conecte-se conosco


Cidades

Prevenção e conscientização são discutidas em evento do Outubro Rosa

Publicado

A Prefeitura de Cuiabá realizou a primeira atividade em alusão ao movimento popular “Outubro Rosa”, nesta terça-feira (08). O evento aconteceu no auditório do Palácio Alencastro e contou com a participação de servidoras municipais e convidadas.

O Outubro Rosa tem como principal objetivo, conscientizar as pessoas sobre a importância da prevenção do câncer de mama, tipo de câncer que mais mata mulheres ao redor de todo mundo.

Uma palestra orientativa ministrada por duas jovens alunas do curso de Medicina da Universidade de Cuiabá abordou sobre as formas de prevenção, cuidados, sintomas, tratamento, entre outros. O câncer de mama é o segundo mais comum entre as mulheres, sendo responsável por aproximadamente 28% dos casos novos da doença. 

“Para nós, que somos alunas do curso de medicina e fazemos parte da Liga de Radiologia da Universidade de Cuiabá, é um prazer enorme estar aqui passando para essa grande número de mulheres informação sobre os principais exames para detecção do câncer. Então, hoje nós apresentamos basicamente qual a importância do diagnóstico precoce e o quanto ele pode imprescindível para a descoberta e o consequentemente o tratamento”, disse a estudante Marcela de Moura.

Leia mais:  Secretaria efetiva ações no campo e fortalece regularização e ordenação de comerciantes na cidade

De acordo com o MT Mama, no estado, os dados oficiais apontam 680 novos casos, sendo 220 em Cuiabá. Em homens, a doença atinge 1% do total.

“Nós temos visto alguns dados mais atualizados sobre o câncer de Mama e os fatores de risco, de prevenção e nada mais importante que a gente continuar com esse trabalho porque essas tem que ser permanente mesmo. Temos que falar mais do autoexame, da procura pelo médico pelo menos uma vez por ano, as mulheres acima dos 40 anos à fazer a mamografia e tendo alguma suspeita procurar o médico só assim será possível diagnosticar, mais de 60 % dos casos são detectado através do autoexame”, explicou a presidente da MT Mamma, Cleuza Dias Leite.

A “Associação MTmama, amigos do peito” é uma instituição ativa no estado de Mato Grosso há quase dez anos, que trouxe alguns relatos de mulheres que foram beneficiadas e conseguiram vencer a luta contra o câncer de mama.

Após a palestra, foi realizado um sorteio de ingressos para o show do cantor Almir Sater. A servidora da secretária de Gestão, Adriana Aleixo que foi diagnosticada e passou pelo tratamento aproveitou a oportunidade para dar seu depoimento e mais informação para as servidoras.

Leia mais:  Magia do Natal dá novo brilho ao prédio da Prefeitura de Cuiabá

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Ano bissexto, família de SP tem dois filhos que nasceram em 29 de fevereiro

Publicado

por

Por Márcio Gomes

Uma família de São Paulo tem dois filhos que nasceram em 29 de fevereiro, e não são gêmeos. Neste ano de 2020, que é ano bissexto e fevereiro tem 29 dias, os dois poderão comemorar aniversário na data certa. A chance de alguém nascer no 29 de fevereiro é de uma em quase 1.500.

Os irmãos Leonardo, que fará 12 anos no sábado (29), e João Pedro, que fará 4, nasceram ambos no dia 29, por coincidência, diz a mãe.

Tânia Volpi, mãe das crianças, diz que todo ano é uma confusão e que ninguém sabe se parabeniza pelo aniversário no dia 28 de fevereiro ou em 1º de março. “O Leonardo nasceu porque a médica marcou e o João Pedro porque o plano liberou só nessa data”, explica a mãe.

Leia mais:  Conselho de Saúde aprova chamamento de pacientes que aguardam na fila da Central de Regulação

“Eles ficam em dúvida. Que dia que eu nasci realmente? Porque um ano é até o dia 28, outro ano até 29 então fica confuso realmente”, diz ela.

Em 2016, que também foi ano bissexto, foram registrados 12,5 mil nascimentos no dia 29 de fevereiro em todo país – 3.600 foram no estado de São Paulo.

A data enfrenta rejeição da maioria da população já que, como só ocorre a cada 4 anos, não facilita que seja lembrada.

O ano comum não tem 365 dias. Tem 365 dias e 6 horas. Essa pequena diferença de 6 horas, se fosse somada ao longo dos séculos daria uma tremenda confusão ao calendário. Por isso, a compensação que ocorre no ano bissexto. De 4 em 4 anos, essas 6 horas completam 24 horas e esse dia a mais é encaixado no mês de fevereiro.

Família tem dois filhos com aniversários no dia 29 de fevereiro — Foto: TV Globo/reproduçãoFamília tem dois filhos com aniversários no dia 29 de fevereiro — Foto: TV Globo/reprodução

Família tem dois filhos com aniversários no dia 29 de fevereiro — Foto: TV Globo/reprodução

A ligações para os cartórios, sobre o 29, aumentam neste mês. Muita gente querendo saber se tem problema nascer, se casar em um dia que só existe de quatro em quatro anos.

Leia mais:  Suspensão de licitação

Segundo a Associação de Cartórios de São Paulo, os pais não podem trocar a data do registro. Desde 1992, uma lei determina que o médico que fez o parto preencha a declaração de nascido vivo. Por isso, se a criança nascer no dia 29 de fevereiro, é essa a data que vai pra certidão de nascimento.

O nascimento no dia 29 não traz nenhum problema prático na vida da pessoa já que, segundo os cartórios, é considerada a data de 1º de março para que a criança que nasceu no dia 29 de fevereiro complete 18 anos, em caso de atingir a maioridade em um ano que não seja bissexto.

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana