conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil detém 6 envolvidos em esquema de venda ilícita de postes de energia em Jaciara

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Seis pessoas, sendo cinco funcionários da empresa Energisa e um empresário do ramo de restaurantes e hotelaria, foram presas pela Polícia Judiciária Civil, na quinta-feira (28.03) em Jaciara (144 km ao Sul). Os suspeitos estavam envolvidos em um esquema de desvios de postes de concreto de energia elétrica para revendas.

Os funcionários, A.S.L. de 32 anos, A.R.M.D., E.F.P., M.F.M, e E.S.F. foram presos pelo crime de apropriação indébita. O dono do restaurante, E.M.C. de 36 anos, foi indiciado pelo crime de receptação.

As diligências iniciaram depois do representante da empresa Energisa Soluções e Construções procurar a Polícia Civil, para denunciar  o restaurante “Estradeiro”, situado às margens da Rodovia BR 364, que estava vendendo sem autorização, cinco postes da empresa pelo valor de R$ 250 cada.

De acordo com comunicante, o proprietário do restaurante disse que emprestou o espaço a pedido dos funcionários da Energisa. O representante da empresa estranhou o fato, pois não havia obras naquela região, tendo apenas no centro da cidade de Jaciara.

Conforme apurado, os cinco funcionários utilizaram um caminhão da própria empresa com rastreador, para fazer a entrega dos postes ao empresário, E.M.C., o qual era quem negociava os postes a terceiros. 

Leia mais:  Redução de feminicídio íntimo é um dos maiores desafios

Diante dos fatos e indícios de crime, os policiais civis localizaram os cinco funcionários e o empresário, que foram conduzidos à Delegacia de Jaciara,  e ouvidos pelo delegado Claudemir Ribeiro de Souza.

Após interrogatórios os funcionários foram autuados por apropriação indébita e o empresário responderá por receptação. Por se tratar de crimes afiançáveis, cada funcionário suspeito efetuou o pagamento da fiança no valor de R$ 1 mil e o empresário pagou a fiança arbitrada em R$ 5 mil.

Os envolvidos responderão ao inquérito policial em liberdade.

 

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

PRF faz apreensão de drogas e causa prejuízo de mais de 53 milhões de reais ao narcotráfico

Publicado

por

Mais de 400kg de pasta base de cocaína foram apreendidos

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu aproximadamente 424,5 kg de substância análoga à pasta base de cocaína, na madrugada deste domingo (05), na BR-163, em Nova Mutum/MT.

Através de policiamento orientado pela inteligência, a PRF abordou dois veículos que trabalhavam em conjunto para realizar o transporte da droga. Um deles era uma Chevrolet/S10, com placas de Belo Horizonte/MG, conduzida por um senhor de 66 anos que atuava como batedor. O outro veículo, uma Toyota/Hilux, com placas de Uberlândia/MG, conduzida por um homem de 30 anos e que estava carregada com 410 tabletes da droga. Em ambos veículos foram encontrados rádios transmissores para comunicação durante o trajeto.

Ao ser questionado, o condutor do veículo com a droga disse que a levaria de Campo Novo do Parecis/MT para Uberlândia e que receberia certa quantia em dinheiro para realizar o transporte. O senhor que conduzia o veículo batedor, não se manifestou, mas já possuía passagem por tráfico de drogas.

Leia mais:  Delegado geral avalia gestão à frente da Polícia Judiciária Civil de MT

Em 2020, a PRF em Mato Grosso, já apreendeu quase 2 toneladas de cocaína. Somente nessa apreensão, a polícia causa um prejuízo de mais de 53 milhões de reais aos cofres do narcotráfico.

SECOM PRF MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana