conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil prende taxista com arma de fogo com numeração raspada em Poconé

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um taxista em posse de uma arma de fogo, municiada e com numeração raspada, foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na terça-feira (10.09), no município de Poconé (104 km ao Sul). J.M.S. de 49 anos foi autuado em flagrante delito.

A prisão ocorreu durante diligências para averiguar algumas denúncias, sobre um indivíduo armado que estava ameaçando pessoas na cidade.

Nas investigações o taxista acabou sendo abordado pela equipe da Delegacia de Poconé, em um ponto de táxi situado na Rodovia dos Trabalhadores, no bairro Santa Teresa.

Em revista no veículo do suspeito, os policiais civis localizaram um revólver Taurus de calibre 38, com cinco munições e a numeração suprimida.

Diante do flagrante, J.M.S. foi conduzido para delegacia, interrogado e autuado pelo crime de porte ilegal de munições e arma de fogo com numeração raspada.

Após a confecção dos autos, o preso foi apresentado para audiência de custódia e colocado à disposição da Justiça.

 

Comentários Facebook
Leia mais:  Quatro delegados concluem Curso Superior de Polícia ofertado pela Polícia Militar
publicidade

Polícia

Marido mata a esposa, enterra corpo e diz que ela sumiu após briga

Publicado

por

Corpo de Simone Ferreira, 40, foi encontrado enterrado no começo da tarde de terça-feira (18), às margens da BR-070, no Paredão Grande, em General Carneiro (442 km ao Leste de Cuiabá). Ela estava desaparecida desde 31 de janeiro, o irmão dela fez boletim de ocorrência relatando seu sumiço e após 19 dias, o marido confessou ter matado e enterrado o corpo dela.

De acordo com as informações, as investigações começaram só dia 17 de fevereiro, após o irmão da vítima registrar um boletim de ocorrência na cidade de Barra do Garça. A última conversa entre os dois aconteceu no dia 31 de janeiro.

O irmão relatou que conversou normalmente com ela até por volta das 15h. Já no final da tarde, tentou um novo contato, mas ela não respondeu mais. Às 23h, o marido da vítima conversou com o cunhado, perguntando se ela estava em Barra do Garças, que eles tiveram uma discussão e ela disse que iria voltar para a casa do ex-marido.

Leia mais:  Polícia Civil apreende 16 armas de fogo e munições em investigações da morte de empresário

O rapaz passou a procurar pelo ex-marido da vítima, que mora no Xingú. Só no dia 16 de fevereiro ele entrou em contato e informou que a irmã não havia aparecido na região. Ele também disse que a última vez que falou com Simone foi no dia 31 de janeiro.

Em sua denúncia à Polícia Civil, relatou que temia pela vida da irmã, já que ela tinha um relacionamento conturbado com o marido, com quem convivia há cerca de 7 meses e que possui passagens criminais e utiliza tornozeleira eletrônica.

 

Corpo encontrado

Desde o registro, a polícia passou a fazer diligências atrás de Simone. Na segunda-feira (17), o marido da vítima foi ouvido e ele negou o crime. Mas, na terça, em novo interrogatório, o homem confessou ter matado a mulher e enterrado seu corpo no quintal de casa.

Equipe de investigadores foram até o local citado pelo suspeito, fizeram buscas e encontraram o corpo de Simone dentro de uma cova de cerca de 80 cm, no fundo da casa em que eles moravam.

Leia mais:  Polícia Civil recebe acadêmicos de Direito na Delegacia de Araputanga

Ele alegrou motivação passional, já que teria flagrado uma conversa entre a mulher e o ex-marido dela. Com golpes de facão, Simone foi morta e enterrada no dia 31 de janeiro. O suspeito foi preso em flagrante e autuado por crime de feminicídio.

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana