conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil prende mulher que abriu conta no nome da mãe para prática de golpes e recupera R$ 45 mil subtraído de vítima

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Uma mulher que usou o nome da própria a mãe para prática de estelionato pela internet, conhecido como “Golpe da OLX” foi presa em flagrante pela Polícia Civil, na sexta-feira (15.10), após ser identificada em investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá).

A suspeita de 20 anos utilizou os dados da mãe para abrir uma conta bancária em que eram recebidos os valores adquiridos com os golpes e foi autuada em flagrante por estelionato. A ação resultou ainda no bloqueio de R$ 45 mil subtraídos da vítima.

As investigações iniciaram após os policiais da Derf receberem informações sobre uma vítima da cidade de Goiânia (GO) que sofreu um golpe de estelionato referente a compra de um veículo SW4 e depositou o valor de R$ 80 mil na conta de uma mulher na cidade de Rondonópolis.

Com base nas informações passadas, os policiais da Derf Rondonópolis iniciaram as diligências conseguindo localizar a proprietária da conta. Durante a conversa, foi verificado que a ação foi esquematizada pela  filha dela, que usou os dados da mãe para abrir uma conta que seria utilizada para receber valores de golpes. A suspeita receberia o valor de R$ 500 pelo empréstimo da conta. 

Leia mais:  Jovem para carro em oficina, desce vomitando sangue e morre

Diante dos fatos, a jovem foi detida e encaminhada à Derf de Rondonópolis, onde após ser interrogada foi autuada em flagrante por estelionato. Ainda em continuidade aos trabalhos, foi possível fazer o bloqueio na conta de R$ 45 mil subtraídos e que serão restituídos á vítima.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Roubo de carga de carne de frigorífico é esclarecido e Polícia Civil cumpre mandados contra grupo investigado

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

A Polícia Civil, por meio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), cumpriu nesta segunda-feira (06.12) mandados judiciais contra quatro suspeitos envolvidos no roubo de um caminhão com uma carga de carne, de um frigorífico em Várzea Grande. Foram cumpridas duas prisões e quatro buscas e apreensão.

Conforme a investigação da GCCO, no dia 15 de setembro, quatro criminosos abordaram o motorista do caminhão e seu ajudante, no início da manhã, na estrada da Guarita, no bairro 23 de Setembro. Armados, os criminosos anunciaram o roubo e levaram consigo o caminhão com câmara fria, pertencente a um frigorífico, que estava carregado com mais de 3 toneladas de carne.

Como apoio da ação criminosa, os suspeitos utilizaram uma S10, de cor prata, modelo antigo. A vítima prestou declarações da GCCO, onde reconheceu três autores do crime, um deles menor de idade.

Na apuração para esclarecer o crime, a GCOO coletou depoimentos das vítimas e uma delas reconheceu três criminosos, um deles, um adolescente que estava armado e foi quem retirou uma das vítimas do caminhão.

Leia mais:  Projeto Ainda Posso Sonhar oferta auxílio psicológico a vítimas de violência

Um dos presos, E.R.S.J. era quem comandava toda a ação, dava ordens para o restante do grupo e amarrou as vítimas. Ele foi localizado e preso nesta segunda-feira, no centro de Várzea Grande. Outro investigado foi preso em um posto de combustível no Jardim Industriário, em Cuiabá.

Diante das provas reunidas no inquérito, o delegado Gustavo Belão representou pelas prisões preventivas dos suspeitos, bem como por buscas e apreensões nos endereços dos alvos, além de medidas cautelares cumpridas nesta segunda-feira.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana