conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil recupera mais uma carga de alto valor em defensivos agrícolas

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Mais uma carga de defensivos agrícolas roubada, com alto valor de mercado, foi apreendida pela Polícia Judiciária Civil, nesta quinta-feira (10.10), em outra ação de combate a crimes de roubo e receptação de agrotóxicos, realizada no interior do Estado. O valor estimado da carga recuperada é de aproximadamente R$ 1 milhão. 

O trabalho realizado através da equipe do Grupo Armado de Resposta Rápida da Delegacia (Garra) de Nova Mutum (264 km ao Norte) e Delegacia de Arenápolis (268 km a Médio-Norte), resultou em uma pessoa presa em flagrante, além da apreensão de duas armas de fogo, um bloqueador de sinal de veículo e mais de 5 mil cédulas de Certificado de Registro de Licenciamento de Veículos (CRLV) em branco.

Flagrado em posse da carga roubada, M.J.S., 48, foi autuado pelos crimes de receptação, posse ilegal de arma de fogo de uso restrito, associação criminosa e crime ambiental de armazenar agrotóxico inadequadamente.

As diligências iniciaram após os policiais receberem informações sobre o descarregamento de uma carga de defensivos agrícolas roubados, na madrugada de terça-feira (08), em um sítio a zona rural de Arenápolis.

Leia mais:  Delegacia de Alto Araguaia ganha prédio novo para o serviço policial

Segundo as investigações, os galões de veneno foram roubados de uma propriedade rural, na segunda-feira (07.10), no distrito de Deciolândia, em Diamantino, ocasião em que um grupo de aproximadamente 14 pessoas armadas invadiram o local, renderam vítimas e subtraíram os produtos.

Com base na denúncia, os policiais da Delegacia de Arenápolis junto a equipe do Garra de Nova Mutum foram até a propriedade, onde em uma das casas encontraram a grande quantidade de defensivos agrícolas.

No local, ainda foram apreendidas cerca de R$ 5 mil cédulas em branco de CRLV, possivelmente produto de roubo/furto de alguma unidade do Detran, além de um aparelho de TV, um tacômetro, um rádio amador e munições.

Em continuidade as diligências, os policiais seguiram para outra casa da propriedade onde abordaram o suspeito (cunhado do dono do sítio). Em buscas na residência, os policiais encontraram duas armas municiadas, um bloqueador de sinal de veículo, uma toca balaclava e uma espingarda de pressão.

Questionado, o suspeito confirmou que a carga roubada foi deixada na propriedade na madrugada de terça-feira (08), por outros integrantes do grupo, que utilizaram uma caminhonete F-4000 para transportar os galões de agrotóxico. No período de três meses, esta foi a quarta vez que a quadrilha descarregou defensivo produto de roubo na propriedade.

Leia mais:  Câmara aprova projeto que estabelece novas regras para partidos e eleições

Diante das evidências, o suspeito foi conduzido a Delegacia de Arenápolis, onde foi após ser interrogado pelo delegado Marcelo Henrique Maidame, foi lavrado o flagrante pelos crimes de receptação, posse ilegal de arma de fogo de uso restrito, associação criminosa e crime ambiental de armazenar agrotóxico inadequadamente.

“Em tese, ele estava armazenando os produtos roubados para a quadrilha, porém não foram levantados elementos que pudessem o enquadrar no roubo da carga”, disse o delegado.

 

 

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Agentes prendem cinco pessoas por embriaguez ao volante em retomada de operações

Publicado

Apesar de terem ocorrido ações de fiscalização a fim de evitar o consumo de álcool pelos condutores de veículos, a operação ficou suspensa desde março de 2020, por conta da pandemia do novo coronavírus

Cinco pessoas foram presas por dirigirem embriagadas, durante Operação Lei Seca, na madrugada deste domingo (20.09), na Avenida Getúlio Vargas, no Centro, em Cuiabá. Apesar de terem ocorrido ações de fiscalização a fim de evitar o consumo de álcool pelos condutores de veículos, a exemplo do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPMTRAN), a operação ficou suspensa desde março de 2020, por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Os condutores de veículos automotores foram presos por descumprirem o Art.306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que estipula penas de detenção, de seis meses a três anos, multa e suspensão ou proibição de se obter habilitação para dirigir a quem “conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência”.

Leia mais:  PRF prende envolvido em roubo de carga e recupera cavalo trator

Os profissionais de segurança também efetuaram a prisão de uma pessoa por desacato à autoridade, em descumprimento ao estabelecido no Art. 331 do Código Penal. A 7ª edição da Operação Lei Seca resultou também na remoção de 18 carros.

Foram efetuados 58 testes de alcoolemia e lavrados 23 Autos de Infração de Trânsito (AIT). Deste total, 09 foram por condução de veículo sob efeito de álcool (Art.165); 06 por recusa a soprar o etilômetro (Art.165-A); 01 por conduzir veículo sem possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH); 01 por dirigir veículo registrado sem estar licenciado; e 06 por motivos diversos.

A coordenadora do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), major PM Monalisa Furlan Toledo, ressalta que a retomada da operação integra a Semana Nacional de Trânsito, realizada de 18 a 25 de setembro. “É um momento importante, pois o trabalho preventivo e repressivo da Lei Seca influencia muito na conscientização das pessoas, para que não dirijam alcoolizadas e evitem acidentes e transtornos no trânsito”.

Leia mais:  Polícia Civil apreende maconha e prende traficante no bairro Passaredo na Capital

Sob coordenação do GGI da Sesp-MT, a operação Lei Seca conta com a participação da Polícia Militar (PM-MT), por meio do Batalhão de Trânsito; Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), por meio da Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran); Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT); Sistema Penitenciário; Polícia Rodoviária Federal (PRF); Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob); e em Várzea Grande, também conta com o apoio da Guarda Municipal.

Semana de Trânsito

Uma blitz educativa abriu a Semana Nacional de Trânsito, na sexta-feira (18.09), em ações realizadas em Cuiabá e Várzea Grande. A campanha de 2020 tem como mote “Perceba o risco, proteja a vida” e visa à conscientização de condutores de veículos e de pedestres quanto à promoção de um trânsito seguro. Na oportunidade, foram distribuídos panfletos e lixo car com orientações para que as pessoas evitem dirigir sob efeito de álcool.

Nos próximos dias, ocorrerão outras ações educativas e fiscalizatórias, incluindo, além de vias urbanas, as rodovias, em parceria com a PRF.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana