conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil prende casal envolvido em golpe de R$ 2 milhões na compra de gado

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um casal suspeito de aplicar golpe de mais de R$ 2 milhões na compra de cabeças de gado, utilizando cheques sem fundos, teve mandados de prisões preventivas cumpridos na operação “Boi Voador”, deflagrada pela Polícia Judiciária Civil nesta quinta-feira (08.11), por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá),

Com base nas investigações foram expedidas pela 2ª Vara criminal de Barra do Garças as ordens de prisão contra E.T.A.F., 52, o “Vandinho” e M.C.S., pelo crime de estelionato. A operação recebeu o nome de “Boi Voador”, uma vez que a aquisição do gado era realizada com cheques sem fundo.

A atuação do casal de estelionatários foi identificada em investigações da Derf Barra do Garças com apoio dos Núcleos de Inteligência das Regionais de Barra e de Guarantã do Norte, coordenadas pelos delegados Adilson Gonçalves de Macedo e Geraldo Gezoni Filho.

Durante as investigações da Derf Barra do Garças, conduzidas pelo delegado, Wilyney Santana Borges, foi evidenciado que o suspeito E.T.A.F., conhecido comprador de gado na região, após ganhar a confiança dos produtores, fez a aquisição de mais de 500 cabeças de bovino, em diversas propriedades da região do Araguaia, incluindo municípios vizinhos no estado de Goiás.

Leia mais:  Homem suspeito de estuprar criança de 4 anos é preso pela Polícia Civil em Sorriso

A compra era realizada com cheques pré-datados para 30 ou 60 dias, emitidos pela suspeita M.C.S., e que não possuíam saldo para compensação. As rezes compradas pelos suspeitos eram embarcadas no ato do negócio, ocasião em que o produtor rural que vendia os animais retirava a GTA e a nota fiscal, colocando nos documentos que o gado seria transportado para arrendamentos rurais nos municípios de General Carneiro, Portal do Araguaia, Torixoréu, Baliza (GO) e Piranhas (GO).

Segundo o delegado, Wilyney, em vez de fazer o transporte dos animais, os suspeitos levavam o gado para venda em leilões da região, desfazendo dos animais antes que os cheques não fossem compensados pelo banco. “Sabendo que os valores não seriam pagos, os suspeitos transferiam os patrimônios que possuíam para terceiros, evitando possível execução cível na cobrança dos cheques sem fundos”, disse.

O casal foi preso em Guarantã do Norte e uma equipe da Derf-BG irá até o município para fazer o recambiamento dos presos para Barra do Garças, uma vez que serão necessárias diligências complementares, para finalização das investigações.

Leia mais:  Motorista com mercadoria sem nota fiscal e mandado de prisão é preso pela PRF

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Polícia Civil prende em flagrante homem que mantinha quatro filhos em cárcere privado

Publicado

por

Assessoria/PJC-MT

Equipe da Delegacia Especializada dos Direitos da Mulher de Cuiabá, com apoio de policiais do Grupo de Operações Especiais, prendeu em flagrante na tarde desta segunda-feira (18.11) S.T.M., 28 anos, suspeito pelos crimes de cárcere privado praticado contra seus quatro filhos e de ameaça contra a ex-companheira.

A vítima, L.L.B., 27 anos, procurou a Delegacia da Mulher e relatou que o ex-marido a ameaçou de morte e que estava mantendo os quatro filhos em situação de cárcere privado, dizendo ainda que colocaria fogo nas crianças caso a mulher não retomasse a relação com ele.

Ao chegar à residência, em um bairro na região do Planalto, na Capital, os policiais constataram que o suspeito mantinha os filhos presos na casa e foi necessário apoio da equipe do GOE para negociar a liberação das crianças e prender o homem. Policiais da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente também deram apoio à ação.

De acordo com a delegada Nubya Beatriz Gomes dos Reis, da DEDM, na casa foi apreendido um galão com álcool que estava em posse do suspeito. “A ação contou com apoio de várias equipes, inclusive os negociadores do GOE, para que pudéssemos retirar as crianças rapidamente daquela situação de perigo”, declarou a delegada, parabenizando os policiais da DEDM, Deddica e do Grupo de Operações Especiais.

Leia mais:  Cinco primeiros colocados nos Jogos da PJC recebem troféus na Diretoria Geral

A vítima informou ainda à delegada o histórico de violência doméstica com S.T.M., sendo que ele a agrediu fisicamente em outras ocasiões e ateou álcool no corpo dela.

Na delegacia, o suspeito foi autuado pelos crimes de ameaça e cárcere privado e depois encaminhado à audiência de custódia, ficando à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana