conecte-se conosco


Política

Presidente Justino parabeniza as crianças pelo dia 12

Publicado

&nbsp
Presidente Justino Malheiros e demais vereadores enfatizaram que as crianças representam o futuro do País em amanhã breve
&nbsp
O presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, Justino Malheiros, estendeu hoje – em seu nome e de todos os parlamentares e demais servidores do Legislativo – parabéns às crianças pelo seu dia, data comemorada nesta sexta-feira, 12. Malheiros disse que as crianças simbolizam a esperança de dias melhores no futuro, e cabe aos seus responsáveis e à comunidade brasileira, em geral, o dever de respeitá-las e apoiá-las.
&nbsp
Justino entende que, “com as crianças edificamos os alicerces de uma sociedade mais justa, em que os pequenos têm seu espaço de direito assegurado e podem avançar firmes e confiantes rumo a campos promissores. Afinal, são eles que estarão no comando do País em tempos não distantes, hoje sob foco do seu olhar inocente, dependente, na maioria dos casos”.
&nbsp
Justino lamentou que o País, apesar das intensivas campanhas de proteção à criança, baseadas no Estatuto da Criança e do Adolescente, ainda protagonize fatos aberrantes envolvendo as pequenas vítimas, a exemplo de trabalho escravo, exploração sexual, assassinatos por parte dos próprios pais, discriminação, etc. “Infelizmente, milhões de crianças brasileiras continuam sendo subjugadas por uma série de injustiças sociais” – destacou o presidente.
&nbsp
Seguindo o mesmo pensamento do presidente do Parlamento, o coordenador de Cultura e Resgate Histórico do Parlamento, Rafael Neto, salientou que, em 2017, o Legislativo, por meio das esposas dos parlamentares, colaborou com a campanha de arrecadação de brinquedos, que foram distribuídos em mais de 15 creches municipais.
&nbsp
Neste ano, por conta de dispositivos normativos do setor eleitoral, a Câmara ficou impossibilitada de realizar esse trabalho costumeiro, qualificado de “gratificante” pelo coordenador e todos os envolvidos nessa ação. Mas o sentimento de solidariedade à criança é ininterrupto – frisou – por parte de cada um dos integrantes desta Casa.
“Reafirmamos, neste momento, o compromisso de bem-atender o cidadão e todas as crianças de nossa querida cidade. Elas são sempre bem-vindas. O projeto que desenvolvemos na área de Cultura visa objetiva dar suporte para que muitos dos anseios voltados à criança sejam concebidos, ou pelo menos facilitados. E, em 2019, esperamos seqüenciar tais ações.
&nbsp
João Carlos de Queiroz/Elizângela Tenório – Secretaria de Comunicação Social – CMC

Leia mais:  Radares e lombadas eletrônicas começam a funcionar na segunda-feira na Capital

Imprimir Voltar Compartilhar:  

Comentários Facebook
publicidade

Política

Mendes autoriza vacinar professores após forças de segurança

Publicado

O governador Mauro Mendes (DEM) autorizou a reserva de 10% das vacinas contra a covid-19 que o Estado receber para a imunização dos profissionais da educação das redes públicas e privadas. A informação é do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho. Segundo Carvalho, a decisão ocorreu na manhã desta segunda-feira (12) durante reunião com os secretários de Saúde, Gilberto Figueiredo (Saúde), e da Educação, Alan Porto.

“Estamos fazendo um ofício para a Secretaria de Saúde, solicitando que após a vacinação dos profissionais das forças de segurança, que também sejam imunizados os profissionais da educação”, disse durante entrevista ao programa Tribuna da rádio Vila Real FM.

A decisão tem por base a pressão por parte dos deputados estaduais e do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep). Isso porque na semana passada, os deputados aprovaram em 1ª votação a educação como serviço essencial na pandemia. Caso seja aprovada em 2ª votação, as aulas presenciais poderão retornar.

Com isso, muitos deputados cobraram que os professores entrassem na lista de prioridades para a vacinação no Estado, já que o retorno das aulas está em votação.  O projeto de retorno às aulas garante que a rede privada pode voltar com as aulas presenciais. Já  na rede pública poderia ocorrer de maneira virtual, até que se criem as condições para o retorno presencial.

Leia mais:  "Há ambições em relação à Amazônia", diz general Augusto Heleno

O Sintep chegou ameaça greve em fevereiro, caso o governo determinasse o retorno das aulas presenciais. Atualmente as aulas continuam remotas e o governador Mauro Mendes (DEM) aprovou na Assembleia um projeto para a compra de notebooks e o auxílio internet para mais de 15 mil professores da rede pública estadual.

O valor depositado aos professores é de até R$ 6.020. Os profissionais terão que comprovar a compra dos computadores e a assinatura da internet.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana