conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil prende ex-marido por planejar roubo contra ex-mulher

Publicado

 

Assessoria PJC|MT

Um homem apontado como mandante do roubo cometido contra sua a ex-mulher, foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na sexta-feira (14.06) no município de Rondonópolis (212 km ao Sul), durante ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), para cumprimento de mandado de prisão preventiva decretado pela Comarca local.

O ex-marido, J.B.S., teve a ordem judicial de prisão expedida pela Justiça, após diligências da Derf de Rondonópolis para elucidar supostamente dois assaltos ocorridos em dias consecutivos. A primeira ocorrência no sábado (20.05) foi praticada contra a ex- esposa do acusado. Já o segundo roubo ocorreu no domingo (21.05).

No entanto as investigações apuraram que o marido foi quem planejou o roubo da ex- mulher, bem com no dia seguinte simulou ter sido vítima de um roubo mediante restrição de sua liberdade. Ambos episódios foram articulados pelo investigado que tinha como intensão reatar o relacionamento com sua ex-mulher.

O roubo no sábado (20) foi praticado por dois indivíduos armados, os quais entraram na casa da ex-mulher e subtraíram toda mercadoria (joias e semijóias) que a vítima utilizava para trabalhar. Na ocasião os suspeitos levaram todo material e um veículo da vítima. O automóvel foi no mesmo dia  queimado pelos criminosos. 

Leia mais:  BOs passam a ser feitos só pela internet em MT

No dia seguinte, J.B.S. registrou um boletim de ocorrência narrando ter sido vítima de outro roubo e que possivelmente seria os mesmos suspeitos que teriam roubado sua ex- mulher. 

Porém, os policiais civis descobriram que o suspeito foi mandante do roubo contra sua ex- mulher, além de falsear o outro roubo que alega ter sido vítima. Também foi apurado que a vítima vivia em uma situação de violência domestica e familiar. Como eles estavam separados, o ex- companheiro planejou o roubo, como forma de acabar com o sustento financeiro da vítima, assim ela sem opção reataria o relacionamento.

Conforme o delegado Santiago Rozeno Sanches da Silva, alguns fatos chamaram atenção da polícia. No dia roubo da vítima mulher, J.B.S. estava na residencia no momento do assalto, pois estava deixando os filhos na casa, quando todos foram abordados. Mas nada dele foi levado. Ele estava em um caminhonete, com dinheiro e celular. 

“Outro ponto foi que os assaltantes atearam fogo no carro, situação nada comum. O terceiro ponto que a Polícia Civil identificou os autores do roubo e eles confirmaram terem sido contratados para praticar o roubo a mandado do ex-marido”, destacou o delegado.

Leia mais:  Advogado que matou homem em bar e suspeito de golpear até a morte mulher são presos pela PC

Diante dos fatos, a Polícia Civil representou pelo mandado de prisão preventiva do acusado, que acabou sendo preso na sexta-feira (14), sendo posteriormente colocado à disposição da Justiça.

 

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Jovem morre durante protesto por homem negro morto por policial branco nos EUA

Publicado

por

Na madrugada deste sábado (30), a polícia de Detroit (EUA) confirmou a morte de um jovem de 19 anos, baleado durante protestos pelo assassinato de George Floyd, um homem negro de 46 anos que foi asfixiado até a morte por um policial branco de Minneapolis.

Os tiros foram disparados por um suspeito desconhecido, que dirigia um Dodge Durango cinza. A vítima chegou a ser encaminhada para um hospital da região, mas acabou morrendo. A polícia de Detroit não confirmou se o jovem participava dos protestos, mas disse que estava em meio a um tiroteio que aconteceu no centro da cidade, onde as manifestações seguem ocorrendo.

Mais cedo, o chefe da polícia de Detroit, James Craig, disse que uma pessoa havia sido presa depois de tentar atropelar um policial. “Não vou ficar parado e deixar que uma pequena minoria de criminosos entre aqui e ataque nossos policiais. Não vamos tolerar isso ”, disse Craig.

Protestos pelos EUA

Na madrugada de sábado (30), as manifestações se espalhavam por 17 estados americanos, atingindo cidades como Nova York, Los Angeles, Washington e São Francisco.

Leia mais:  Polícia Civil de Barra do Garças cumpre dois mandados de prisão contra autores de furto e roubo

O governador de Minnesota, Tim Walz, afirmou que a situação no estado continua “incrivelmente perigosa” durante uma entrevista coletiva nesta madrugada. A capital Minneapolis, onde cerca de 50 pessoas foram presas durante a madrugada, ainda é considerada o epicentro dos protestos mesmo após decretado um toque de recolher.

No início da noite de sexta-feira (29), a polícia de Washington precisou formar um cerco de proteção à Casa Branca.

Em Atlanta, manifestantes arremessaram bombas, tijolos e estilhaços de vidro na sede da CNN. A fachada do edifício também foi pichada e uma bandeira dos Estados Unidos foi queimada em frente ao prédio. Os manifestantes exibiram placas com a mensagem #BlackLivesMatter (“vidas negras importam”, em português).

Durante uma transmissão ao vivo dos protestos na cidade de Minneapolis, Omar Jimenez, um repórter da CNN, negro e latino, foi detido pela polícia, mesmo após se identificar como jornalista. O produtor Bill Kirkos e o fotógrafo Leonel Mendez, membros da equipe de Jimenez, também foram presos. O jornalista Josh Campbell, que é branco e estava no local, chegou a ser abordado, mas, diferente de Jimenez, não foi levado para a delegacia. Cerca de meia hora depois, todos foram soltos.

Leia mais:  Polícia Civil apreende carga com defensivos agrícolas

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana