conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil cumpre mandados contra vereadores de Rondolândia

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Delegacia de Polícia Judiciária Civil cumpriu na tarde de segunda-feira (11.02), dois mandados de prisão preventiva decretados contra vereadores do município de Rondolândia (1600 km a Noroeste). A investigação é do Ministério Público Estadual, por meio da Promotoria de Justiça de Comodoro.

As ordens foram expedidas pelo juiz da comarca de Comodoro contra os vereadores: Diones Miranda Carvalho, Lígia Neiva e Joaquim da Cruz pela prática do chamado “mensalinho”, em ação penal impetrada contra os três legisladores. Dois deles, Lígia Neiva e Joaquim da Cruz, já foram presos. A primeira ontem à noite nas dependências da Câmara Municipal e o segundo se entregou hoje.

O presidente da Câmara Municipal, Diones Miranda Carvalho, está foragido.

O cumprimento dos mandados de prisão preventiva foi efetuado pela Polícia Civil de Comodoro, que se deslocou até Rondolândia, que fica cerca de 500 km da cidade, para dar efetivo cumprimento as ordens judiciais.

O delegado de polícia Gilson Silveira, disse que o presidente da casa legislativa, é considerado foragido, pois ao ter percebido a aproximação dos policiais civis fugiu do local e não foi localizado até esta manhã em nenhum ponto do município.

Leia mais:  Cadeiras são doadas para policiais civis do CIOSP

“Ambos serão apresentados ao Poder Judiciário da Comarca de Comodoro para audiência de custódia. Já o terceiro parlamentar, que estava como presidente da Câmara dos Vereadores é procurado”, disse o delegado. 

 Veja detalhes na reportagem do MP

Justiça manda prender 3 vereadores, afastar prefeito e legisladores do cargo e bloquear bens

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Polícia Civil prende suspeito de matar com golpe de faca mulher em Confresa

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

O homem que matou a ex-mulher, Daiane Oliveira Barbosa, 30, por não aceitar o fim do relacionamento, foi preso na cidade de Santa Terezinha (1.312 km a Nordeste), pela Polícia Civil, no último sábado (20.07). O suspeito  Gideon Silva de Moraes, 25 anos, estava com mandado de prisão temporária (30 dias) decretado pela Justiça de Confresa (1160 km a Nordeste), local do crime.  O suspeito responderá por feminicídio. 

Após o crime, o suspeito ficou escondido em uma comunidade rural, a 40 km da zona urbana do município de Santa Terezinha, mas acabou descoberto e quase foi linchado por populares, que acionaram a Polícia Civil para sua condução. O preso foi encontrado com vários hematomas decorrente de agressões praticadas por populares e amarrado com uma corda.

O delegado de Confresa, Allan Vitor Sousa da Mata, informou que o preso foi levado para Delegacia e confessou a autoria do crime, dando detalhes da morte motivada por ciúmes e por não aceitar o fim do relacionamento.

Vitima e suspeito tinham um relacionamento amoroso e haviam terminado há cerca de uma semana. Ela era ameaçada e agredida pelo companheiro, segundo informações de seus familiares, que narram também que ela era mantida frequentemente em cárcere privado enquanto morava com o suspeito.

Leia mais:  Polícia Civil investiga homicídio de 4 jovens em Arenápolis

Dias antes, a vítima tinha comparecido na Delegacia para pedir apoio na retirada de pertences, mas desistiu de registrar o boletim de ocorrência e pedir medidas protetivas.

A faca usada no crime foi encontrada próximo ao muro lateral da casa da vítima. O objeto estava com manchas de sangue e foi encaminhado à perícia na Politec.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana