conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil elucida latrocínio em Campos de Júlio com prisão de dois envolvidos

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um crime de latrocínio ocorrido na cidade de Campos de Júlio foi esclarecido pela Polícia Judiciária Civil, com identificação de todos os suspeitos e a prisão de dois dos envolvidos. Os suspeito Elton Jhon Silva Oliveira (apontado como mentor do crime) e Erivan Santos da Silva tiveram ordens de prisão preventiva cumpridas na sexta-feira (26.07) em Campo Novo do Parecis.

As investigações realizadas pela Delegacia de Campos de Júlio contaram com apoio do Núcleo de Inteligência de Pontes e Lacerda e equipes das Delegacias de Comodoro e Campo Novo dos Parecis.

O crime que vitimou Cícero Pereira Soares, conhecido como “Diária”, ocorreu na madrugada de 20 de julho de 2018, em um hotel na cidade de Campos de Júlio, local em que a vítima estava hospedada.

De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Gilson do Carmo Silveira, a  princípio o crime não tinha vestígios de autoria, contudo, nas várias diligências realizadas pelos investigadores da Delegacia de Campos de Júlio, depoimento de testemunhas, bem como técnicas de investigação utilizando tecnologia, foi possível chegar aos autores do crime.

Leia mais:  Justiça condena vereador a perda da estabilidade e da aposentadoria como policial civil em MT

Segundo as investigações, a vítima era homossexual e mantinha um relacionamento amoroso duradouro com o suspeito Elton Jhon, apontado como mentor intelectual do crime. O roubo seguido de morte contou também com a participação de Leandro Trajano da Silva e Erivan Santos da Silva, que vieram de Campo Novo dos Parecis, para atuar no crime. Todos os envolvidos teriam envolvimento com uma facção criminosa atuante em diversos crimes.

“Na ganância por dinheiro, o suspeito atraiu a vítima para uma noite sexual, porém tudo não passava de um engodo para o fim específico de roubar a vítima. Foi um crime bárbaro e hediondo que trouxe comoção entre os munícipes, haja vista a vítima ser muito conhecida e querida na cidade” disse o delegado.

Após o crime, os criminosos retornaram para suas respectivas residências com roupas, bolsa carteira, documentos e dinheiro da vitima. Diante das coletas de elementos informativos, provas e indícios apurados, o delegado, Gilson Silveira do Carmo, representou pela prisão preventiva dos suspeitos, as quais foram decretas pela Justiça.

Leia mais:  Foragido da justiça por matar ex-namorada tem prisão cumprida em Manaus

Com a expedição dos mandados de prisão preventiva, as equipes policiais realizaram a prisão dos suspeitos Elton Jhon e Erivan, no município de Campo Novo do Parecis.

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

PRF apreende carga de carvão, com reaproveitamento de Guia Florestal e Nota Fiscal, em Sorriso/MT

Publicado

Na madrugada de quarta-feira (21), por volta das 00 hora e 27 minutos, a equipe PRF realizava fiscalização do transporte rodoviário de cargas no km 733.0 da br 163, no município de sorriso, quando abordou o veículo M.BENZ/l 1620, cor azul, que transportava carvão vegetal com nota fiscal e guia florestal GF3/MT declarando 50,0m³ de carvão, com origem em Cláudia/MT com destino a Várzea Grande/MT, ambas emitidas em 15/10/2020, com vencimento em 21/10/2020.

Pela pequena distância entre o município de origem e o destinatário, houve a suspeita de reaproveitamento da Guia Florestal (e concomitantemente da NFe), uma vez que a carga era transportada no último dia de validade em transporte, o que permite mais de uma viagem com a carga.

A equipe questionou o condutor, de 33 anos, acerca da quantidade de viagens executadas, nisso o condutor afirmou que era a terceira viagem com essa documentação.

Consultado o Sisflora/MT, verificou-se que a guia encontra-se com status de “Ativa”, o que mostra que a empresa destinatária, que recebeu a 1ª e 2ª viagens da carga e deveria ter efetuado o recebimento no sistema, conforme normatizado, não o fez, dessa forma concorrendo para que houvesse o “reaproveitamento”, contrariando o disposto no § 2º do Art. 35 da IN 21/2014 Ibama, incorrendo no crime previsto no Art. 46 da Lei 9605/98, Lei dos Crimes Ambientais.

Leia mais:  Polícia Civil prende suspeito de estuprar gay para “curar” homossexualidade

Qualifica-se ainda o emitente da carga pelo cometimento, em tese, do mesmo crime.

 

Ao condutor foi dada ciência da confecção do Termo Circunstanciado, não se opondo à assinatura no Termo de Compromisso de Comparecimento.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana