conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil recupera objetos furtados de residência em Alto Araguaia

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Vários objetos produtos de furto em uma residência de Alto Araguaia (415 km ao Sul) foram recuperados pela Polícia Judiciária Civil, no sábado (13.04). A ação realizada pelos policiais do Núcleo Investigativo Operacional (NIO) resultou na condução do suspeito J.C.S., 18, e de três menores de idade, que foram flagrados com os objetos.

O furto ocorreu na madrugada de 10 de abril em uma residência no bairro Morado do Sol, em Alto Araguaia. Os criminosos aproveitaram que não havia ninguém na casa, arrombaram a porta e subtraíram um aparelho microsystem, uma caixa de som JBL, um moldem, um aparelho DVD, uma bolsa térmica, dois smartphones e várias roupas novas.

Durante as investigações, os policiais chegaram até uma casa no bairro Nossa Senhora Aparecida, onde foram localizados todos os objetos furtados. Os quatro suspeitos que estavam na casa em posse dos objetos foram conduzidos a Delegacia de Alto Araguaia.

O trabalho foi realizado pelos investigadores do NIO com apoio dos investigadores plantonistas da Delegacia de Alto Araguaia e coordenação dos delegados Fernando Fleury e José Mauro.

Leia mais:  Condenado a mais de 30 anos de prisão por roubos e latrocínios é preso pela Polícia Civil na Capital

Os produtos recuperados foram devolvidos para a vítima. Os envolvidos no crime foram colocados a disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Polícia Civil prende suspeito de esfaquear vítima e largar ao lado de Pronto Socorro de Várzea Grande

Publicado

por

Assessoria |PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil esclareceu a autoria de um homicídio ocorrido no dia 31 de março de 2019, em Várzea Grande. A vítima Otaniel Monteiro dos Santos, 38 anos, foi deixada com perfurações de arma branca, em uma lanchonete ao lado do Pronto Socorro do município, local onde foi à óbito na noite do mesmo dia.

O suspeito foi identificado pelo nome de Willian dos Santos, 37 anos, Ele teve a prisão temporária (30 dias) representada nas investigações da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) e cumprida na quinta-feira (18), na zona rural do município de Poconé, onde também responde por outro homicídio, em que uma pessoa morreu enforcada.

Testemunhas ouvidas no inquérito policial contaram que a vítima foi largada por desconhecidos na porta do estabelecimento, com muito sangramento. Quatro populares carregaram a vítima em um carrinho de mão, emprestado de uma obra vizinha, até o PSM-VG.

Na investigação, os policiais apuraram que a vítima foi deixada no local (lanchonete) por uma motocicleta, que após largá-la sangrando na calçada tomou rumo ignorado. Outras testemunhas também viram a vítima sendo largada no local e informaram que ela estava na garupa da motocicleta, muito debilitada e sem capacete, que logo saiu em alta velocidade, impossibilitando anotar a placa.

Leia mais:  I Seminário Internacional da Polícia Civil será realizado nos dias 9 e 10/11

Foi apurado que o suspeito, Willian, residia com a vítima em uma das quitinetes no bairro Jardim Icaraí, em Várzea Grande.

Conforme o delegado Caio Fernando Álvares de Albuquerque, o homicídio foi praticado por motivo fútil e recurso que impossibilitou a defesa da vítima. “Demonstra haver indícios suficiente de autoria em face do suspeito. Era pessoa conhecida por todos que se encontravam no local”, disse.

O delegado acrescentou que a prisão temporária será representada pela conversão em prisão preventiva, por o suspeito ser réu confesso e reconhecido por testemunhas como autor das facadas.

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana