conecte-se conosco


Cidades

Prefeito anuncia prorrogação do Mutirão de Conciliação Fiscal 2019

Publicado

Por determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, o Mutirão de Conciliação Fiscal 2019 foi prorrogado até o dia 30 de setembro. O evento, realizado pela Prefeitura de Cuiabá em parceria com o Poder Judiciário, tem atraído milhares de munícipes e será retomado na segunda-feira (09.09).

Desde o dia 20 de agosto os atendimentos acontecem na Procuradoria Geral do Município (PGM) e na antiga Loja de Atendimento ao Cidadão (Lac), no térreo da Prefeitura de Cuiabá.

De acordo com o prefeito, a prorrogação leva em consideração o grande número de contribuintes que tem ido buscar a conciliação. “Adiamos o encerramento para evitar tumultos e dar uma nova chance àqueles que ainda não foram renegociar suas dívidas com o Município”, afirmou.

Além disso, a medida atende a solicitação de diversas entidades representativas, como a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Cuiabá (Sinspumc).

No Mutirão, é possível negociar dívidas de impostos municipais como pendências do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) e Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), além de multas do Procon, ambientais e de trânsito.

Leia mais:  Tapa-buraco começa a semana atuando em seis localidades

Os descontos chegam a até 95% nos juros e nas multas moratórias para pagamentos à vista; 60% para parcelamento em até 12 vezes; 50% quando a conciliação contemplar parcelamento de até 24 meses; e 30% quando o contribuinte optar por dividir os débitos entre 25 e 48 vezes para os créditos vencidos até 31 dezembro de 2018.

Emanuel reforça que o Mutirão é um instrumento para redução na inadimplência e também contribui para a continuidade de investimentos observados pela Capital. “A iniciativa vai ao encontro da nossa política de humanização. Ao mesmo tempo a arrecadação rende melhorias em setores como saúde, educação e infraestrutura.”

O atendimento continuará sendo feito de segunda-feira à sexta-feira na PGM e no antigo Lac – térreo do Palácio Alencastro das 8h às 17h. 

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Economia de Mato Grosso tem melhora e se aproxima do nível pré-crise

Publicado

por

Com a abertura do comércio da região metropolitana de Cuiabá, a economia de Mato Grosso registrou melhora na 10ª semana da crise por conta da pandemia do novo coronavírus. A queda registrada foi de 8% entre os dias 18 e 22 de maio. Mato Grosso comercializou por dia R$ 1,2 bilhão, antes da crise a média do volume registrado era de R$ 1,3 bilhão, conforme boletim semanal divulgado pela Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz).

 

A região Norte segue sendo a campeã na comeciacialização com média diária de R$ 350 milhões, Sul registrou R$ 259 milhões, a região metropolitana R$ 262 milhões, Noroeste comercializou por dia R$ 142 milhões, Leste R$ 114 milhões e a ão Oeste R$ 72 milhões.

 

Um destaque para a região metropolitana de Cuiabá que na semana do dia 11 a 15 de maio comercializou R$ 201 milhões e recuperou o volume de comercialização.

Cuiabá segue sendo o município com a maior queda no volume de comercialização, com menos 30,6% no volume de vendas. Rondonópolis registrou queda de 20,7% e Sorriso 19,4% menos venda.

Leia mais:  Marcus Brito

 

A agropecuária continua tendo o maior volume de vendas do estado, com R$ 406 milhões, antes da crise o setor comercializava diariamente R$ 465 milhões.

 

Antes da crise a indústria vendia R$ 233 milhões diariamente, mas aumentou seu volume de vendas com a crise e passou a vender R$ 250 milhões.

 

Já o segmento de comércio e serviço vendia diariamente antes da crise R$ 600 milhões e na semana de 18 a 22 de maio comercializou R$ 643 milhões diariamente.

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana