conecte-se conosco


Cidades

Prefeito, servidor e mais 2 são presos em MT com armas e animais abatidos

Publicado

Juvenal Alexandre da Silva, prefeito de Nova Marilândia, é acusado de caça ilegal

Uma equipe do Batalhão Ambiental em Barra do Bugres (a 168 km de Cuiabá) prendeu nesta quinta-feira (06.08) quatro homens por porte ilegal de arma de fogo e por caça predatória de animal silvestre.

A equipe realizava barreira policial na estrada que dá acesso a Comunidade São Mateus, quando deu ordem de parada ao motorista de uma caminhonete Toyota Hillux, com mais três homens dentro.

O prefeito por Nova Marilândia (392 km da Capital), Juvenal Alexandre da Silva (PSDB), 58 anos, estava no veículo e foi detido em flagrante. Com ele, estava o servidor público Genivaldo da Silva Leite, 48 anos, que atua como motorista, além de mais dois homens, identificados como Edilson Rodrigues da Costa, 47, e Valdeir Silva Leite, 41.

Foi iniciado o procedimento de vistoria no veículo quando os militares encontraram a primeira arma de fogo, uma espingarda calibre 20, com dois cartuchos intactos. Depois encontraram um revólver calibre 38, com seis munições intactas, um rifle calibre 22, com carregador municiado, com seis munições intactas e uma espingarda calibre 36 com uma munição intacta.

Leia mais:  Prefeitura em parceria com a AMA fortalece educação especial com construção de Centro de Apoio ao Autista

Na inspeção na carroceria estavam duas pacas abatidas com arma de fogo dentro de um saco plástico.

O proprietário do revólver alegou ter registro da arma, mas não possuía a documentação. Os policiais foram ainda até uma  balsa, onde encontraram produtos usados na prática de caça de animais silvestres, além de lanternas, redes e facões. Os homens não assumiram serem donos dos animais mortos.

Por: folhamax

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Prefeitura publica calendário de pagamento do IPTU; veja datas

Publicado

A Prefeitura de Cuiabá estabeleceu a programação para pagamento do IPTU em 2021, que deve começar a partir de 1º de março. O Decreto nº 8.285, que determina o cronograma, foi publicado na Gazeta Municipal.

 

Assim como em outras edições, o pagamento poderá ser feito em cota única ou em até oito parcelas. O valor mínimo de cada parcela será de R$ 57,26.

 

Aqueles que não tiverem débitos de anos anteriores e optarem por quitar o IPTU em cota única até o dia 14 de abril, terão desconto de 10%. Os carnês serão enviados para todos os contribuintes que contam no Cadastro Imobiliário do Município.

 

Já as guias do IPTU de imóveis territoriais deverão ser retiradas nos postos de atendimentos do Município ou por meio do site.

 

A retirada presencial poderá ser feita no Centro Integrado de Atendimento ao Contribuinte (CIAC), nas Lojas de Atendimento ao Contribuinte (LAC-Norte e LAC-SUL), e em outros postos de atendimento que serão indicados pela Prefeitura de Cuiabá.

Leia mais:  "É o candidato mais despreparado da história", diz EP sobre Abílio

 

Outra informação que o munícipe deverá ficar atento é em relação ao pedido de isenção do pagamento, que neste ano poderá ser feito no período de 1º de junho a 30 de julho, com validade até 2024.

 

Caso a solicitação seja indeferida, será concedido um prazo de 30 dias, a partir da ciência do contribuinte quanto à decisão, para que o valor seja pago sem desconto e sem a incidência de juros e multa.

 

“De acordo com os termos do art. 5º da Lei nº 5.355/2010, alterado pela Lei nº 5.797/2014, estão isentos do Imposto Predial e Territorial Urbano os imóveis residenciais com valor venal atualizado igual ou inferior a R$ 33.921, excluindo-se os imóveis territoriais, comerciais, unidades autônomas desdobradas com cadastro individualizado para fins tributários, chácaras de recreio e garagens de edifícios”, explica o decreto municipal.

 

Veja calendário de pagamento: 

 

Primeira parcela e cota única: 14 de abril

 

Segunda parcela: 14 de maio

 

Terceira parcela: 14 de junho

Leia mais:  Jovem sofre grave acidente durante limpeza em unidade de ensino

 

Quarta parcela: 14 de julho

 

Quinta parcela: 13 de agosto

 

Sexta parcela: 14 de setembro

 

Sétima parcela: 14 de outubro

 

Última parcela: 12 de novembro

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana