conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil prende suspeito de roubo a sítio que levou família como refém  

Publicado

Assessoria/PJC-MT

Policiais civis de Comodoro prenderam neste sábado (30.11) o suspeito de um roubo praticado no início da semana na região rural de Brasnorte. D.A.A., 24 anos, e uma adolescente de 16 anos, cometeram rouboem um sítio na Gleba Tibaji, e fugiram levando um veículo e três pessoas como reféns, entre elas uma criança de um ano de idade. 

A Polícia Civil de Sapezal comunicou a delegacia de Comodoro de que o suspeito estaria escondido no município, que realizaram diligências para localizar o foragido.

Na tarde deste sábado, o suspeito teve o mandado de prisão preventiva cumprido após se apresentar na delegacia de Comodoro. Ele será encaminhado para audiência de custódia na Justiça. 

O crime

No dia 25 de novembro, por volta das 17 horas, duas pessoas invadiram dois sítios na zona rural de Brasnorte. Na primeira propriedade roubaram uma motocicleta. Em seguida, se dirigiram ao segundo sítio, onde um homem e uma mulher armados roubaram um veículo modelo Fiat Strada, fazendo três moradores da mesma família, entre eles uma criança de um ano, como reféns, e fugiram em direção à cidade de Sapezal. No trajeto, uma das vítimas conseguiu escapar e acionar a Polícia de que o carro estava seguindo para Sapezal, onde a Polícia Militar localizou o grupo em um posto de combustível.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre cinco mandados de busca e prende 3 por tráfico de drogas

Ao ver a equipe da PM, o suspeito que estava na direção fugiu em alta velocidade pelas ruas de Sapezal, disparando contra o veículo policial. Uma das reféns, a criança de um ano, foi colocada contra a janela do carro roubado para servir de escudo. Na fuga, o suspeito, depois identificado como D.A. bateu o carro, saiu do veículo disparando contra a polícia e embrenhou-se em um matagal.

A outra suspeita, uma adolescente de 16 anos, ficou no carro e para tentar fugir, apontou um canivete para a criança, mas foi contida pela mãe da bebê quando saía do carro.

A polícia apreendeu a suspeita e no veículo foram encontradas uma espingarda e munições calibre 28.  

As vítimas precisaram de atendimento, pois sofreram ferimentos durante o roubo. A mãe da criança informou ainda que o assalto ao seu sítio teve a participação de mais duas pessoas, que fugiram com a motocicleta roubada na primeira propriedade rural. A vítima reconheceu o suspeito como um dos autores do roubo.

A adolescente confirmou que o suspeito preso estava na direção do carro roubado e tinha efetuado os disparos contra a polícia.

Leia mais:  Polícia Civil fecha oficina de desmanche de motocicletas em Cáceres

 

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Polícia deflagra operação e cumpre 35 mandados contra o Comando Vermelho

Publicado

Polícia Civil de Água Boa (730 km ao Leste de Cuiabá) deflagrou na manhã desta quinta-feira (3), a Operação Constantine, com objetivo de reprimir os crimes pelo Comando Vermelho, que atua no tráfico, associação criminosa, tortura e homicídio na região. Estão sendo cumpridas 35 ordens judiciais.

 

De acordo com as informações da assessoria de imprensa, a ação é fruto de uma investigação do Núcleo de Inteligência da Regional de Água Boa. Os trabalhos visam ainda coletar provas para enriquecer os inquéritos já instaurados.

Ao todo, são 21 ordens de prisões preventivas e 14 de busca e apreensão nos endereços dos investigados, todos autorizados pela 7º Vara Criminal de Combate ao Crime Organizado de Cuiabá. Além disso, foi determinado o bloqueio de contas bancárias utilizadas pelos investigados, pela suspeita de lavagem de dinheiro.

 

Crimes ordenados da prisão

A facção começou a ser investigada em 2019, após a polícia descobrir que detentos de várias penitenciárias de Mato Grosso, entre elas, a Major Zuzi, em Água boa, estavam comandando o tráfico de drogas na região. Em seguida, foram identificadas pessoas que estão em liberdade e que se aproveitavam do ‘poder’ e ‘influência’ da facção para cometer os crimes.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre cinco mandados de busca e prende 3 por tráfico de drogas

 

Como toda organização criminosa, a que está sendo investigada também é composta por cargos e divisões de tarefas. Líderes já foram identificados, bem como os gerentes e os disciplinas – responsáveis pelos salves aplicados em integrantes que desrespeitam as regras do Comando.

 

Sabe-se que o grupo controlava o tráfico de drogas em Água Boa, realizando tabelamento de preços de maconha e cocaína, por exemplo. Além disso, tinham o controle de boa parte das ‘bocas de fumo’ da cidade.

 

Para o delegado Valmon Pereira da Silva, a operação é importante para inibir a expansão dos crimes nas cidades da região. “Em três meses, a Polícia Civil de Água Boa, contando com a Operação Vespeiro, já identificou e prendeu aproximadamente 40 integrantes de organização criminosa que atuava na região”, destacou o delegado Gutemberg de Lucena.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana