conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil investiga homicídio de 4 jovens em Arenápolis

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil investiga o homicídio de quatro jovens (duas vítimas do sexo masculino e duas vítimas do sexo feminino), ocorrido na madrugada deste sábado (27.04), no município de Arenápolis. O crime ocorreu em uma chácara na zona urbana do município.

As duas vítimas do sexo masculino foram identificadas como, Lucas Mateus da Silva Julio, 18, e Alexsandro Figueiredo Vaz, 14 anos. As vítimas femininas ainda não foram identificadas, uma vez que segundo informações, uma delas veio do município de Denise e a outra de Nova Marilândia. As famílias das duas possíveis vítimas foram acionadas para fazer o reconhecimento das jovens.

O crime ocorreu em uma chácara na zona urbana, localizada no final de uma rua, local onde a vítima Alexsandro residia. Nos fundos da propriedade, havia um pasto com uma árvore, onde os corpos dos quatro jovens foram encontrados em cima de um colchão. Todas as vítimas foram mortas com disparos de armas de fogo na cabeça.

Leia mais:  Ciclo de palestras preventivas orienta mais de 2 mil estudantes na região de Sapezal

Segundo a avó de Alexsandro, os jovens levaram o colchão para debaixo da árvore há cerca de cinco dias, quando as meninas chegaram e desde então ficavam no local. Por volta da meia noite, a testemunha ouviu disparos de arma de fogo, porém não levantou para ver o que tinha ocorrido.

Além da Polícia Civil a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) esteve no local para realização de perícia e outros procedimentos que possam auxiliar na investigação. O local não possui câmeras de segurança e nem há testemunhas oculares do crime.

Segundo o delegado, André Luís Barbosa, o menor Alexsandro possui várias passagens criminais, inclusive por homicídios e é provável que estava reunindo com grupo para praticar outros crimes na cidade e região.  “As diligências estão em andamento e vamos trabalhar na identificação e qualificação das vítimas e também com a oitiva de testemunhas que possam auxiliar o esclarecimento do crime”, disse o delegado

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Polícia

PRF apreende 500 comprimidos de procedência ilícita

Publicado

por

Esse tipo de medicamento é usado para tratamento de úlceras, mas se ingerido em desacordo com as recomendações médicas pode se transformar em substância abortiva

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), nesta terça-feira (16), em Rondonópolis/MT, apreendeu 500 comprimidos de procedência estrangeira. A abordagem se deu no Km 211 da BR 364, onde a equipe da PRF de ordem de parada a um ônibus de itinerário Cascavel/PR com destino à Sinop/MT.

Em uma fiscalização minuciosa para combate ao transporte de ilícitos, os policiais localizaram na lixeira do banheiro uma sacola preta e em seu interior verificou-se que havia 50 cartelas do medicamento, contendo 10 pílulas em cada, totalizando 500 comprimidos de procedência estrangeira. Esse tipo de medicamento é usado para tratamento de úlceras, mas se ingerido em desacordo com as recomendações médicas pode se transformar em substância abortiva, motivo que levam criminosos a transportarem esse tipo de material de forma irregular, sem nota fiscal.

Apesar de terem sido entrevistados os 39 passageiros que seguiam no veículo, não foi possível identificar o proprietário do medicamento. O ônibus foi liberado e o produto apresentado à Polícia Federal de Rondonópolis.

Fonte: PRF MT
Comentários Facebook
Leia mais:  1ª Delegada da Mulher conta sua trajetória em defesa das vitimas de violência doméstica
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana