conecte-se conosco


Cidades

Prefeitura realiza leilão público online de bens móveis no dia 07 de agosto

Publicado

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Gestão, realiza no dia 07 de agosto, leilão público online de bens móveis. São 48 lotes, com bens que variam entre equipamentos de informática, mobiliário de escritório e escolar, equipamentos médico-odontológico-hospitalares, além de veículos como ônibus, retroescavadeira, dentro outros avaliados num total de R$430 mil. As inscrições devem ser feitas pelo site da leiloeira pública oficial Luzinete Mussa de Moraes Pereira, com pelo menos 24h de antecedência.

Em função da pandemia e cumprindo determinação do prefeito Emanuel Pinheiro de zelar pela vida e saúde da população, o leilão será realizado virtualmente. Para participar e oferecer lances pela internet, os interessados devem se habilitar em até 24 (vinte e quatro) horas antes da data do leilão, no site www.kleiberleiloes.com.br, janela “cadastre-se”, preenchendo todos os dados exigidos e clicando em “envio de documentos” para remeter os documentos de habilitação.

Para completar a inscrição, é necessário pagamento de R$ 2.000,00 como caução, valor que será descontado em caso de arremate ou devolvido após o evento, caso nada compre. Mais informações sobre os itens de cada lote e sobre as regras do leilão podem ser encontradas em edital em anexo ou diretamente no site da leiloeira www.kleiberleiloes.com.br.

Leia mais:  Funcionária é xingada e demitida após aparecer com cabeça raspada

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Revendedoras de veículos usados deverão informar procedência

Publicado

Para resguardar os direitos do consumidor, mais uma proposta está em tramitação na Assembleia Legislativa. O Projeto de Lei 871/20, de autoria do presidente da ALMT, deputado Eduardo Botelho (DEM), determina que as revendedoras de veículos informem a procedência do produto, ou seja, terá que divulgar se é oriundo de leilão, locadora ou salvado de seguradoras.

Objetivo é esclarecer ao consumidor sobre a origem dos veículos colocados à venda, sob pena de multa de 500 a 10 mil UPFs caso haja descumprimento da lei.

Botelho destaca a necessidade de manter o consumidor muito bem informado, antes de fechar qualquer negócio. Por isso, defende o projeto para assegurar aos consumidores adquirentes de veículos usados e seminovos informações claras e precisas sobre a procedência dos veículos colocados à venda.

No projeto, alerta que os produtos com origem de leilões, locadoras de veículos e salvados, que são recuperados pelas seguradoras, possuem valor de mercado menor na tabela FIPE – principal referência para pessoas que querem comprar ou vender veículos usados ou seminovos. Organizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas desde 1973.

Leia mais:  Emanuel Pinheiro lança obra do primeiro hospital municipal veterinário público de MT

“O projeto é importante para o consumidor, pois nem sempre obtém as informações de forma clara e precisa”, declara o parlamentar, ao acrescentar que a medida evitará dissabores na aquisição desse tipo de bem. A proposta cumpre pauta e aguarda os pareceres das comissões de Constituição, Justiça e Redação – CCJR e de Defesa do Consumidor e do Contribuinte – CDCC.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana