conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil prende homem que matou cachorros de ex-companheira por não aceitar fim de relacionamento

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um homem acusado de matar seis cachorros de sua companheira por não aceitar o fim do relacionamento foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta quinta-feira (15.08), em ação da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) de Cuiabá.

O suspeito, J.P.P., 48, teve a ordem de prisão preventiva cumprida pelos policiais da Delegacia da Mulher, por maus tratos, descumprimento de medidas protetivas, divulgação de cena de sexo e pornografia e ameaças. 

Segundo a delegada, Nubya Beatriz Gomes dos Reis, o suspeito vinha descumprindo as medidas protetivas impostas pela vítima, com quem teve um breve relacionamento. “Ele estava ameaçando a vítima há alguns dias e já havia anunciado que mataria primeiro os cachorros e o próximo passo seria tirar a vida da ex-companheira”, disse a delegada.

O crime ocorreu na terça-feira, 13 de agosto, quando o suspeito jogou pedaços de carne no quintal da ex-companheira, envenenando 6 animais da vítima. Logo após o fato, ele mandou mensagem para vítima anunciado o feito e fazendo outras ameaças contra a vida dela e de dois dos seus filhos menores de idade. Entre as mensagens, ele dizia “Duas crianças a menos no mundo não faria falta”. 

Leia mais:  Operações integradas prendem 181 pessoas em flagrante no Estado

Outros dois filhos maiores da vítima também foram alvo do suspeito, que chegou a perseguir a filha da ex-companheira em seu local de trabalho. Para o outro filho, ele mandou mensagem, com a fotografia de um sapo com a boca amarrada, dizendo que havia feito macumba para a mãe do garoto. Ele também é investigado por divulgar fotografias íntimas da ex-companheira nua e mantendo relações sexuais com ele.

Com base nas ocorrências, foi representado pela prisão preventiva do suspeito, a qual foi deferida pela Justiça e cumprida pelos policiais da DEDM de Cuiabá, na manhã desta quinta-feira (15). Após ter o mandado cumprido, o suspeito foi encaminhado a delegacia, onde em interrogatório confessou ter envenenado os animais da vítima.

“Em que pese a pena de maus tratos a animais ser pequena, no caso em ánalise ela terá aumento de 1/6 a 1/3 devido a morte dos animais, uma vez que os seis cães morreram, além dos demais crimes pelos quais ele responde a inquérito nesta delegacia”, disse Nubya.

 

 

Leia mais:  Autor de diversos roubos tem prisão cumprida em Rondonópolis

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Mauro anuncia 3 mil vagas para criminosos em presídios e 4 mil pistolas para policiais

Publicado

por

Em evento comemorativo de 32 anos do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) de Mato Grosso, o governador Mauro Mendes (DEM) assegurou a criação de pelo menos 3 mil vagas para criminosos em presídios estaduais, além de novos armamentos para policiais, no denominado programa “Tolerância Zero”, marcado para oficializado a partir de março.

 

A meta do governo é alcançar as 3 mil vagas em presídios estaduais até 2023, último da gestão do democrata.

 

O programa prevê uma série de medidas de enfrentamento à criminalidade do Estado e de reforço às ações na segurança pública, porém não detalhou quais.

“O programa vai se chamar Tolerância Zero porque é assim que nós nos sentimos, já sem tolerância para a criminalidade. E estaremos com a tolerância ainda menor com quem desrespeita a lei e o cidadão de bem desse Estado”, afirmou o governador.

Número de presos

Atualmente, a população carcerária de Mato Grosso está em torno de 12 mil presos, mas a capacidade das unidades prisionais é de 6.669 vagas em 53 estabelecimentos.

Leia mais:  Operações integradas prendem 181 pessoas em flagrante no Estado

Tolerância Zero

“O Tolerância Zero fará investimentos relevantes nos presídios. Iremos abrir novas alas inclusive de segurança máxima para deter os criminosos de alta periculosidade”, acrescentou.

Mendes lembrou que, em 2019, a Sesp fez uma grande força-tarefa de vistoria na Penitenciária Central do Estado (PCE) e retomou o controle da unidade, cortando regalias e irregularidades.

Conforme o governador, ações como essas impedem o avanço das facções e promovem aumento da segurança e bem-estar social.

“O Tolerância Zero será também um grande programa de infraestrutura na Segurança Pública. Já autorizei a compra de quatro mil pistolas Glock, que são as mais modernas disponíveis. Também vamos adquirir viaturas, motocicletas e outras tecnologias, na medida das possibilidades diante da recuperação financeira, de modo a melhorar a eficiência do Estado na Segurança”, destacou.

O secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, explicou que o programa trata, principalmente, do endurecimento do Estado quanto ao crime organizado, estabelecendo novos padrões de reaparelhamento das Polícias Civil e Militar. (Com informações da assessoria)

 

Leia mais:  Curso aprimora conhecimento para manutenção de armas

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana