conecte-se conosco


Esportes

Polícia dos EUA pede DNA de Cristiano Ronaldo para investigar caso de estupro

Publicado


Cristiano Ronaldo é intimado a entregar amostra de DNA em caso de abuso sexual
Divulgação/Ansa

Cristiano Ronaldo é intimado a entregar amostra de DNA em caso de abuso sexual

Um dia depois de uma  ex-namorada de Cristiano Ronaldo dizer que tem mensagens e áudios que podem ajudar no caso de abuso sexual contra o jogador, a polícia dos EUA pediu para uma amostra do DNA do atleta da Juventus.

Relembrando o caso : no meio de 2018 a modelo americana Kathryn Mayorga confessou para a revista alemã Der Spiegel que foi paga por Cristiano Ronaldo para abafar um estupro ocorrido em Las Vegas no ano de 2009.

Quando a notícia veio à tona, o jogador português afirmou que a modelo mentiu sobre o caso. Ele negou todas as acusações que foram feitas, assim como sua equipe jurídica.

Links para entender a acusação de estupro contra Cristiano Ronaldo :

Leia mais:  Atacante argentino está em avião que desapareceu sobre o Canal da Mancha

Com o passar dos meses, mais três mulheres se juntaram à acusação, sendo uma delas uma britânica que acusou Cristiano Ronaldo de um abuso sofrido quando ele ainda jogava pelo Manchester United. Na época o jogador chegou a ser interrogado pela polícia, mas nenhuma prova foi encontrada.

De acordo com o jornal Wall Street Journal , a polícia de Las Vegas teria ordenado a coleta de uma amostra de DNA do jogador para dar continuidade na investigação sobre o estupro contra Mayorga. No mês de outubro foi divulgado que as autoridades policiais teriam perdido as provas que a modelo tinha entregado do caso.

Leia também:  Vinícius Jr. se destaca em partida e é chamado de ‘novo rei’ do Real Madrid

Segundo o site TMZ, o atleta prometeu colaborar com as investigações e afirmou que realizará o exame. A publicação informa que a defesa de Cristiano está disposta a ajudar com “100%” para o caso ser resolvido. O mandado judicial foi enviado para a Itália, onde o jogador vive.

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Governo do Rio de Janeiro anuncia encerramento da concessão do Maracanã

Publicado

por


Maracanã (Brasil)
Divulgação

Maracanã (Brasil)

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, anunciou nesta segunda-feira (18) o rompimento do contrato de concessão do Maracanã com a Odebrecht, devolvendo a administração do estádio para as mãos do governo estadual.

Leia também: Estádio no Iraque tem superlotação e dezenas ficam feridos, diz imprensa local

“Estamos retomando o Maracanã , sem qualquer prejuízo das partidas de futebol ou aos clubes. Vamos nos próximos 30 dias ter uma intervenção no Maracanã, por meio da secretaria e da suderj, com uma comissão que estou constituindo, para fazer uma retomada. Estaremos modulando uma permissão de uso até que façamos então uma nova concessão por meio de parceria público privada”, anunciou Witzel .

O governador ressaltou ainda que, acordos entre a empresa e os clubes não serão considerados pela administração do estádio.

“Se a concessionária mantinha contrato com os clubes, esses contratos não tem efeito em relação ao estádio. Vou conversar com os clubes para que não aconteça o que houve no Fluminense x Vasco. Ficamos esperando a Justiça decidir com 30 mil querendo entrar, e a polícia no meio dessa história”, explicou o governador.

Leia mais:  Para evitar problemas no GP da Austrália, Ferrari removerá logo de patrocinador

Leia também: Jogo feminino entre Atlético de Madri e Barça registra novo recorde de público

Witzel citou também as condenações da empreiteira na operação Lava-Jato como uma das razões para o encerramento da concessão.

“Manter uma empresa que foi condenada pela Justiça em primeira instância, ainda mais com descumprimento de contrato, não dá para manter, ainda mais com dívida”, disse.

O governador garantiu também que o estádio segue como uma das sedes da Copa América, que será realizada em junho no Brasil.

Leia também: Conmebol anuncia sedes da Copa América no Brasil; Morumbi recebe a abertura

“Na Copa América, os jogos vão acontecer com o Maracanã . Sem o maior problema. Já conversei com o presidente da Conmebol, mantenho contato, nada disso vai sofrer prejuízo. Estamos recuperando o estado do Rio. Estamos pagando salários em dia”, garantiu Witzel.

Leia mais:  Seleção masculina de basquete se classifica para Mundial da China

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana