conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil apreende 25 quilos de entorpecentes

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Cerca de 25 quilos de maconha foram apreendidos em investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Sinop (500 km ao Norte), na tarde desta quinta-feira (18.10). A ação resultou na prisão de um jovem de 21 anos, que foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e corrupção de menores.

Com o jovem Matheus Gonçalves Borges Severino, 21 anos, além dos tabletes de maconha, 40 pedaços da mesma substância, uma pistola modelo 6.35, uma munição  9 mm, duas balanças de precisão, R$ 230,00, e um Fiat Uno, que também foi apreendido por está em uso do tráfico.  

Segundo a denúncia, o jovem usaria um ponto de venda açaí, em Sinop, para comercializar drogas entorpecentes na cidade, para arrecadação de dinheiro direcionado a uma facção criminosa.

Em monitoramento, os policiais descobriram que ele vendia droga a mando de um detento de Cuiabá e que nesta quinta-feira (18) iria fazer uma entrega em um bairro de Sinop, local em que os policiais montaram campana  e flagraram o suspeito no momento que ele chegou no  veículo Fiat Uno e foi abordado.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre prisão de autor de homicídio em Barra do Bugres

Dentro do carro os policiais encontraram a pistola de cor prata, ao lado do banco do motorista, os tabletes de maconha e  uma munição de calibre 9mm. O suspeito relatou que o veículo seria de um “amigo”, que é menor de idade e costumava emprestar o carro para fazer a entrega de drogas.

Na casa desse menor foram encontrados porções de drogas embaladas, duas balanças de precisão. O menor também responderá por tráfico. 

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Delegados de Mato Grosso ganham o maior salário do Brasil

Publicado

Um levantamento realizado pelo Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp) mostrou que os delegados de Mato Grosso são os que ganham o maior salário da categoria no país. O salário mensal de um delegado da Polícia Civil no estado é de R$ 24,5 mil.

Enquanto o salário dos delegados de Mato Grosso é o maior do país, o vencimento de escrivães e investigadores – as outras carreiras da Polícia Civil-, está bem longe do primeiro lugar.

Para os escrivães, profissionais responsáveis pelo registro de ocorrências e pela documentação das investigações, o salário é de R$ 5,5 mil, o 11º no ranking brasileiro.

Já para os investigadores, policiais que coletam provas sobre os crimes, localizam e interrogam suspeitos e mantém a segurança dos locais de investigação, o vencimento inicial é de R$ 5,5 mil, o 9º maior na comparação com o mesmo cargo em outros estados.

Dados da Polícia Civil mostram que no quarto trimestre de 2020 havia 400 cargos para delegados, porém, 158 estavam vagos. Já para escrivão de polícia, são 1,2 mil vagas, mas só 2.056 ocupados. E para investigador são 4 mil vagas, com 1.944 cargos vagos.

Leia mais:  Polícia Civil participa de evento sobre segurança e repressão a roubo de cargas

Por ser uma carreira típica de Estado, ou seja, que não podem ser substituída por profissional contratado, os cargos da Polícia Civil só podem ser ocupados através de concurso público. No entanto, para conseguir benefícios com o governo federal durante a crise, o Estado se comprometeu a não criar novos gastos até 2022, o que incluem os concursos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana