conecte-se conosco


Polícia

PRF apreende 500 comprimidos de procedência ilícita

Publicado

Esse tipo de medicamento é usado para tratamento de úlceras, mas se ingerido em desacordo com as recomendações médicas pode se transformar em substância abortiva

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), nesta terça-feira (16), em Rondonópolis/MT, apreendeu 500 comprimidos de procedência estrangeira. A abordagem se deu no Km 211 da BR 364, onde a equipe da PRF de ordem de parada a um ônibus de itinerário Cascavel/PR com destino à Sinop/MT.

Em uma fiscalização minuciosa para combate ao transporte de ilícitos, os policiais localizaram na lixeira do banheiro uma sacola preta e em seu interior verificou-se que havia 50 cartelas do medicamento, contendo 10 pílulas em cada, totalizando 500 comprimidos de procedência estrangeira. Esse tipo de medicamento é usado para tratamento de úlceras, mas se ingerido em desacordo com as recomendações médicas pode se transformar em substância abortiva, motivo que levam criminosos a transportarem esse tipo de material de forma irregular, sem nota fiscal.

Apesar de terem sido entrevistados os 39 passageiros que seguiam no veículo, não foi possível identificar o proprietário do medicamento. O ônibus foi liberado e o produto apresentado à Polícia Federal de Rondonópolis.

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil participa de mutirões em Cuiabá e Várzea Grande
publicidade

Polícia

Sistema penitenciário possui 91 servidores positivos para Covid-19

Publicado

por

Um novo balanço elaborado em conjunto pela Secretaria de Segurança Pública (Sesp) e a Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária aponta que existem 91 servidores do sistema penitenciários de Mato Grosso contaminados com coronavírus.

Os dados, demonstram que houve um aumento de 30% dos casos em apenas quatro dias. Até o momento foi confirmada uma morte.

Um primeiro balanço atualizado até o dia 30 de junho, apontava que o estado tinha 70 servidores acometidos pela doença.

Quatro dias depois, em 4 de julho, a Sesp divulgou um novo levantamento que apontava mais 21 novos casos. Ou seja, o número de infecções chegou a 91.

A unidade que mais apresentou servidores com Covid-19 é a Penitenciária Central do Estado (PCE), localizada em Cuiabá, com 14 casos. Em segundo lugar vem à unidade de Várzea Grande com 13 e, em seguida, a Cadeia Pública de Alta Floresta (800 km de Cuiabá) com sete.

Em relação aos casos suspeitos, até o dia 30 de junho, haviam 127 casos. Quatro dias depois, o número de servidores que apresentaram os sintomas da doença subiu para 136. Isso quer dizer que houve um aumento de pouco mais de 7%.

Leia mais:  Mais de 1 tonelada de drogas e 886 criminosos presos na Regional de Pontes e Lacerda

Por outro lado, 170 servidores testaram negativo para a doença. Os dados apresentam um aumento de 29% de redução em relação ao levantamento do mês passado. No fim do mês de junho, 131 servidores, que estavam com suspeitas, não tiveram a doença confirmada.

Por outro lado, 30 servidores foram curados pela doença.

Detentos

Em relação aos detentos, o levantamento aponta que Mato Grosso possui 145 presidiários com Covid-19. A unidade que mais apresenta números é a Cadeia Pública de Alta Floresta com 65 casos, seguida pela Cadeia Pública de Diamantino (200 km de Cuiabá) e Cáceres (240 km a Oeste) com 13.

Ao todo, duas mortes foram registradas. O número de mortes se mostrou inalterado em relação ao último levantamento.

por: Hipernoticia

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana