conecte-se conosco


Polícia

Ponto de tráfico doméstico é desarticulado no bairro Nova Esperança

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Dois homens suspeitos de tráfico doméstico foram presos pela Polícia Civil, no final da tarde de terça-feira (14), após denúncia de um ponto de comércio de drogas, em atividade no bairro Nova Esperança, em Cuiabá.

Policiais da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), iniciaram  vigilância  e confirmaram a veracidade da denúncia recebida, via o aplicativo de celular (65 99989-0071). No local foi identificada movimentação suspeita de tráfico de drogas.

Um rapaz de roupa escura e boné entrou rapidamente na casa e minutos depois saiu com algo na mão. Ele foi abordado e identificado ser morador de rua. Na posse dele havia uma porção de pasta base de cocaína.

Após a constatação, os policiais pediram reforço,  e efetuaram buscas no imóvel, onde havia duas pessoas, os irmãos P.H.F.T.S., 19 anos, e P.H.F.T.S, 26 anos, ambos envolvidos com o  comércio de drogas no bairro. Durante abordagem, eles demonstraram reação e foram contidos pelos policiais.

Em busca pessoal, foi encontrado com o suspeito, de 26 anos, uma porção de pasta base, que estava no bolso de sua bermuda. Em continuidade, mais duas porções de cocaína foram encontradas no corredor da casa e também uma pequena porção de pó branco, aparentando ser substância química usada para aumentar a droga.

Leia mais:  Experiência da Polícia Civil de São Paulo deve ajudar na implantação do inquérito eletrônico em MT

Ainda foram apreendidos R$ 771,00, que estavam em uma gaveta na cômoda localizada nos fundos  da casa, além de material típico utilizado no embalado, como plásticos filme.

Os dois suspeitos foram levados a sede da DRE e autuado por tráfico de drogas. Eles serão apresentados em audiência de custódia nesta quarta-feira (15).

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Equipe Especial interroga esposa de cabo em investigações das interceptações ilegais

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Civil, por meio da Equipe Especial, designada exclusivamente para conclusão dos inquéritos sobre as interceptações ilegais, ouviu em interrogatório, na tarde desta quarta-feira (18), a esposa do Cabo Gerson Correa, para esclarecimentos sobre questões apuradas nas investigações.

A delegada Ana Cristina Feldner informou que a mulher (E.M.O) aparece em algumas situações, como assinatura de fiadora no contrato de locação da sala usada para fazer as escutas ilegais, além da conta de internet usada no escritório clandestino estar em seu nome. Também por ter levado um aparelho celular ao cabo quando ele estava preso na Rotam. E ainda sobre a origem de um valor de R$ 35 mil, emprestado pelo cabo a um amigo.

Conforme a delegada, todas as informações serão analisadas, inclusive se  a mulher  tinha conhecimento e envolvimento com a organização criminosa investigada. Ela  alegou que acredita na inocência de seu marido.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil prende suspeito de espancar companheira em quarto de hotel em Cáceres
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana