conecte-se conosco


Mato Grosso

PM prende quatro suspeitos de roubo em residência de empresários de Arenápolis

Publicado

Na cidade de Denise (227 km de Cuiabá), policiais militares prenderam  quatro suspeitos, entre eles a mãe, o filho e um sobrinho pelo roubo ocorrido na residência de um casal de empresários na cidade de Arenápolis.

Diego Roberto Silva Ruiz, 30, F.X.S., 22, o adolescente K.P.A., 17, e M.A.X.A., 36, mãe de F. e tia do menor, foram presos. Diego, o primeiro a ser abordado, inicialmente negou, mas depois que os policiais apontaram a moto dele na cena do crime, conforme registro da PM, assumiu a autoria. Ele disse que o roubo foi praticado a mando de um presidiário da cadeia de Barra do Bugres. Também revelou a identidade do mandante, que está sendo mantida em sigilo para investigações.

Fladimir e a mãe foram detidos por desacato e obstrução do trabalho policial. O adolescente, que se entregou horas de buscas na casa onde mora com a tia, disse que ficou com R$ 5 mil do roubo e que deu parte do dinheiro para a tia pagar o aluguel da casa. Com o restante, ele comprou roupas, calçados e outros produtos. Parte do dinheiro e produtos adquiridos foram recuperados.

Leia mais:  Contribuintes têm até março para protocolar recurso na Sefaz

Conforme relato do adolescente aos policiais, o quinto suspeito, Natan Alves Botelho, que está foragido, ficou com a maior parte do dinheiro e teria usado para comprar um carro, duas motocicletas e duas armas.

Natan fugiu depois de um confronto com policiais. A equipe do Núcleo da PM de Denise foi recebida à bala quando chegava na casa onde ele estava, e onde a mulher e o filho foram presos. Natan saiu em alta velocidade atirando contra a guarnição policial enquanto pilotava uma motocicleta 300 cilindradas. Os policiais revidaram e até o perseguiram por algumas ruas, mas ele conseguiu fugir.

A PM continua fazendo diligências na tentativa de prender o suspeito, mas a continuidade das investigações está sob a responsabilidade da Delegacia de Barra dos Bugres.

O ROUBO

As vítimas, de 70 e 71 anos, foram rendidas por dois homens encapuzados por volta das 5h da manhã de terça-feira (08), ao abrir a porta da cozinha para verificar porque os cachorros estavam agitados latindo. O empresário, de 71 anos, tentou reagir, mas acabou agredido com uma coronhada na cabeça e uma facada na mão. Roubaram da família cerca de R$ 40 mil.   

Leia mais:  Integrantes de facção criminosa são presos com maconha, arma e munições de uso restrito

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Estudantes da Escola Técnica de Lucas do Rio Verde criam projeto para descarte de resíduos sólidos

Publicado

por

Nas últimas décadas, os resíduos de construção e de demolição estão se tornando um dos principais agentes para a poluição ambiental. Pensado nisso, os estudantes do curso técnico em Edificações da Escola Técnica de Lucas do Rio Verde estão desenvolvendo um projeto de separação e destinação correta dos resíduos sólidos da construção civil.

A professora responsável pela disciplina Gestão de Resíduos, Fernanda Rosa explica que o projeto promove a prevenção qualitativa, com a escolha de materiais duráveis ou que possibilitem seu reaproveitamento ou reciclagem. Além disso, ela orienta as empresas para a mudança de hábitos e atitudes diante dos problemas ambientais, estimulando a busca por soluções. “Achamos viável fazer um projeto que oferecesse soluções para o problema dos resíduos sólidos gerados pela construção civil”, afirma.

O projeto começou em fevereiro deste ano e funciona duas vezes por semana. “São pequenas ações que podem fazer a diferença para o nosso planeta”, lembra o aluno Jonilson Dias.

Fernanda conta que os alunos estão construindo maquetes em sala de aula, colocando em prática o que aprendem na teoria. “Diante deste cenário, a viabilização da reciclagem dos resíduos sólidos é imprescindível. A coleta seletiva é um processo que envolve mudança de valores e atitudes, e que, para dar certo, precisa que o cidadão e as empresas estejam conscientes de sua importância”.

Leia mais:  Sine em MT disponibiliza mais mil vagas de emprego

De acordo com ela, o produto reciclado não pode ser usado na estrutura de prédios, mas são perfeitos para casas, pisos, ruas e estradas: “Tudo o que eu posso fazer com material natural eu posso fazer com material reciclado desde que ele seja devidamente trabalhado, estudado para que a gente faça uma dosagem perfeita pra que esse uso seja semelhante”.

O diretor da Escola Técnica, José Mainardi explica que os trabalhos relacionados à preservação do meio ambiente são de suma importância para educar as novas gerações sobre a necessidade do cuidado com o planeta. “Nossa intenção é formar multiplicadores. Eles aprendem e repassam para os outros profissionais. A intenção é que esse público acabe com velhas práticas, que terminam por danificar o meio ambiente”.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Resíduos da Construção Civil (Abrecon), o Brasil tem 310 usinas de reciclagem. Há espaço para muito mais. “Somente 36% dos municípios têm um plano efetivo, tem previsto o uso preferencial do agregado, esse é um dos grandes gargalos que a usina tem”, diz Hewerton Bartoli, presidente da Abrecon.

Leia mais:  Integrantes de facção criminosa são presos com maconha, arma e munições de uso restrito

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana