conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil de Colíder prende em Sinop suspeito de atentar contra vida de concunhado

Publicado

Um homem acusado de homicídio tentado contra o concunhado, teve o mandado de prisão preventiva cumprido, na quinta-feira (14.03), na zona rural de Sinop (500 km ao Norte), durante ação da Delegacia de Polícia Judiciária Civil de Colíder (650 km ao norte).

Evaristo Reber Peter da Rocha, 26, teve a ordem judicial de prisão preventiva decretada por tentativa de homicídio qualificado. O crime ocorreu no mês de julho de 2018, no bairro Celidio Marques, em Colíder, tendo como vítima o concunhado de Evaristo.

A vítima e o suspeito eram casados com duas irmãs, sendo todos moradores de Sinop. Na ocasião, os dois casais estavam em Colíder visitando os pais das esposas, quando houve um desentendimento entre os concunhados.

Durante a discussão, Evaristo efetuou disparos de arma de fogo contra a vítima, que foi atingida na região do abdômen, mão e braço esquerdo. Desde então foragido, o procurado foi abordado pelos policiais civis na quinta-feira (13), na zona rural de Sinop, onde teve o mandado de prisão cumprido.

Leia mais:  Delegacias da Regional de Cuiabá desencadeiam 1.960 ações operacionais

De acordo com o delegado de Colíder, Ruy Guilherme Peral da Silva, em datas anteriores foram cumpridos mandados de busca e apreensão, tanto em Colíder como em Sinop, visando a localização da arma de fogo usada no crime. “A prisão do suspeito é importante, uma vez que fortalece a sensação de segurança local, não deixando impune casos como esse”, destacou o delegado.

Após ter a prisão cumprida, Evaristo foi conduzido para o Presídio Ferrugem permanecendo à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Idoso acusado de aplicar golpes em fraudes de cheques é preso em Barra do Garças

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

Um idoso acusado de aplicar golpes em diversos Estados do País foi preso em flagrante pela Polícia Judiciária Civil, na terça-feira (20.03), em ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Barra do Garças (509 km a Leste). José Oliveira da Silva, 67, foi surpreendido no interior de uma agência bancária da cidade, no momento em que tentava depositar um cheque fraudado no valor de R$ 42.400.

Segundo investigações da Derf Barra do Garças, o suspeito foi preso por diversas vezes pelo crime de estelionato praticados nos Estados do Maranhão, Goiás e Distrito Federal, sendo contumaz na prática delituosa.

Após suspeitar que o cheque era fraudado, o banco acionou os policiais da Derf Barra do Garças, os quais trabalham de forma integrada com as instituições financeiras. O emitente do título creditício disse que o cheque havia sido emitido no valor de R$ 250,00 e foi fraudado, possivelmente utilizando algum tipo de lavagem sofisticada e depois foi preenchido novamente.

Leia mais:  Foragido de Guarantã do Norte e companheira são presos por tráfico de drogas em Matupá

Durante as diligências no local, os investigadores da Derf perceberam a presença de três pessoas do lado de fora da agência, as quais pertenciam a quadrilha do suspeito, e que ao perceberem a presença dos policiais conseguiram fugir. Segundo o delegado, Wilyney Santana Borges Leal, a quadrilha do suspeito é oriunda do Estado de Goiás e Distrito Federal e geralmente age em dois momentos distintos.

Primeiro os integrantes abordam pessoas que estão nas filas das agências bancárias para trocar cheques e acabam trocando o título, ficando assim com a folha. Em um segundo momento, eles fazem a lavagem do preenchimento, alterando o preenchimento para um valor bem maior daquele que constava do cheque.

“No ano de 2011, o suspeito foi preso na cidade de Imperatriz (MA), quando tentava depositar um cheque clonado de uma prefeitura do Estado. Na época à falsificação foi considerada pela polícia como muito sofisticada e quase perfeita”, destacou o delegado

O suspeito foi conduzido a delegacia, onde após ser interrogado, foi autuado em flagrante por estelionato, e em seguida encaminhado para audiência de custódia para deliberação do Judiciário.

Leia mais:  Delegacia da Mulher e Polícia Comunitária realizam atividades pelo fim da violência de gênero

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana