conecte-se conosco


Mato Grosso

PM recaptura foragidos da justiça em quatro cidades do Estado

Publicado

Cinco pessoas foragidas da justiça foram recapturadas pela Polícia Militar em ações de patrulhamento e abordagens de rotina, nesta segunda e terça-feira (25 e 26.03), em Cuiabá, Várzea Grande, Barra do Garças e Torixoréu.

Policiais da 15º Companhia de Força Tática da Policia Militar de Várzea Grande recapturaram D. C. C., (31), no Bairro Hélio Ponce. No momento da abordagem, o suspeito fazia uso de tornozeleira eletrônica. Condenado há mais de sete anos de prisão em regime fechado pelo crime de roubo, os policiais constataram na abordagem o mandado de prisão em aberto, expedido no último dia 20 de março pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

No centro de Cuiabá, a equipe de policiais militares da Cavalaria recapturou J. H, no Beco do Candeeiro. O foragido transitava no local, no momento de uma abordagem de rotina. O mandado em aberto é referente a uma prisão preventiva.

Ainda na capital, policiais do 24º BPM prenderam E.A.C., na Rua 51, segunda etapa do bairro Pedra 90. Foragido da justiça, o suspeito foi condenado a cinco anos de reclusão em regime semi-aberto pelo crime de tráfico de drogas.

Leia mais:  Novo presidente do Indea destaca desafios durante reunião com equipe

Em Pontal do Araguaia (a 512 quilômetros de Cuiabá), policiais do 2º BPM de Barra do Garças recapturaram S. A.O., (59). A polícia constatou a existência de um mandado de prisão em aberto, emitido pela comarca de Barra do Garças, pelos crimes de furto e receptação.

Ainda na região, na cidade de Torixoréu, foi apreendido D.A.S., (17), e em seu nome havia um mandado de busca e apreensão expedido pela Comarca de Barra do Garças, por roubo em uma fazenda.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Escola Especial de Cuiabá confecciona materiais didáticos de baixo custo

Publicado

por

A Escola Estadual Especial Raio de Sol, localizada em Cuiabá, realiza uma oficina de criação de materiais didáticos adaptados com parâmetros da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).  O foco da oficina é criar e produzir materiais didáticos adaptados que possibilitem as práticas pedagógicas, para que todos os alunos tenham acesso ao currículo e também para que seja possível realizar intervenções adequadas às necessidades dos estudantes.  

A escola atende exclusivamente alunos com vários tipos de deficiências. O curso terá sua última etapa na terça-feira (27.08).

Segundo a diretora, Leila Bacani Barbosa, desde o início do ano letivo de 2019 os professores vêm fazendo avaliações dos seus alunos para ter clareza da necessidade de cada um. E com isso, é possível definir as estratégias de ensino, bem como os materiais didáticos necessários que facilitarão o processo de desenvolvimento global de cada um.

“A proposta é utilizar tecnologia assistiva de baixo custo, ou seja, utilizar os materiais que existem na escola, sem a necessidade de grande investimento de recurso financeiro. Estas tecnologias estão sendo confeccionadas pelos professores, atendendo as necessidades apresentadas pelos alunos”, destaca.

Leia mais:  Curso de Jornalismo participa do mais tradicional Congresso Científico da área em Goiânia

Os professores elogiaram o curso, pois conseguiram jogos que serão utilizados pelos alunos. Uma das mais entusiasmada é a professora Andréia Maria, do Projeto Práticas Desportivas.

“Construí o jogo de vai e vem com garrafa pet e fio de nylon. A ideia é fazer um jogo que todos participem e que seja prazeroso. Ele foi concluído com sucesso, pois todos os alunos, incluindo os cadeirantes gostaram porque é fácil de manusear”.

No entendimento da professora Iraci Torquato, a oficina está sendo fundamental para que todo o corpo docente tenha melhores condições de trabalho em sala de aula, pois uma vez que o professor conhece a deficiência de cada estudante e nem sempre tem um material que corresponde ao que necessita para o trabalho.

“Pensamos naquilo que vem ao encontro das necessidades do aluno para que ele possa progredir. Esses materiais didáticos vão enriquecer nossas aulas”, ressalta.

A professora Célia Martins acredita que os materiais são imprescindíveis para avançar no processo do ensino-aprendizagem. “Nossos alunos gostaram, se sentem úteis e mais inclusos quando participam dessas atividades”, comemora.

Leia mais:  Governo publica Lei que reinstitui benefícios fiscais e comemora uma nova era em Mato Grosso

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana