conecte-se conosco


Carros e Motos

Porsche Cayenne ganha versão SUV-cupê para concorrer com BMW X6

Publicado


Porsche Cayenne cupê será mais caro que o SUV convencional, pois vai estrear novos equipamentos e tecnologias
Divulgação

Porsche Cayenne cupê será mais caro que o SUV convencional, pois vai estrear novos equipamentos e tecnologias

Nascido SUV, o Porsche Cayenne foi apresentado em uma nova versão crossover “SUV-cupê”. Prevista para ser lançada em maio, trata-se da configuração mais agressiva, pensada para rivalizar com BMW X6, Mercedes-Benz GLE Coupé e novo Audi Q8. Ainda não se sabe quando virá ao Brasil, mas custará mais caro que o modelo convencional.

LEIA MAIS: Novo Porsche 911: lendário cupê beira a perfeição na linha 2020

Em relação ao Porsche Cayenne  original, o teto ficou 20 milímetros mais baixo, deixando a coluna A e o parabrisa mais inclinados. O banco traseiro está 18 mm mais largo por conta das novas portas de trás, bem como o spoiler ativo teve que posicionado mais abaixo, deixando fixo o componente aerodinâmico do do teto. Ao passar de 90 km/h, ou durante as frenagens, atua para gerar pressão aerodinâmica descendente e de freio, respectivamente.

LEIA MAIS: Porsche 718 T virá ao Brasil, inclusive, na versão com câmbio manual

A Porsche irá oferecer duas opções aos clientes. Uma é o teto solar panorâmico, e a outra é um feito de fibra de carbono. Essa última opção faz parte de um dos três pacotes de redução de peso para o SUV, incluindo ainda rodas de 22 polegadas mais leves, novo escapamento esportivo, peças de carbono, forração de Alcântara para o interior, entre outros itens.

Leia mais:  Primeiro SUV elétrico da Audi está pronto para ganhar as ruas

LEIA MAIS: Porsche Macan GTS: esportivo de verdade, que nem se parece com um SUV

Tecnologias e números do Porsche Cayenne


Porsche Cayenne trouxe reformulação da carroceria, que impactou diretamente na disposição do interior
Divulgação

Porsche Cayenne trouxe reformulação da carroceria, que impactou diretamente na disposição do interior

Entre os equipamentos do SUV de luxo , recebe as tecnologias usadas em outros modelos da marca, como esterçamento das rodas traseiras, controle de cruzeiro adaptativo e a nova geração da central multimídia. A opção mais cara contará com o motor 4.0 biturbo, de 550 cv e 78,5 kgfm, capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 3,9 segundos e chegar aos 286 km/h.

O novo Porsche pode vir com o 3.0 V6 turbo, que gera 340 cv e 45,8 kgfm, números para ir de 0 a 100 km/h em 6,0 segundos (5,9 s com o pacote Sport Chrono) e até os 243 km/h. O câmbio é automático, de 8 marchas, e funciona com tração nas quatro rodas.

LEIA MAIS: Porsche 718 Boxster GTS: coquetel molotov sobre rodas

Com a mudança no porte, vieram características curiosas. Mede 4,93 metros de comprimento (apenas um centímetro a menos do que o Cayenne normal), mas oferece espaço para quatro pessoas apenas, uma vez que o centro do banco traseiro foi reservada para um porta-objetos.

Leia mais:  Todos os carros da Toyota devem se tornar híbridos

Como o teto é mais baixo, a Porsche deixou a fileira traseira de assentos 30 mm mais baixa, evitando que os passageiros encostassem a cabeça no teto. Perdeu um pouco de capacidade no porta-malas, com 625 litros na versão Coupé e 600 litros na Coupé Turbo, enquanto o Cayenne convencional conta com um total de 770.

LEIA MAIS: Porsche Panamera Turbo: aceleramos o intrépido sedã familiar de 550 cv

Posicionado acima do Porsche Cayenne SUV, o crossover começará em 83.771 euros (cerca de R$ 364.500), o que é 8.883 euros (R$ 38.600) mais caro do que o modelo normal. No caso do Coupé Turbo, são 146.662 euros (R$ 638.100), a diferença é de 7.812 euros (R$ 33.900), fazendo com que o SUV esportivo custe 146.662 (R$ 638.100).

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Mercedes de R$ 1,7 milhão tem 5 unidades vendidas no Brasil

Publicado

por


Mercedes AMG GTR Pro arrow-options
Divulgação

Mercedes-Benz AMG GTR Pro tem itens exclusivos baseados nos carros de corrida da marca alemã sediada em Stuttgart

A restrita lista dos supercarros mais caros do Brasil recebe mais um integrante: o Mercedes AMG GTR Pro, que tem 5 unidades vendidas o País, cada uma pelo equivalente a R$ 1,7 milhão. Ao todo, apenas 750 serão fabricadas. O modelo tem produção limitada e é considerado o mais rápido feito pela marca alemã com itens e acertos exclusivos para se aproximar dos carros de corrida.

LEIA MAIS: Veja quais são os 5 carros mais caros do Brasil hoje em dia

Estamos falando de um superesportivo com motor V8 4.0 biturbo, de 577 cv e 71,3 kgfm de torque, números para acelerar de 0 a 100 km/h em 3,5 segundos, diz a fabricante. Para conter todo esse ímpeto esportivo, o Mercedes AMG GTR Pro vem com freios de fibra de cerâmica que ficam parcialmente à mostra atrás das enormes rodas de aro 20.

Além disso, tanto a parte estrutural quando a aerodinâmica receberam mudancas em relação do AMG GTR convencional. Há defletores de ar e aerofólio de carbono, além de difusores na traseira para ajudar a manter o supercarro o mais grudado no chão possível. Para melhorar o arrefecimento do motor e dos freios, foram adotadas novas entradas de ar.

Muda também a suspensão, com ajustes manuais tanto das molas quanto dos amortecedores, seguindo o acerto adotado no AMG GT4 de competição. Para completar, instalaram novas barras estabilizadoras e vetorização de torque por frenagem, o que ajuda a tornar o carro ainda mais equilibrado nas curvas.

Leia mais:  Nissan Kicks, Mach, Versa e Frontier encarecem após novo reajuste de preços

 LEIA MAIS: Aceleramos na pista o superesportivo Mercedes-AMG GT R de R$ 1,2 milhão

 Como não poderia deixar de ser em um superesportivo que deverá ser usado tanto nas ruas quanto nas pistas,  ao volante do Mercedes AMG GTR Pro é possível escolher por quatro modos de condução: básico, avançado pro e mestre, com variações em diversos ajustes, inclusive na atuação dos controles eletrônicos de estabilidade e tração.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana