conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil de Cáceres apreende 2 veículos subtraídos de locadoras no Estado de SP

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Dois veículos subtraídos de uma locadora de automóveis no Estado de São Paulo foram recuperados pela Polícia Civil, na quarta-feira (14.08), em Cáceres (228 km a Oeste). Segundo as investigações, os veículos, localizados no pátio de uma empresa de Guincho no município, seriam levados para a Bolívia.

As investigações iniciaram após a equipe da Delegacia Regional de Cáceres receber denúncia de que dois veículos de locadora estavam no pátio da empresa, com possível destino a Bolívia. Os veículos, Ford Ecosport e Chevrolet Cobalt, chegaram a Cáceres no domingo (11), trazidos por outra empresa de guinchos de Corumbá (MS),

Em checagem no sistema, foi verificado que o Ford Ecosport foi alugado na cidade de São José dos Campos (SP) e o pagamento realizado através de um cartão de crédito clonado. O Chevrolet Cobalt saiu de uma locadora na cidade de Guarulhos (SP).

Segundo o dono da empresa de guincho, ele recebeu uma ligação de uma pessoa que se apresentou como responsável pelos carros, que disse que pretendia levar os veículos para cidade de Pontes e Lacerda. O fato levantou suspeitas uma vez que não é um procedimento adotado por empresas de locação.

Leia mais:  Policial Civil cria aplicativo de celular que compartilha localização para garantir segurança dos usuários  

Diante das evidências, os veículos foram apreendidos e levados para Delegacia Regional de Cáceres, sendo a empresa locadora informada sobre o fato. As investigações estão em andamento para identificar possíveis envolvidos no crime.

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Sistema penitenciário possui 91 servidores positivos para Covid-19

Publicado

por

Um novo balanço elaborado em conjunto pela Secretaria de Segurança Pública (Sesp) e a Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária aponta que existem 91 servidores do sistema penitenciários de Mato Grosso contaminados com coronavírus.

Os dados, demonstram que houve um aumento de 30% dos casos em apenas quatro dias. Até o momento foi confirmada uma morte.

Um primeiro balanço atualizado até o dia 30 de junho, apontava que o estado tinha 70 servidores acometidos pela doença.

Quatro dias depois, em 4 de julho, a Sesp divulgou um novo levantamento que apontava mais 21 novos casos. Ou seja, o número de infecções chegou a 91.

A unidade que mais apresentou servidores com Covid-19 é a Penitenciária Central do Estado (PCE), localizada em Cuiabá, com 14 casos. Em segundo lugar vem à unidade de Várzea Grande com 13 e, em seguida, a Cadeia Pública de Alta Floresta (800 km de Cuiabá) com sete.

Em relação aos casos suspeitos, até o dia 30 de junho, haviam 127 casos. Quatro dias depois, o número de servidores que apresentaram os sintomas da doença subiu para 136. Isso quer dizer que houve um aumento de pouco mais de 7%.

Leia mais:  Mais um casal é preso por envolvimento com tráfico de drogas em Várzea Grande

Por outro lado, 170 servidores testaram negativo para a doença. Os dados apresentam um aumento de 29% de redução em relação ao levantamento do mês passado. No fim do mês de junho, 131 servidores, que estavam com suspeitas, não tiveram a doença confirmada.

Por outro lado, 30 servidores foram curados pela doença.

Detentos

Em relação aos detentos, o levantamento aponta que Mato Grosso possui 145 presidiários com Covid-19. A unidade que mais apresenta números é a Cadeia Pública de Alta Floresta com 65 casos, seguida pela Cadeia Pública de Diamantino (200 km de Cuiabá) e Cáceres (240 km a Oeste) com 13.

Ao todo, duas mortes foram registradas. O número de mortes se mostrou inalterado em relação ao último levantamento.

por: Hipernoticia

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana