conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil de Jauru faz novas buscas por homem desaparecido há mais de 20 dias

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Motocicleta da vítima foi encontrada em buscas no dia 15.10

 

Em prosseguimento às ações investigativas buscando elucidar o desaparecimento de Reginaldo Alexandre da Silva, a Polícia Judiciária Civil prossegue em buscas na região de São José dos Quatro Marcos, onde a vítima foi vista pela última vez em 30 de setembro.

Diversas incursões já foram empreendidas pela Delegacia de Jauru de Jauru (425 km a Oeste), circunscrição que responde por Figueirópolis do Oeste (local onde a vítima residia), em datas anteriores objetivando a localização, com apoio da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) de Pontes e Lacerda.

Cães farejadores da cidade de Cuiabá, especialistas em busca de cadáver, participam da força-tarefa desta terça-feira (23).

No dia 15 de outubro, em uma das buscas efetuadas, a motocicleta da vítima (uma Honda CG 125 Fan, cor vermelha) foi localizada no assentamento Irmã Dorothy, área do município de São José dos Quatro Marcos, local onde Reginaldo foi visto pela última vez.

Leia mais:  DRE recupera veículo roubado durante investigação de combate ao tráfico de drogas

O veículo foi encontrado cerca de 700 metros de onde reside o irmão de Reginaldo.

De acordo com o delegado à frente da investigação, Rafael Mendes Scatolon, existem indícios que, antes do desaparecimento, a vítima teria discutido com os sobrinhos (de 16 e 11 anos de idade) em razão da suspeita de Reginaldo de que eles estivessem praticando furtos no assentamento.

“A Polícia Civil trabalha com a real hipótese de homicídio, tendo como principais suspeitos de autoria os sobrinhos da vítima. Na casa havia uma espingarda calibre .32, que também desapareceu no mesmo dia. Populares relataram ter escutado, por volta das 11h da manhã, dois barulhos combatíveis com disparos de arma de fogo vindo das proximidades da residência”, explica.

A motocicleta apreendida foi encaminhada para a perícia.

A “varredura” realizada em conjunto com o Corpo de Bombeiros da Capital seguirá por todo o dia desta terça-feira (23) objetivando a localização do corpo de Reginaldo.

O inquérito segue em andamento com oitivas e coletas de demais elementos probatórios, incluindo laudos periciais.

Leia mais:  Polícia Civil apreende 17 toneladas de materiais de construção adquiridos com cartões clonados

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Delegados de Mato Grosso ganham o maior salário do Brasil

Publicado

Um levantamento realizado pelo Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp) mostrou que os delegados de Mato Grosso são os que ganham o maior salário da categoria no país. O salário mensal de um delegado da Polícia Civil no estado é de R$ 24,5 mil.

Enquanto o salário dos delegados de Mato Grosso é o maior do país, o vencimento de escrivães e investigadores – as outras carreiras da Polícia Civil-, está bem longe do primeiro lugar.

Para os escrivães, profissionais responsáveis pelo registro de ocorrências e pela documentação das investigações, o salário é de R$ 5,5 mil, o 11º no ranking brasileiro.

Já para os investigadores, policiais que coletam provas sobre os crimes, localizam e interrogam suspeitos e mantém a segurança dos locais de investigação, o vencimento inicial é de R$ 5,5 mil, o 9º maior na comparação com o mesmo cargo em outros estados.

Dados da Polícia Civil mostram que no quarto trimestre de 2020 havia 400 cargos para delegados, porém, 158 estavam vagos. Já para escrivão de polícia, são 1,2 mil vagas, mas só 2.056 ocupados. E para investigador são 4 mil vagas, com 1.944 cargos vagos.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre prisão de autor de feminicídio de empresária em Várzea Grande

Por ser uma carreira típica de Estado, ou seja, que não podem ser substituída por profissional contratado, os cargos da Polícia Civil só podem ser ocupados através de concurso público. No entanto, para conseguir benefícios com o governo federal durante a crise, o Estado se comprometeu a não criar novos gastos até 2022, o que incluem os concursos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana