conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil deflagra operação e prende 08 pessoas em General Carneiro

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Oito pessoas foram presas em flagrante pela Polícia Judiciária Civil, na zona rural do município de General Carneiro (442 km a Leste de Cuiabá), na operação “Saqueamento”, deflagrada na quinta-feira (12.09) para cumprimento de cinco mandados de busca e apreensão domiciliar.

Na ação foram recuperados 30 ventiladores, da marca Mundial, que foram saqueados de um caminhão que tombou na região no mês de agosto, além de serem apreendidas, 2 armas de fogo, mais de 50 munições, 1 tablete e diversas porções de maconha.

Na ocasião do acidente toda a carga de eletrodomésticos e diversas peças de roupas foram subtraída pelos indígenas da Aldeia Sangradouro.

Durante as diligências para apurar o fato, foram identificados possíveis locais onde os produtos poderiam estar. Para tanto, a Polícia Civil de General Carneiro representou pelos pedidos de buscas, deferidos pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Barra do Garças.

Os endereços alvos das ordens judiciais de busca e apreensão, foram residências e pontos comerciais, situados no distrito de Paredão Grande, referentes a suspeitos de receptarem as mercadorias furtadas pelos índios.

Leia mais:  Polícia Civil recupera 59 aparelhos de TV e prende 5 envolvidos em roubo de transportadora

Conforme o delegado que coordenou a operação, Nelder Martins Pereira, no decorrer do trabalho para cumprimento das buscas, novos crimes foram evidenciados e os envolvidos detidos em flagrante.

“Os conduzidos responderão pelos crimes de receptação, posse irregular de arma de fogo e munições, porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas” destacou o delegado.

Participaram da operação “Saqueamento”, 17 policiais civis das cidades de General de Carneiro e de Barra do Garças. 

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Mauro anuncia 3 mil vagas para criminosos em presídios e 4 mil pistolas para policiais

Publicado

por

Em evento comemorativo de 32 anos do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) de Mato Grosso, o governador Mauro Mendes (DEM) assegurou a criação de pelo menos 3 mil vagas para criminosos em presídios estaduais, além de novos armamentos para policiais, no denominado programa “Tolerância Zero”, marcado para oficializado a partir de março.

 

A meta do governo é alcançar as 3 mil vagas em presídios estaduais até 2023, último da gestão do democrata.

 

O programa prevê uma série de medidas de enfrentamento à criminalidade do Estado e de reforço às ações na segurança pública, porém não detalhou quais.

“O programa vai se chamar Tolerância Zero porque é assim que nós nos sentimos, já sem tolerância para a criminalidade. E estaremos com a tolerância ainda menor com quem desrespeita a lei e o cidadão de bem desse Estado”, afirmou o governador.

Número de presos

Atualmente, a população carcerária de Mato Grosso está em torno de 12 mil presos, mas a capacidade das unidades prisionais é de 6.669 vagas em 53 estabelecimentos.

Leia mais:  Polícia Civil recupera 59 aparelhos de TV e prende 5 envolvidos em roubo de transportadora

Tolerância Zero

“O Tolerância Zero fará investimentos relevantes nos presídios. Iremos abrir novas alas inclusive de segurança máxima para deter os criminosos de alta periculosidade”, acrescentou.

Mendes lembrou que, em 2019, a Sesp fez uma grande força-tarefa de vistoria na Penitenciária Central do Estado (PCE) e retomou o controle da unidade, cortando regalias e irregularidades.

Conforme o governador, ações como essas impedem o avanço das facções e promovem aumento da segurança e bem-estar social.

“O Tolerância Zero será também um grande programa de infraestrutura na Segurança Pública. Já autorizei a compra de quatro mil pistolas Glock, que são as mais modernas disponíveis. Também vamos adquirir viaturas, motocicletas e outras tecnologias, na medida das possibilidades diante da recuperação financeira, de modo a melhorar a eficiência do Estado na Segurança”, destacou.

O secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, explicou que o programa trata, principalmente, do endurecimento do Estado quanto ao crime organizado, estabelecendo novos padrões de reaparelhamento das Polícias Civil e Militar. (Com informações da assessoria)

 

Leia mais:  Polícia Civil de Cáceres recupera lancha de luxo furtada em Barão de Melgaço

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana