conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil prende autor de violência doméstica em Poconé

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um homem acusado de violência doméstica foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na tarde desta segunda-feira (15.10), no município de Poconé (104 km ao Sul). C.C.F., 32, conhecido como “Chaves”, estava com mandado de prisão em aberto por descumprimento de medidas protetivas.

O acusado teve a ordem de prisão preventiva decretada pela Comarca de Poconé, por não cumprir as exigências impostas pela Lei Maria da Penha. A vítima, ex-esposa do suspeito, procurou a Polícia Civil para denunciar o ex companheiro, registrando cinco boletins de ocorrência contra o acusado.

A vítima relatou que decidiu romper o relacionamento por ser constantemente agredida pelo companheiro, que também passou ameaçar de morte, ela e o filho do casal. Com o mandado de prisão preventiva decretado, os policiais civis localizaram o procurado no seu local de trabalho, uma casa comercial no bairro João Godofredo, Poconé. 

Conduzido à Delegacia de Polícia, o preso foi ouvido e posteriormente encaminhado para audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça.

 

 

Leia mais:  Polícia Civil pede informações que possam auxiliar buscas de três menores desaparecidos

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Delegados de Mato Grosso ganham o maior salário do Brasil

Publicado

Um levantamento realizado pelo Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp) mostrou que os delegados de Mato Grosso são os que ganham o maior salário da categoria no país. O salário mensal de um delegado da Polícia Civil no estado é de R$ 24,5 mil.

Enquanto o salário dos delegados de Mato Grosso é o maior do país, o vencimento de escrivães e investigadores – as outras carreiras da Polícia Civil-, está bem longe do primeiro lugar.

Para os escrivães, profissionais responsáveis pelo registro de ocorrências e pela documentação das investigações, o salário é de R$ 5,5 mil, o 11º no ranking brasileiro.

Já para os investigadores, policiais que coletam provas sobre os crimes, localizam e interrogam suspeitos e mantém a segurança dos locais de investigação, o vencimento inicial é de R$ 5,5 mil, o 9º maior na comparação com o mesmo cargo em outros estados.

Dados da Polícia Civil mostram que no quarto trimestre de 2020 havia 400 cargos para delegados, porém, 158 estavam vagos. Já para escrivão de polícia, são 1,2 mil vagas, mas só 2.056 ocupados. E para investigador são 4 mil vagas, com 1.944 cargos vagos.

Leia mais:  Polícia Civil pede informações que possam auxiliar buscas de três menores desaparecidos

Por ser uma carreira típica de Estado, ou seja, que não podem ser substituída por profissional contratado, os cargos da Polícia Civil só podem ser ocupados através de concurso público. No entanto, para conseguir benefícios com o governo federal durante a crise, o Estado se comprometeu a não criar novos gastos até 2022, o que incluem os concursos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana