conecte-se conosco


Polícia

Preso no interior do Paraná um dos mandantes do homicídio de jovem executado em Juruena

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Um dos mandantes do homicídio que vitimou Wanderson Costa Pacheco, 22 anos, ocorrido em abril deste ano, em Juruena (880 km a noroeste de Cuiabá) foi preso nesta sexta-feira (23), na cidade de Cascavel, interior do Paraná. A prisão contou com apoio da Polícia Civil do município paranaense.

A prisão do mandante do crime, J.S.R. foi cumprida enquanto ele participava de um curso de segurança privada, após ter fugido de Juruena e se refugiado em Cascavel. O mandado de prisão foi decretado pela Vara Única da Comarca de Cotriguaçú. 

Outras duas pessoas, investigadas pela Delegacia da Polícia Civil de Juruena como executoras do homicídio, foram presas em flagrante, horas após o crime cometido. 

Crime

O corpo de Wanderson foi localizado na tarde do dia 27 de abril deste ano, às margens da MT-170, próximo a uma serraria de Juruena. Uma pessoa que passou pelo local viu o corpo e acionou a Polícia Militar, que preservou o local até a chegada da Polícia Civil, que deu início à investigação. A vítima apresentava diversas perfurações nas costas e no pescoço.

Leia mais:  Polícia Civil e Ipem apreendem 29 rolos de cabos de eletricidade irregulares em loja de material de construção na Capital

Um inquérito foi instaurado pelo delegado Philipe de Paula da Silva Pinho reuniu diversas informações que levaram ao esclarecimento do crime. A equipe de investigação apurou que a vítima foi vista com duas pessoas, que seriam os prováveis suspeitos do crime.

Os investigadores conseguiram imagens de câmeras de segurança de um banco da cidade que mostraram a vítima e outras duas pessoas discutindo na porta da agência bancária. A Polícia Civil também recebeu imagens que circularam em aplicativos de mensagens e mostravam a execução da vítima.

Com base nas informações apuradas, os policiais conseguiram identificar os dois suspeitos, que foram localizados tomando cerveja em frente à quitinete onde moravam. Foram aprendidas as roupas utilizadas por um deles na dia da execução. 

Questionados sobre o homicídio, os suspeitos, um de 19 anos e outro de 29 anos, confirmaram a execução e que o crime foi ordenado por uma facção criminosa. Conforme declaração, o homem de 29 anos fez os disparos e o outro filmou a execução.

Fonte: PJC MT
Leia mais:  Polícia Civil e PRF cumpre mandados para apurar diferentes crimes em Jaciara

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Três são presos em flagrante e pontos do tráfico são desarticulados durante operação em Campos de Júlio

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil deflagrou nesta quarta-feira (22) a operação “Euphractus”, em Campos de Júlio (553 km a noroeste da Capital), para cumprimento de dois mandados de busca e apreensão que visam desarticular pontos de venda de entorpecentes.

Três suspeitos foram presos em flagrante e apreendidas entorpecentes, celulares, arma, dinheiro e apetrechos para embalar drogas. A operação contou com apoio da Delegacia de Comodoro. 

Em investigações realizadas pela equipe da Delegacia de Campos de Júlio, os policiais civis identificaram o comércio de substâncias ilícitas em dois endereços na cidade.

Após monitoramento e a coleta de indícios sobre as atividades criminosas, o delegado Ricardo Marques Sarto representou pelos pedidos de buscas e apreensões domiciliares deferidos pelo juízo da Comarca de Comodoro.

O primeiro alvo das buscas foi um endereço no bairro Águas Claras, onde os investigadores localizaram fR$ 500 provenientes da venda de entorpecentes, além de porções de maconha e pasta base de cocaína. Dois jovens de 20 e 23 anos foram presos em flagrante.

Leia mais:  Polícia Civil prende padrasto por estupro de enteada de 4 anos em Sinop

O suspeito de 23 anos responde a dois homicídios e estava com mandado de prisão em aberto, expedido pela Comarca de Vitorino Freire, no Maranhão, onde cometeu um homicídio a golpes de facão motivado por dívida de drogas.

Na segunda residência alvo de mandado judicial, no centro da cidade, os policiais civis apreenderam porções maconha e de crack, balança de precisão, R$ 430 em dinheiro e um simulacro de arma de fogo (tipo pistola). O morador de 21 anos foi preso em flagrante por tráfico de drogas.

O delegado Ricardo Sarto destacou o êxito da operação, tendo em vista que os principais alvos da investigação foram presos em flagrante.“Os presos foram conduzidos até a Delegacia de Campos de Júlio, interrogados e após serem autuados pelos crimes, foram colocados à disposição do Poder Judiciário”.

O nome da operação “Euphractus” faz alusão ao nome científico do tatupeba, que refere-se ao modus operandi utilizados pelos alvos para esconder as drogas, enterradas no quintal das casas.

Leia mais:  Lei Maria da Penha é tema de palestras em escolas de Jauru

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana