conecte-se conosco


Cidades

Pinheiro encaminha Plano de Cargo e Carreira dos Profissionais de Educação à Câmara Municipal de Cuiabá

Publicado

O prefeito Emanuel Pinheiro enviou à Câmara Municipal de Cuiabá a mensagem com a proposta de Lei Complementar que dispõe sobre o Plano de Carreira dos Profissionais da Educação da Rede Municipal de Ensino de Cuiabá. Na mensagem, Emanuel Pinheiro pede que o legislativo municipal analise o documento em caráter de urgência.

A revisão da Lei Orgânica dos Profissionais da Educação levou oito anos. Ao assumir a prefeitura de Cuiabá, Emanuel Pinheiro fez um compromisso com a categoria e, com a participação de representantes do Sindicato, do Conselho Municipal de Educação e da Secretaria de Educação, deu andamento às discussões que resultaram na proposta atual.

A última revisão da Lei Orgânica aconteceu há oito anos e o prefeito Emanuel Pinheiro, de forma inédita, reabriu as discussões e convidou representantes de todos os segmentos para sentarem à mesa. O resultado é uma Lei que traz avanços significativos, e um exemplo para todo o país, de valorização e respeito ao profissional.

Leia mais:  Assistência Social fecha 2019 com saldo positivo das ações e mais de 100 mil atendimentos

Cuiabá será uma das poucas capitais brasileiras onde o profissional terá o seu tempo disponível valorizado. A partir da aprovação do novo PCCS passará a trabalhar 23h sendo 16 delas em sala de aula e 7 dedicadas à formação.

Em relação aos técnicos de nível médio com formação superior passarão a receber salários correspondentes aos de nivel  superior além de outros benefícios, que vão garantir aos profissionais ganhos reais com investimentos de mais de R$ 150 milhões nos próximos 5 anos.

“A Educação é um dos principais problemas que o Brasil enfrenta e também o mais complexo, mas tenho a plena convicção de que ao valorizar nossos profissionais, daremos um grande passo na busca por um ensino qualificado, inclusivo e humanizado”, destacou Emanuel Pinheiro.

 

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Criança é internada na UTI após médico dizer que falta de ar e tosse era virose

Publicado

por

Prefeitura admitiu o erro médico e informou que a criança teve infecção no ouvido que se agravou para pneumonia

Uma menina de 5 anos, moradora de Várzea Grande, teve o quadro de pneumonia agravado após não ter recebido o diagnóstico correto quando foi levada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Cristo Rei na última semana.O pai da criança

conta que na sexta-feira (20), levou a criança à UPA para realizar uma consulta após tossir muito e sentir falta de ar. No entanto, o médico constatou, após consulta, que era ‘virose’ e receitou alguns medicamentos.

No entanto, o pai conta que durante o final de semana a menina continuou tossindo muito e, por isso, decidiu retornar ao médico. Ele comenta que sua filha só passou pela triagem e que não foi encaminhada ao atendimento médico por do atendimento de casos suspeitos de coronavírus.

Uma funcionária da unidade de saúde recomendou ao pai da menina que levasse ela na terça-feira para um postinho ou em uma Policlínica. Ele conta que levou a criança em duas Policlínicas, mas não conseguiu que fosse atendida porque não tinha médicos.

Leia mais:  Cuiabá adquire plataforma interativa e multidisciplinar para auxiliar aprendizagem dos alunos

Então, ele decidiu retornar para UPA do Cristo Rei e conversou com uma funcionária da área de triagem que pediu que ele levasse a menina na unidade. Desta vez, ele relata que a criança conseguiu atendimento e o médico pediu que ela fosse internada.

O pai conta que mais tarde a criança foi encaminhada para o Pronto Socorro com água no pulmão.

“Porque na sexta-feira o médico não fez um exame de sangue. Agora, minha guria esta intubada na UTI do Pronto Socorro de Várzea Grande”.

A Secretaria de Comunicação da prefeitura disse que houve um erro por parte da equipe da enfermagem durante a triagem na UPA do Cristo Rei e, por isso, uma investigação será feita para descobrir quem cometeu a falha.

A pasta ressaltou que a criança esta intenada na UTI do Pronto Socorro após uma infecção no ouvido ter avançado e provocado uma pneumonia.

Por: RepórterMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana