conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil prende estelionatários envolvidos em golpes aplicados pela Internet

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Dois homens acusados de aplicar golpes através de sites e redes sociais da Internet foram presos em flagrante pela Polícia Judiciária Civil, no sábado (18.01), em Rondonópolis (212 km ao Sul). A ação resultou na recuperação de objetos subtraídos da vítima avaliados em R$ 6,5 mil.

A prisão dos estelionatários ocorreu após investigadores da 1ª Delegacia de Rondonópolis receberem informações sobre uma quadrilha especializada em golpes com a utilização dos aplicativos WhatsApp, Facebook e OLX.

Os suspeitos escolhiam vítimas que anunciavam produtos para venda através desses aplicativos, demonstrando interesse na mercadoria. A negociação geralmente era realizada durante o final de semana, quando não há expediente bancário, ocasião em que os suspeitos enviavam falsos comprovantes de pagamento (DOC ou TEC) às vítimas.

Acreditando terem recebido o valor, o vendedor fazia a entrega dos produtos e somente mais tarde descobria que foi vítima de golpe.

Com a informação de que os suspeitos estavam a caminho da cidade de Pedra Preta para buscar objetos, os policiai realizaram a abordagem dos suspeitos, no momento recebiam os produtos. Ao perceber a presença dos policiais um dos suspeitos tentou fugir porém foi detido.

Leia mais:  Assaltantes invadem fazenda para roubar agrotóxicos um suspeito morre

Os produtos da vítima foram apreendidos, assim como o veículo Volkswagen Golf utilizado pelos estelionatários. Na delegacia, um dos suspeitos jogou o seu aparelho celular contra a parede para que o objetovo não fosse apreendio.

Segundo o delegado, Santigago Rozeno Sanches e Silva, esse tipo de atitude é comum entre as organizações criiminosas para dificultar o trabalho policial na identificação de outros integrantes do grupo e de outros crimes.

“Os suspeitos são apontados como integrantes de uma quadrilha envolvida em crimes de estelionato, que está envolvida em pelo menos 5 golpes semelhantes, aplicados entre dezembro e janeiro, com vítimas em Rondonópolis e região”, disse o delegado.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Em “missão especial”, equipe da regional visita crianças que são apaixonadas pela Polícia Civil

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

Sensibilizados pela admiração de duas crianças à Polícia, na cidade de Água Boa (730 km a leste de Cuiabá), a Polícia Judiciária Civil do município realizou na manhã de quinta-feira (13.02) uma “missão especial”. O gesto simples de gentileza promoveu sentimentos de carinho e amizade, recíprocos entre os envolvidos na ação social. 

As crianças de quatro e dois anos, moradoras no bairro Guarujá, receberam a visita surpresa dos policiais civis de Água Boa, que foram até a residência dos garotos para realizar o sonho dos meninos.

A ideia surgiu após chegar ao conhecimento da Delegacia Regional a admiração e paixão dos menores pela polícia, principalmente do menino de quatro anos, que tem autismo. Em contato com a mãe das crianças, ela de imediato apoiou a sugestão da “visita especial”.

Assim, na manhã desta quinta-feira, os policiais civis, acompanhados do delegado Valmon Pereira da Silva, chegaram ao endereço de viatura e vestindo uniformes operacionais, deixando os pequenos com sorrisos largos e cativantes.

Durante o encontro, os irmãos não se contiveram e abraçaram e conversaram com os policiais, além das várias posses feitas para as fotos, dentro e fora do veículo oficial da PJC-MT, que certamente marcará o momento único na vida desses pequenos.

Leia mais:  Operação integrada cumpre mandados contra grupo criminoso atuante na região Oeste de MT

Durante conversa com a mãe dos meninos, ela contou da fascinação dos filhos pela polícia e um pouco sobre sua experiência de vida. Ela também contou sobre o mais velho de quatro anos, que há um ano foi identificado com autismo e desde então vem fazendo acompanhamento.

Para a família, o custo financeiro do tratamento médico é alto, porém, a mãe se desdobra para cuidar dos filhos e trabalhar para conseguir pagar os cuidados especiais, necessários para saúde e bom desenvolvimento do garoto.

O delegado Valmon Pereira observa que a ação social busca chamar a atenção da sociedade para a importância da inclusão social, do apoio e incentivo na esperança de um futuro melhor e sem violência.

“Essa é uma das formas de quebrar paradigmas e de aproximar da comunidade. Além do trabalho diário de combate a criminalidade, nos, pessoas públicas atuantes em prol da segurança pública, também somos exemplo e servimos como inspiração para muitas crianças. Esses sentimentos de referência com  toda certeza é grandioso e recompensador”, destacou o delegado regional.

Leia mais:  Polícia Civil e PRF cumprem 5 mandados em operação de combate ao tráfico na fronteira

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana