conecte-se conosco


Cidades

Prefeitura protocola projeto para obra emergencial de restauração da Casa de Bem Bem

Publicado

A Prefeitura de Cuiabá protocolou junto à Secretaria de Estado de Cultura, ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e ao Ministério Público do Estado (MPE) o projeto emergencial de recuperação da Casa de Bem Bem. O registro foi feito na semana passada e tem por finalidade buscar os meios legais para promover essa execução dos serviços no patrimônio histórico cultural, garantindo que as raízes da ‘cuiabania’ sejam preservadas.

Conforme explica o secretário de Cultura, Esporte e Turismo, Francisco Vuolo, a Casa de Bem Bem é um patrimônio tombado pelo governo do Estado e, por isso, o Município, para realizar qualquer obra, precisa da aprovação dos órgãos, incluindo o Iphan.  “Estamos seguindo todo trâmite legal, para garantir que a recuperação, assim como a revitalização, sejam realizadas dentro das regras e que, futuramente, não tenhamos mais problemas. É um processo moroso, mas a gestão Emanuel assegura à população que as raízes da nossa cidade serão preservadas”, afirmou Vuolo.

Após a análise do projeto, caso seja aprovado pelas partes envolvidas, a Prefeitura poderá proceder com a execução da obra no imóvel nos pontos que desabaram, fazendo a cotação dos valores e contratação da empresa que executará os serviços. Para isso, serão usados recursos da Fonte 100. “Precisamos reconstruir as partes do imóvel tombado, que sofreram danos, para, assim, continuarmos com a obra de revitalização, entregando o bem aos cuiabanos, com a máxima qualidade e próximo da construção original”, pontuou o secretário.

Leia mais:  Participantes do Peixe Santo passam por capacitação; projeto tem início no dia 17

Enquanto a aprovação do projeto não acontece, a equipe da Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo, no intuito de garantir a base de sustentação da Casa, iniciou na manhã da última sexta-feira (14), uma série de reforços, que visa o escoramento das paredes, drenagem e manutenção da cobertura, assim como uma triagem para levantar características originais do imóvel, que serão aplicadas no processo de resgate.

“O objetivo é proteger a estrutura do patrimônio, principalmente por causa do tempo chuvoso, que agrava mais a chances de desmoronamento. Com isso, também queremos preservar os detalhes da época em que a Casa foi construída”, acrescenta o gestor.

Negligência – O secretário Vuolo lembra que a empresa vencedora do certame, a X Nova Fronteira Construtora Ltda., foi negligente na execução da obra. Ele conta que a X Nova destelhou todo imóvel e, praticamente, abandou aos serviços. Com as fortes chuvas, a estrutura da antiga Casa, começou a desabar e a situação veio se agravando, até chegar na situação atual.

“Procurada, a empresa alegou problemas financeiros e não tomou nenhuma providência para amenizar os danos. Nisso, a gestão buscou junto ao MPE ferramentas que dessem ao município poderes para sanar a situação. Foi nesse ponto, que conseguimos firmar um Termo de Ajustamento de Conduta (TCA), que nos permitiu a movimentação em prol dos reparos e preservação do patrimônio”, frisa.

Leia mais:  EDITAIS CULTURA 2019

O Município segue aguardando a resposta do Estado e Iphan. “A expectativa é que esta semana já tenhamos um respaldo dos órgãos. Após isso, vamos montar a planilha orçamentária e, em seguida, a contratação da empresa para executar essa recuperação”, finaliza Francisco Vuolo.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Mulheres vítimas de violência ganham dia de Beleza

Publicado

por

Vicente Aquino

Resgatar a autoestima e devolver a autoconfiança. Esse foi o objetivo do dia de beleza realizado essa semana às mulheres vítimas de violência que são assistidas pela Casa de Amparo, em Cuiabá. A ação foi realizada em um salão de beleza que já mantém parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano (Smasdh).

Amparada pela Casa há pouco mais de quinze dias, S.A.S, 37 anos foi uma das beneficiadas com os cuidados no visual. Além de fazer as unhas, recebeu tratamento de hidratação e corte de cabelo, pois segundo ela queria mudar de forma radical. “Há tempos não me via tão bonita como hoje. Nem lembrava como eu era de tanto sofrimento. Estou muito feliz e realizada. Com muito mais forças para prosseguir nessa longa caminhada que tenho pela frente”, disse ela. Além dela, os seus filhos que também estão na Casa também receberam atenção e cuidados especiais.

Para a proprietária do estabelecimento que fica no CPA III, Solange Milhomen, fazer o bem ajuda a torna-la mais humana. “Fazer o bem e ver o resultado que é imediato é maravilhoso. Ver o sorriso no rosto dessas mulheres tão fragilizadas é maravilhoso. Me faz voltar a sentir a verdadeira essência do que é o amor”, declarou.

Leia mais:  Homem compra carro e capota minutos depois de sair da concessionária em Várzea Grande

Prova disso foi o caso da Dona E.P.D, 67 anos. O semblante triste ao chegar no salão perdeu espaço para a alegria pelo acolhimento recebido. “Estou me sentindo renovada. Me fez perceber que eu ainda tenho valor, apesar de estar passando por esse momento turbulento, mas que com toda certeza vai passar. O meu muito obrigado”, frisou.

De acordo com a coordenadora da Casa de Amparo, Fabiana Soares, esse tipo de serviço ofertado tem como proposta elevar a autoconfiança dessas mulheres que estão com o coração recheado de mágoas e muito sofrimento. “A proposta é oferecer um afago a essas mulheres que estão em fase de resgate do projeto de vida. A maioria delas que atendemos na Casa de Amparo chegam com baixa estima, muitas são dependentes financeiramente dos agressores e se encontram perdidas. Nossa intenção foi levar um pouco de alegria, de amor e mostrar para elas que é possível superar o medo, a violência e acima de tudo, a se amarem”, ponderou.

Dentre os colaboradores esteve Rafael, dono de uma barbearia próxima que ajudou com os cortes feitos nos meninos. “Isso é muito bom para nós enquanto profissional e como ser humano. Isso demonstra que temos muito mais a agradecer do que reclamar quando deparamos com histórias tão difíceis e tristes iguais a essas. Estarei sempre à disposição para colaborar”, comentou Rafael.

Leia mais:  Trabalho de reconstrução é iniciado em via do Centro Político Administrativo

CASA DE AMPARO – A Casa de Amparo é considerada referência por prestar um importante auxílio de reabilitação e resgate da integridade física e psicológica de pessoas que sofreram agressões dos seus parceiros. Nesse primeiro semestre de 2019, foram realizados 81 atendimentos, sendo de 31 mulheres e 50 crianças.

No total, a casa disponibiliza 20 vagas para acolhimento, incluindo mulheres e crianças. No momento, duas mulheres acompanhadas dos filhos estão amparados na Casa.

O trabalho realizado pela Prefeitura é por meio de uma parceria com o Poder Judiciário, Defensoria Pública, Promotorias e Delegacias Especializadas no combate aos crimes contra Mulheres.

Além das casas de amparo, os Cras fazem o atendimento inicial às mulheres dando orientações.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana