conecte-se conosco


Cidades

Prefeito decreta toque de recolher em Cuiabá a partir deste sábado

Publicado

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), decretou o toque de recolher na capital mato-grossense a partir deste sábado (13). De acordo com o gestor, a medida será cumprida como forma de prevenção ao espalhamento da Covid-19, o coronavírus, no município. A circulação de populares na cidade estará restrita das 22h30 às 05h.

O toque de recolher foi anunciado durante transmissão ao vivo nas redes sociais do prefeito na tarde desta quarta-feira (10). O anúncio é feito em um momento no qual a capital é líder em número de mortes e contágios pela Covid-19 no estado de Mato Grosso.

Segundo dados da secretaria de Estado de Saúde (SES), Cuiabá registrou 1.332 casos de contágio e 38 mortes pela Covid-19 até a tarde de terça-feira (09).

Os índices relativos à doença têm aumentado na capital nas últimas semanas, sobretudo após publicação de decreto que possibilitou sucessivas flexibilizações nas atividades comerciais da cidade.

Mesmo diante do cenário no qual Cuiabá lidera em números casos no estado, a prefeitura anunciou nesta quarta-feira que manterá a abertura dos comércios e o funcionamento de diversas atividades.

Leia mais:  Audiências Públicas para revisão do Plano Diretor retomam em janeiro

Como forma mais restritiva de contenção do vírus, o Executivo municipal adotará o toque de recolher e prolongará a data de retorno de alguns segmentos, por meio do decreto nº 7.956.

De acordo com a normativa, o toque de recolher vigorará na capital entre os dias 13 e 28 deste mês. As exceções à restrição valem apenas para os hospitais, clínicas veterinárias, farmácias, funerárias e outros segmentos.

Confira o decreto na íntegra abaixo.

Anexos:

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Forças Armadas transportam equipes para conter focos de incêndios no Pantanal

Publicado

Brasília (DF), 06/08/2020 – O Ministério da Defesa, por meio de militares das Forças Armadas, prossegue no combate a incêndio que atinge o Pantanal de Mato Grosso do Sul. Em parceria com agências federais e estaduais, integrantes da Marinha, Exército e Aeronáutica também empregam aeronaves que transportam brigadistas e despejam água, durante os sobrevoos, para conter as chamas.

Nesta quarta-feira (05), foi realizado o transporte de pessoal para combate de focos de incêndio na região de Corumbá. A ação ocorreu com apoio do helicóptero HM-1, do Exército, na área de atuação do 6º Distrito Naval, localizado em Ladário (MS). Além disso, teve início o deslocamento do Centro de Coordenação da Operação para as localidades de Cuiabá e Poconé, ambas no estado mato-grossense, com o apoio da aeronave da Força Aérea Brasileira C-105.

Operação Pantanal
As Forças Armadas atuam, desde o dia 25 de julho, no combate a incêndio no Pantanal sul-mato-grossense. O Ministério da Defesa atende à solicitação recebida em 24 de julho, do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, que decretou também estado de emergência.

Leia mais:  Prefeito garante democratização de espaços durante fiscalização de obras

Para a execução da operação, a Defesa estabeleceu um Centro de Coordenação no Comando do 6º Distrito Naval, no município de Ladário, Mato Grosso do Sul. Participam da operação helicópteros da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, além de brigadistas, conforme as necessidades.

Por Tenente Fraga

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana