conecte-se conosco


Carros e Motos

Peugeot deixa de trazer os modelos 308 e 408 da Argentina para o Brasil

Publicado


Peugeot 308 feito na Argentina será encontrado novo no Brasil apenas enquanto durarem os estoques
Divulgação

Peugeot 308 feito na Argentina será encontrado novo no Brasil apenas enquanto durarem os estoques

Os modelos Peugeot 308 e 408 serão vendidos no mercado brasileiro apenas enquanto durarem os estoques nas concessionárias. A decisão de deixar de trazer ambos os carros da Argentina deve-se à queda nas vendas no segmento de hatches e sedãs médios. 

LEIA MAIS: Peugeot RCZ e 308 CC saem de linha no Brasil. Saiba mais detalhes

Em Peugeot 308 e 408,  o único modelo da marca francesa que seguirá da Argentina para o Brasil será o furgão compacto Partner, que vem com painel digital na linha 2019 e motor 1.6 flex. Além dele, a gama da marca no mercado brasileiro terá apenas o hatch compacto 208 e os SUVs 2008, 3008 e 5008. 

De acordo com os números da Fenebrave (Federação dos Distribuidores de Veículos), a Peugeot vendeu apenas 789 unidades do sedã 408 no Brasil em 2018 e 434 unidades do 308. Entretanto, a marca garante que os clientes destes modelos seguirão recebendo atenção nos serviços de pós-venda e serão mantidas as reposicões de peças.

Leia mais:  Veja 5 carros que pertenceram ao heptacampeão Michael Schumacher

 Peugeot não está sozinha


Renault Fluence deixou de ser vendido no Brasil, assim como acaba de acontecer com o Peugeot 308
Divulgação

Renault Fluence deixou de ser vendido no Brasil, assim como acaba de acontecer com o Peugeot 308

 Com as baixas vendas de hatches e sedãs médios no Brasil outras marcas instaladas na Argentina deixaram ou já estão decididas a deixar de enviar carros destes segmentos ao Brasil. Está certo que a Ford não vai mais produzir o Focus no país vizinho a partir de maio próximo, o que chegou a ser anunciado oficialmente pela marca, que não venderá nem a versão hatch nem a sedã. 

LEIA MAIS: Os 5 carros mais caros de consertar, de acordo com o CESVl

A Renault também deixou de trazer o sedã médio Fluence ao Brasil e vai investir em um novo SUV, o Arkana, com ares de cupê , assim como o novo utilitário esportivo que a Fiat vai começar a vender a partir de 2021 baseado no protótipo Fastback, mostrado no Salão do Automóvel, no São Paulo Expo, em novembro último.

Atualmente, ainda de acordo com os dados fornecidos pela Fenabrave, o segmento de hatches médios representam apenas 0,75% das vendas de automóveis e comerciais leves no Brasil hoje em dia. E o de sedãs médios fica com meros 6,2%, ante 30% de hatches pequenos e 24,3% dos SUV no geral.

Leia mais:  Hyundai Creta Sport: versão esportiva agrada pela relação custo e benefício

LEIA MAIS: Peugeot 2008 Style é lançado por R$ 82.990, com detalhes exclusivos

O Peugeot 308 vendido no Brasil já estava desfasado em relação ao vendido na Europa. Trata-se apenas de uma renovação do antigo 307. No mercado europeu, o hatch médio é feito sobre a plataforma EMP2, mais moderna que a do modelo que acaba de ter encerrada a importação da Argentina para o mercado brasileiro. O novo 308 chegou, inclusive, a ser eleito Carro do Ano da Europa, em 2014. 

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Mercedes-Benz entra na Fórmula E com desejo de repetir sucesso da Fórmula 1

Publicado

por

source
Mercedes-Benz arrow-options
Divulgação

Com 125 anos no automobilismo, além do sucesso na Fórmula 1, Mercedes revela o monoposto EQ na Fórmula E

Depois de dominar a Fórmula 1 nos últimos anos, a Mercedes-Benz quer ir com tudo para a categoria dos elétricos. Ela participa agora da Fórmula E, com equipe de oficial de fábrica, após um ano de experiência como fornecedora de motor para a equipe Venturi. Para estrear fazendo barulho, a montadora chegou, inclusive, a sugerir que o campeão mundial de F1, Lewis Hamilton, fizesse uma temporada na Fórmula E – o piloto inglês não aceitou.

LEIA MAIS: Ford vs Ferrari: uma história além das pistas

Enquanto domina a Fórmula 1 , o interesse dos alemães em corrida de carros elétricos vai funcionar como uma boa ação de marketing. A expectativa da empresa é que os veículos elétricos correspondam por até 25% das suas vendas até 2025.

Mercedes arrow-options
Divulgação

A Fórmula E é considerada pela Mercedes-Benz com uma boa plataforma de marketing para o projeto ‘e-next generation’

A Daimler, companhia proprietária das marcas Mercedes, Smart, AMG e Maybach, está investindo cerca de 10 bilhões de euros para o desenvolvimento de carros elétricos. Recentemente, a empresa confirmou que está suspendendo o desenvolvimento de motores a combustão da marca por tempo indeterminado.

A Mercedes-Benz vai lançar uma nova família de carros elétricos na sua futura linha, a “e-next generation”. Segundo informações prévias, alguns dos modelos teriam autonomia média de 500 km e aceleração de 0 a 100 km/h abaixo dos 5 segundos.

Porsche Taycan arrow-options
Newspress

A Porsche está lançando o esportivo Taycan e aproveitará as corridas da Fórmula E para a propaganda

Leia mais:  Veja 5 carros que pertenceram ao heptacampeão Michael Schumacher

Não se trata da única montadora da Alemanha a ingressar na Fórmula E visando a propaganda de seus veículos. A Porsche está lançando o Taycan, um esportivo totalmente elétrico e a corrida é importante para divulgar a tecnologia.

A marca planejava uma entrada há um tempo e finalmente chegou a hora. Em 2017, a Porsche anunciou que iria encerrar sua presença na corrida de Le Mans para se dedicar ao desenvolvimento da Fórmula E. Uma grande surpresa, considerando que a Porsche venceu três corridas consecutivas de 24 Horas de Le Mans.

LEIA MAIS: SUVs elétricos: Veja a nova safra que vem aí, com modelos de grife

Mercedes-Benz e Porsche têm grande tradição no automobilismo. Elas estão chegando na Fórmula E, entrando na disputa com 12 equipes e 24 carros. Mais do que em qualquer outra categoria do automobilismo, há vários fabricantes e os principais são Audi, BMW, DS [Peugeot / Citröen], Jaguar, Mahindra e Nissan, além de equipes independentes.

Temporada 2019-2020

Porsche arrow-options
Divulgação

A Porsche fez sua estreia na Fórmula E com um bom segundo lugar na Arábia Saudita

Leia mais:  Mitsubishi antecipa detalhes da linha 2020 do ASX com novo visual

Certamente, essa categoria é um grande laboratório para o desenvolvimento de veículos movidos a eletricidade, assim como já aconteceu na Fórmula 1 para os carros movidos por combustão. Além disso, as corridas são emocionantes e a temporada 2020 promete ser uma das melhores para assistir .

No dia 22/11 foi realizada a 1ª etapa da temporada da Fórmula-E 2019/2020, na Arábia Saudita. As equipes estreantes na categoria já demonstraram que vierem para disputar o título. A Porsche ficou com um bom segundo lugar e a Mercedes fechou o pódio em terceiro. A vitória foi da experiente equipe da Audi.

Audi arrow-options
Divulgação

A primeira etapa da temporada 2019-2020 da Fórmula E, vencida pela Audi, mostrou a força das equipes de fábrica

Da mesma forma que seus concorrentes, a marca participa da Fórmula E divulgando o seu modelo e-Tron. Os pilotos brasileiros que estão na Fórmula E não foram bem na corrida de estreia. Felipe Massa terminou em décimo segundo e Lucas Di Grassi na décima terceira posição.

LEIA MAIS: Ford Mustang Lithium, Chevy E-10 e Bronco R querem dar alma aos eletrificados

O Campeonato de Fórmula E é a sexta temporada reconhecida pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) como categoria de competição de monopostos elétricos. O calendário de 2019/20 é composto por 14 corridas em 12 cidades de quatro continentes.

Seul e Londres são as novidades do calendário. Na América do Sul, o Chile é o único país a ter uma prova da Fórmula E , mas ainda depende da homologação do circuito. Apesar de sediar a Fórmula 1 , o Brasil segue de fora do calendário do campeonato. Mas poderia ser uma opção caso a prova chilena não aconteça por motivos políticos e sociais.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana