conecte-se conosco


Brasil / Mundo

Posse de Jair Bolsonaro terá cobertura especial

Publicado

Edilson Rodrigues/Agência Senado

Os veículos de comunicação do Senado farão a cobertura completa da posse do presidente eleito Jair Bolsonaro nesta terça-feira, 1º de janeiro. Na TV Senado, 135 profissionais vão trabalhar para oferecer, a partir das 14h, a transmissão da cerimônia. No estúdio, a jornalista Antônia Márcia Vale vai ancorar a programação na companhia do historiador e consultor do Senado, Marcos Magalhães.

Dez câmeras vão permitir que a TV Senado forneça imagens da área externa, Salão Negro, Salão Azul e parte do Salão Verde do Congresso Nacional. No pool de canais de TV responsável pela geração de imagens do evento, as emissoras privadas se encarregam das imagens nas ruas e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) das câmeras instaladas na Praça dos Três Poderes e no Palácio do Planalto. Já a TV Câmara cuida da transmissão da cerimônia direto do Plenário da Câmara dos Deputados.

Agência Senado terá seis fotógrafos distribuídos pela Esplanada dos Ministérios e em vários locais dentro do Congresso. As fotos ficarão disponíveis em www.senado.leg.br/fotos. Além disso, o leitor poderá contar com matérias completas sobre os discursos, as repercussões e tudo o que aconteceu na solenidade no portal de notícias da Agência, em www.senado.leg.br/noticias. A equipe do Jornal do Senado também estará preparando a edição histórica da posse presidencial, que vai circular no dia 2 de janeiro.

Leia mais:  Moro pede exoneração do cargo de juiz federal para ser ministro do novo governo

Nas Redes Sociais do Senado, haverá informações em tempo real a partir das 14h, com a produção de stories para o Instagram do que está acontecendo dentro e fora do Congresso. Assim que a cerimônia começar, haverá a transmissão ao vivo no Facebook e no Twitter.

Já a Rádio Senado fará transmissão especial a partir de 14h. Uma equipe de repórteres, produtores, âncora e consultor legislativo levará aos ouvintes informações atualizadas sobre a cerimônia no Congresso Nacional e no Palácio do Planalto: a chegada das autoridades, o ambiente na Esplanada dos Ministérios, além de entrevistas, matérias e análise sobre as perspectivas do novo governo.

Todo o conteúdo será transmitido em tempo real pela rede Rádio Senado FM, presente em dez capitais, e distribuído via Radioagência (www.senado.leg.br/radioagencia) para cerca de 1.700 emissoras conveniadas em todo o país. A transmissão especial será encerrada ao final do discurso do presidente eleito Jair Messias Bolsonaro previsto como último ato da cerimônia no Palácio do Planalto.

Como acompanhar

Facebook: http://www.facebook.com/senadofederal Instagram: http://instagram.com/senadofederal
Twitter: http://twitter.com/senadofederal YouTube TV Senado: http://www.youtube.com/user/TVSenadoOficial
Como sintonizar a Rádio Senado: https://www12.senado.leg.br/radio/home/paginas/como-sintonizar
Como sintonizar a TV Senado: http://www.senado.gov.br/noticias/tv/comosintonizar.asp
Leia mais:  Advogados, agentes de trânsito, caminhoneiros e jornalistas poderão andar armados

Comentários Facebook
publicidade

Brasil / Mundo

Inep investiga faculdades particulares suspeitas de fraudar o Enade no Mato Grosso

Publicado

por

Maria Aparecida Enes Andrade, empresária, diretora e sócia de três faculdades em Cuiabá, foi alvo de reportagem do Fantástico, da Rede Globo, no último domingo (16). Uma denúncia de um estudante de Administração ao Inep acusa a Faculdade de Cuiabá (Fauc), Faculdade Cândido Rondon e a Faculdade Desembargador Sávio Brandão (Fausb) de fraude em processo de realização do Enade, exame que avalia o desempenho dos alunos de ensino superior.

A reportagem do Fantástico aponta que, em 2015, três faculdades tiveram notas um ou dois no Enade, em uma escala que vai até cinco. Em 2018 o Ministério da Educação aplicou novo teste, sendo que a repetição das notas baixas ocasionaria sanções às instituições, que vão desde a diminuição do número de vagas até o fechamento.

A maior parte dessa nota, 55% dela, sai de uma prova feita por estudantes veteranos que já tenham cumprido 80% do curso. A direção dessas faculdades deu um jeito de garantir que só os bons alunos fizessem o Enade: apressou a formatura dos alunos mais fracos, que poderiam abaixar a nota média.

Leia mais:  Equipe de Bolsonaro entrega 22 nomes do grupo de transição ao Planalto

Um estudante de administração fez uma denúncia anônima na página do Inep, responsável pelo Enade. Segundo a denúncia, a faculdade ameaçou reprovar alunos que se negassem a participar da fraude. A gravação indica também que as faculdades interromperam as aulas da graduação para dar curso preparatório para o Enade.

Em gravações de reuniões da diretora com professores, obtidas pelo Fantástico, ela cobra resultados positivos na avaliação nacional. “Vocês têm que parar tudo e só intensificar Enade”, diz em um trecho. “”Do jeito que nós estamos, a gente nunca vai sair de protocolo de risco”, acrescenta em outro.

“Nós vamos ter que colocar goela abaixo. Porque senão o meu Enade vai ser zero”, diz Maria Aparecia Enes Andrade.

Há outras duas avaliações que compõem a nota de uma faculdade. Uma delas é o “Questionário do Estudante”, preenchido pelos alunos, com informações sobre a instituição. Ele pode ser preenchido de qualquer lugar com acesso à internet. Mas os professores obrigavam os alunos a fazerem isso nos computadores da faculdade, para controlar as respostas dadas.

Leia mais:  6ª noite de ataques no Ceará tem explosão em ponte e ônibus incendiados

“Antes de o aluno enviar tem que ter um auditor olhando as respostas e chancelando para o aluno ir embora”, afirma a diretora Maria Aparecida nas reuniões gravadas. “Essa coisa de liberdade não existe. Ela é entre aspas.”

Por telefone, estudantes confirmaram a fraude. “Indiretamente, houve uma indução”, diz um deles.

De acordo com o presidente do Inep, Alexandre Lopes, já foi iniciado um processo de investigação. “Já enviamos questionário à instituição de ensino, já recebemos, estamos fazendo agora a apuração interna e assim que concluirmos encaminharemos ao Ministério da Educação”, afirma.

Por meio de seus advogados, Maria Aparecida negou as irregularidades. A reportagem completa pode ser conferida AQUI.

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana