conecte-se conosco


Cidades

Prefeitura será parceira do Instituto Cultural Flauta Mágica

Publicado

“Hoje tive a grata satisfação em receber os alunos do Instituto Cultural Flauta Mágica que puderam conhecer um pouco do meu trabalho como prefeito da nossa Capital”. Assim foi a abertura da reunião realizada na manhã desta terça-feira juntamente com o idealizador do projeto, maestro Gilberto Mendes e a voluntária Márcia Ferreira que vieram pedir que a Prefeitura seja a grande parceira das ações desenvolvidas pelo Instituto há vinte anos.

Em duas décadas de história, o Instituto Cultural Flauta Mágica acumula centenas de momentos que marcaram esses anos de trabalho ininterruptos, quando mais de cinco mil crianças e jovens, em situação de vulnerabilidade social, foram acolhidas e tiveram suas histórias de vidas transformadas pelo projeto.

De acordo com o maestro Gilberto Mendes, mais do que simplesmente formar grandes profissionais da música, a nossa meta é formar cidadãos. O propósito diferenciado do instituto, segundo Gilberto, é o que torna possível o respeito mútuo entre as pessoas, preparando os adolescentes para entrar no mercado de trabalho, seja no meio artístico ou em outra área.

Ao longo de sua existência, o projeto vem desenvolvendo de forma responsável o lado educacional e profissional de seus alunos. “Por isso é que viemos pedir a ajuda do prefeito e da primeira-dama Márcia Pinheiro que conhecem a essência do nosso Instituto. Tenho plena certeza que o trabalho unido tem muito mais força, podendo alcançar um número bem maior de pessoas. Hoje atendemos 350 crianças e adolescentes”.

Leia mais:  Prefeitura de Cuiabá publica editais de retificação para função de ASG em unidades da Regional Sul

A voluntária Márcia Ferreira informou que cada criança atendida tem um custo mensal para o projeto de R$50. “Atualmente contamos com a ajuda de voluntários que somam um total de R$6.000 mensais, no entanto as despesas chegam a R$15.000, por isso viemos pedir a ajuda do nosso prefeito para que possamos continuar a abraçando a causa dessas crianças e jovens em risco de vulnerabilidade e exclusão social”, declarou ela.

Exemplo de determinação e que o projeto gera mesmo grandes resultados é do então atual professor que já foi aluno do instituto. Waldecy de Abreu conta que sua vida mudou completamente. Ele que entrou no Flauta Mágica com 16, hoje está com 31 anos e teve a oportunidade de repassar as experiências já vividas. “Se todo mundo tivesse a chance que eu tive, o mundo seria bem melhor. Temos que aproveitar as oportunidades que chegam até nós. Fazer o bem sem olhar a quem”, comentou Waldecy.

Outro exemplo de força e superação é da jovem Neyanne Gonçalves. “Quando comecei a participar do projeto tinha apenas três anos. Hoje estou com 16 e dou aula de flauta doce para crianças. Ensino a eles que quando a gente quer, podemos fazer acontecer e nos tornarmos diferente”, disse ela.

Leia mais:  Primeira-dama oferece almoço de Réveillon para pessoas em situação de rua

A mãe e professora Maria de Fátima Rodrigues pediu a palavra e reforçou que o Instituto Flauta Mágica tem muito com o que somar com a Prefeitura de Cuiabá. “Sou prova de que a música transforma vidas. Meu filho hoje é bem mais responsável, educado e estudioso. É um projeto muito valioso para nossa sociedade. Posso afirmar que se a Prefeitura abraçar essa causa, além de contribuir vai ganhar também”.

O prefeito Emanuel Pinheiro foi bem claro e disse que irá estudar os meios corretos e burocráticos para que essa parceria com o Instituto Flauta Mágica seja firmada. “Vocês podem contar comigo e com minha esposa Márcia Pinheiro. Nós, com toda certeza seremos padrinhos dessa grande ação de inclusão social. Irei fazer uma reunião com meus secretários de Educação, Cultura, Esporte e Lazer e de Comunicação para que possamos alinhar as estratégias corretas de atuação da Prefeitura com o Instituto. A Prefeitura está de portas abertas para ações dessa natureza, que além de despertar e fazer florescer talentos resgata almas e vidas”.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Prefeitura publica calendário de pagamento do IPTU; veja datas

Publicado

A Prefeitura de Cuiabá estabeleceu a programação para pagamento do IPTU em 2021, que deve começar a partir de 1º de março. O Decreto nº 8.285, que determina o cronograma, foi publicado na Gazeta Municipal.

 

Assim como em outras edições, o pagamento poderá ser feito em cota única ou em até oito parcelas. O valor mínimo de cada parcela será de R$ 57,26.

 

Aqueles que não tiverem débitos de anos anteriores e optarem por quitar o IPTU em cota única até o dia 14 de abril, terão desconto de 10%. Os carnês serão enviados para todos os contribuintes que contam no Cadastro Imobiliário do Município.

 

Já as guias do IPTU de imóveis territoriais deverão ser retiradas nos postos de atendimentos do Município ou por meio do site.

 

A retirada presencial poderá ser feita no Centro Integrado de Atendimento ao Contribuinte (CIAC), nas Lojas de Atendimento ao Contribuinte (LAC-Norte e LAC-SUL), e em outros postos de atendimento que serão indicados pela Prefeitura de Cuiabá.

Leia mais:  Licitação prevê pagamento por quantidade de lixo coletada e execução de novos serviços

 

Outra informação que o munícipe deverá ficar atento é em relação ao pedido de isenção do pagamento, que neste ano poderá ser feito no período de 1º de junho a 30 de julho, com validade até 2024.

 

Caso a solicitação seja indeferida, será concedido um prazo de 30 dias, a partir da ciência do contribuinte quanto à decisão, para que o valor seja pago sem desconto e sem a incidência de juros e multa.

 

“De acordo com os termos do art. 5º da Lei nº 5.355/2010, alterado pela Lei nº 5.797/2014, estão isentos do Imposto Predial e Territorial Urbano os imóveis residenciais com valor venal atualizado igual ou inferior a R$ 33.921, excluindo-se os imóveis territoriais, comerciais, unidades autônomas desdobradas com cadastro individualizado para fins tributários, chácaras de recreio e garagens de edifícios”, explica o decreto municipal.

 

Veja calendário de pagamento: 

 

Primeira parcela e cota única: 14 de abril

 

Segunda parcela: 14 de maio

 

Terceira parcela: 14 de junho

Leia mais:  Alunas do Cras CPA encerram curso de Confecção de Lingerie do Programa Qualifica Cuiabá 300

 

Quarta parcela: 14 de julho

 

Quinta parcela: 13 de agosto

 

Sexta parcela: 14 de setembro

 

Sétima parcela: 14 de outubro

 

Última parcela: 12 de novembro

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana