conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil prende filho por matar pai e acompanhante em Juara

Publicado

Assessoria | PJC-MT (atualizada às 12h13)

A Polícia Civil esclareceu o duplo homicídio ocorrido em Juara, com a prisão de Josué Nascimento de Oliveira, 20, apontado como autor do crime. O suspeito assassinou o próprio pai e uma garota de programa a pauladas, possivelmente, devido a distúrbios mentais.

O crime que vitimou Joel Lemes de Oliveira, 45, e Jaqueline Fernandes de Lima, 23, ocorreu na tarde de sábado (11.05), porém, as equipes policiais foram acionadas por volta das 21 horas, pelo próprio suspeito Josué. A  mulher estava grávida de três meses. 

Na residência, o corpo da vítima (Joel) foi encontrado caído no chão da cozinha e o de Jaqueline sobre a cama, com lesões causadas por pauladas na cabeça. No local, também foi apreendido uma viga de madeira que usada nos golpes as vítimas.

Quando os policiais chegaram na casa, Josué estava na residência e de banho tomado. Questionado sobre o fato, ele apresentou várias contradições sobre o que havia ocorrido. Na Delegacia de Juara  foi formalmente interrogado pelo delegado, Carlos Henrique Engelmann, e passou informações desconexas com a realidade.

Leia mais:  Policiais civis se unem para doação de sangue no Hemocentro do Estado

No interrogatório, Josué alegou que o pai (Joel) foi assassinado por Jaqueline. No entanto, não diz quem foi o responsável pela morte dela. Ele ainda disse que estava o tempo todo em casa e que viu a mulher carregando o pai e depois desferindo os golpes contra ele, mas nada fez para impedir o homicídio por medo de ser atacado pela mulher.

“Pelas condições físicas, por ser muita franzina, a vítima Jaqueline não teria como ter praticado a ação da maneira relatada por Josué. E quando questionado sobre a morte dela, ele muda o assunto não passando nenhuma informação que condiz com a realidade”, disse o delegado.

Após o crime, o suspeito disse ainda ter se preocupado em fechar as janelas da casa para que moscas não pousassem nos corpos e prendido a cachorra para que não lambessem o sangue das vítimas. A mãe de Josué (ex-companheira de Josué) apareceu no imóvel, ocasião que ele pediu para que ela não entrasse, porque não iria gostar da situação que encontraria no interior da casa.

Leia mais:  Seis pessoas são conduzidas à delegacia por tráfico de droga em três cidades

Josué foi autuado em flagrante por duplo homicídio e as investigações seguem em inquérito policial, onde o delegado representará pelo exame de psicopatia do suspeito.

 

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

PRF apreende 37.000 kg de adubo ilegal em Rondonópolis/MT

Publicado

Fiscais do MAPA colaboraram com a ocorrência

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), com apoio de uma equipe do Ministério da Agricultura Planejamento e Abastecimento (MAPA), apreendeu uma carga de adubo sendo comercializada ilegalmente, em Rondonópolis.

Na manhã desta quinta-feira (17), a equipe PRF abordou o caminhão Scania/G 420 A4X2, de cor vermelha e placas de Rondonópolis, ao qual estavam acoplados dois semirreboques. O veículo foi abordado após o condutor, de 38 anos, efetuar um retorno proibido, no Km 208, da BR-364.

O condutor apresentou a documentação da carga, que segundo a Nota Fiscal, seria de varredura de adubo. Ao verificar a carga, os PRFs desconfiaram que a carga transportada não seria a descrita na documentação fiscal. A carga nos semirreboques estava acondicionada em bags e aparentemente não estava contaminada. Varredura de adubo apresenta contaminação por diversas substâncias e geralmente é transportada a granel.

O veículo foi conduzido até a Unidade Operacional da PRF, onde se encontravam os fiscais do MAPA que recolheram uma amostra do produto para análise. Através de consulta aos sistemas, foi constatado que a empresa que estava vendendo a mercadoria não possui registro de estabelecimento produtor, portanto não pode comercializar esse tipo de produto.

Leia mais:  Seis pessoas são conduzidas à delegacia por tráfico de droga em três cidades

Diante das circunstâncias, a ocorrência foi encaminhada para Polícia Civil, em Rondonópolis.

SECOM PRF MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana