conecte-se conosco


Educação

Prefeitura de Cuiabá abrirá mil novas vagas para Educação Infantil

Publicado

As vagas serão para crianças de zero a 5 anos e 11 meses de idade.

A rede pública municipal de ensino vai ganhar mil novas vagas, na educação infantil até julho de 2020. A Prefeitura de Cuiabá iniciou os trabalhos de terraplanagem nas áreas onde as seis novas unidades de ensino serão construídas. Os Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI) vão ser erguidos nos bairros Voluntários da Pátria, Serra Dourada, Ribeirão do Lipa, Bela Vista, Doutor Fábio e Altos do Parque. Uma sétima unidade de ensino, cujo processo encontra-se na fase de licitação, também deverá ser construída, no bairro Aroeira.

O investimento, no valor total de R$ 18 milhões de reais, contará com recursos do Governo Federal, por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e contrapartida do Município.

Cinco das novas unidades serão do tipo 1, com 1.317,99 m2 de área construída e capacidade para atender 376 alunos em dois turnos (matutino e vespertino), ou 188 crianças em período integral. A sexta unidade será do tipo 2, com 7.85,85 m2 e capacidade para 188 alunos em dois turnos (matutino e vespertino), ou 94 crianças em período integral.

Os CMEIs serão construídos dentro de um novo modelo proposto pelo programa Proinfância, do Governo Federal e receberão crianças de 0 a 5 anos e 11 meses, desde o Berçário e Maternal, que correspondem a creche 1, até o Jardim II, que corresponde a creche III.

O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos explicou que o projeto arquitetônico adotado nas novas unidades é baseado nas necessidades de desenvolvimento da criança, nos aspectos físico, psicológico, intelectual e social, levando ainda em consideração, as diversidades do país, em relação as questões ambientais, geográficas e climáticas, densidades demográficas, recursos socioeconômicos e os contextos culturais de cada região. “As unidades terão ambientes com conceitos inclusivos, aliando as características dos ambientes internos e externos (volumetria, formas, materiais, cores, texturas) com as práticas pedagógicas, culturais e sociais”, destacou ele. As unidades de ensino terão fraldário, espaço para banho de sol, sala de leitura, laboratório de informática, banheiros adaptados, playground e outros espaços relacionados aos blocos administrativos e de serviços.

Leia mais:  Enem será adiado em pelo menos um mês, anuncia governo

Para viabilizar a construção dessas unidades, uma força tarefa coordenada pelo prefeito Emanuel Pinheiro com a participação da equipe da SME, da Diretoria de Infraestrutura e do Plano de Ações Articuladas – PAR trabalhou em tempo Record (5 meses), para concluir os trabalhos de homologação do processo licitatório, emissão do contrato (federal), ordem de serviço, emissão e aceitação de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) e, o início dos trabalhos de terraplanagem.

Segundo o secretário de Educação, essas obras fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC de 2012, época em que foram obtidos os recursos. Passaram por processos licitatórios, do governo federal sem êxito e, em 2016, foram redistribuídos para o município que replanejou e enviou para licitação. Não foi executado na gestão anterior em razão dos prazos de licitação. Com a articulação do prefeito Emanuel Pinheiro e o trabalho realizado pela equipe técnica da secretaria, que envolveu os setores de infraestrutura, PAR, administrativo, financeiro, e pedagógico, foi obtida uma dilação do prazo para apresentação dos documentos exigidos ao FNDE. Concluída essa fase o município aguarda a aprovação do Governo Federal.

Leia mais:  Procon Municipal realiza fiscalização nas escolas particulares de Cuiabá

“Só o fato do prefeito Emanuel Pinheiro ter conseguido reaver essas obras, canceladas pelo próprio governo federal já é um feito significativo, que impactará diretamente toda a sociedade. As mães poderão trabalhar sabendo que seus filhos estão sendo atendidos com qualidade. É importante ressaltar que temos uma lista de espera grande e, com essa obras, estaremos ampliando em mais de 20%, o número de atendimento que temos hoje”, destacou Alex Vieira Passos.

O prefeito Emanuel Pinheiro destacou a importância das obras e reafirmou o seu compromisso com a Educação de Cuiabá. “Nenhuma escola da Capital, seja pública ou particular, terá a estrutura dos novos CMEIs. E esta é a política da nossa administração. Nós estamos dando um salto de quantidade e qualidade, no acesso à Educação, no serviço prestado por essas unidades de ensino, na formação dos nossos profissionais, na proposta pedagógica para a rede pública municipal de Educação. Isso significa a humanização da Educação em Cuiabá”, disse ele.

Proinfância

O Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos para a Rede Escolar Pública de Educação Infantil (Proinfância) foi instituído em 2007. É uma das ações do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) do Ministério da Educação, para garantir o acesso de crianças a creches e escolas e a melhoria da infraestrutura física da rede de Educação Infantil.

O programa abrange dois eixos principais, indispensáveis à melhoria da qualidade da educação: a construção de creches e pré-escolas, por meio de assistência técnica e financeira do FNDE e aquisição de mobiliário e equipamentos adequados ao funcionamento da rede física escolar da educação infantil.

 

 

Por: Prefeitura de Cuiabá

Comentários Facebook
publicidade

Educação

Aulas não presenciais na rede estadual começam na segunda-feira em MT

Publicado

As aulas para os alunos da rede estadual de ensino retornam na segunda-feira (3) de forma não presencial (online e off-line). As aulas serão ofertadas de duas formas, online, por meio da plataforma digital Aprendizagem Conectada, e off-line, com apostilas para quem não tem acesso à internet.

As aulas não presenciais serão organizadas em cinco etapas: produção do material escolar, com a organização semanal de estudos e planejamento do professor; disponibilização do material escolar; atendimento ao estudante; intervenção pedagógica; e registro em tempo real no final do semestre.

Por meio de uma parceria com a Microsoft Corporations, será disponibilizado aos estudantes e professores o aplicativo Teams, uma ferramenta para auxiliar nas aulas online. O aplicativo Teams é uma multiplataforma que pode ser utilizada a partir de um desktop (computador pessoal), notebook, tablet ou dispositivo móvel (celular). Com ele, os professores poderão interagir com os estudantes, compartilhar arquivos e sites, criar blocos de anotações de classe, além de disponibilizar tarefas e questionários.

Leia mais:  Enem será adiado em pelo menos um mês, anuncia governo

A Seduc também vai continuar ofertando as videoaulas pela TV Assembleia, tanto para os alunos do ensino médio quanto para os do fundamental.

Conforme destaca a secretária de Estado de Educação, Marioneide kliemaschewsk, as aulas não presencias terão a participação e envolvimento de toda a unidade educacional, ou seja, equipe gestora, coordenador pedagógico e, principalmente, do professor.

Para os alunos sem acesso à internet, a Seduc disponibiliza apostilas impressas que podem ser solicitadas pelos pais diretamente na escola. Para arcar com as despesas com essas impressões, a Seduc repassa recurso para as escolas por meio do Programa Político Pedagógico.

A secretária ressalta ainda que a parceria entre a escola e a família será imprescindível para garantir o acesso, a permanência e o sucesso do aluno.

Para ter acesso às aulas online, o aluno deve entrar no www.aprendizagemconectada.mt.gov.br ou no site da Seduc www.seduc.mt.gov.br.

Formação
A Seduc está realizando a formação continuada com os professores (efetivos e contratados) sobre o uso de tecnologias digitais que serão usadas nas aulas não presenciais, como, por exemplo, o uso de recursos da Microsoft Teams. A capacitação será ofertada em duas etapas pelos 15 Centros de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica (Cefapros). A primeira etapa foi de 20 a 31 de julho e a segunda será de 17 de agosto a 11 de setembro, totalizando 60 horas.

Leia mais:  Procon Municipal realiza fiscalização nas escolas particulares de Cuiabá

A metodologia adotada é a perspectiva da aula invertida. O material de apoio está disponibilizado na plataforma Aprendizagem Conectada, no ícone “Orientações”, “Orientações aos Professores”, “Formação” e “Vídeos”.

Por: G1

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana