário dos delegados de Mato Grosso é o maior do país, o vencimento de escrivães e investigadores – as outras carreiras da Polícia Civil-, está bem longe do primeiro lugar.

Para os escrivães, profissionais responsáveis pelo registro de ocorrências e pela documentação das investigações, o salário é de R$ 5,5 mil, o 11º no ranking brasileiro.

Já para os investigadores, policiais que coletam provas sobre os crimes, localizam e interrogam suspeitos e mantém a segurança dos locais de investigação, o vencimento inicial é de R$ 5,5 mil, o 9º maior na comparação com o mesmo cargo em outros estados.

Dados da Polícia Civil mostram que no quarto trimestre de 2020 havia 400 cargos para delegados, porém, 158 estavam vagos. Já para escrivão de polícia, são 1,2 mil vagas, mas só 2.056 ocupados. E para investigador são 4 mil vagas, com 1.944 cargos vagos.

Leia mais:  Operação Ippon apreende documentos e R$ 65 mil em espécie em cumprimento de mandados sobre desvios de verbas públicas

Por ser uma carreira típica de Estado, ou seja, que não podem ser substituída por profissional contratado, os cargos da Polícia Civil só podem ser ocupados através de concurso público. No entanto, para conseguir benefícios com o governo federal durante a crise, o Estado se comprometeu a não criar novos gastos até 2022, o que incluem os concursos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana