conecte-se conosco


Saúde

Pedro Bial fala sobre depressão em nova temporada de “Quebrando o Tabu”

Publicado

source

Pedro Bial foi um dos convidados na nova temporada de “Quebrando o Tabu”, que estreou na última segunda-feira (05) no GNT. A atraçaõ, que teve início como uma página no Facebook, hoje reúne 14 milhões de seguidores em suas redes. Com isso, eles usaram essas ferramentas para pedir aos seguidores que propusessem temas para o novo ano.

Leia também: Pedro Bial dá selinho em Pabllo Vittar e dispara: “Estou meio Hebe hoje”

pedro bial é entrevistado
Divulgação/GNT

Pedro Bial é um dos entrevistados da nova temporada do GNT e falou sobre depressão no programa de estreia

Dentre as opções sugeridas, foram selecionados os assuntos: depressão, masculinidade, adoção, religião e política, drogas, privilégios, liberdade de expressão e discurso de ódio, e humanos versus robôs. A saúde mental foi debatida logo no primeiro episódio, que contou com Pedro Bial falando sobre sua relação com a doença.

“Chame de doença mental, chame de sofrimento psíquico, chame de patologia psicólogica/psiquiátrica, chame como quiser, mas a reconheça como um joelho quebrado, uma dor de barriga”, falou o jornalista, que afirmou ter sofrido de depressão por volta dos 40 anos.

Leia mais:  Dia Nacional do Doador Voluntário será comemorado no MT Hemocentro em Cuiabá.

Leia também: Jornalista do SBT sobre liberdade de imprensa: “Momento muito difícil”

O rapper Baco Exú do Blues também falou sobre depressão e sua relação com raça: Baco Exu do Blues fala sobre a problemática negra: “Eu tenho uma teoria de que todo negro sofre depressão, grandes traumas, indignação. Existe um discurso de que a problemática negra é só financeira. Não, é mental. Financeira, também”, refletiu.

Leia também: Ao falar de refugiados, Pedro Bial defende política migratória brasileira

Além de Pedro Bial e Baco, a nova temporada de “ Quebrando o Tabu ”, com oito episódios, promete elevar o nível do debate com análises profundas e racionais dos assuntos escolhidos. O ator americano Terry Crews, o escritor Andrew Solomon, de “O Demônio do Meio Dia”, finalista do Prêmio Pulitzer, o jornalista Glenn Greenwald e a deputada federal Tabata Amaral, são alguns dos nomes que participarão da série.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
publicidade

Saúde

Dia Nacional de Prevenção da Morte súbita é celebrada no dia 12 de novembro

Publicado

por

No dia 12 de novembro é o Dia Nacional da Morte Súbita. Em todo o Brasil a Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (Sobrac) realiza a campanha ‘Coração na Batida Certa’ que tem como missão divulgar e alertar a população leiga e profissional sobre os principais sintomas de uma arritmia cardíaca, doença que acomete mais de 20 milhões de brasileiros e é responsável pela morte súbita de mais de 320 mil pessoas todos os anos.

Aqui em Cuiabá a data será celebrada pela Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (Sobrac) no Hospital Geral Universitário(HGU) com estudantes e residentes de cardiologia que estarão passando informações para a população como alerta para se evitar mortes súbitas causadas por doenças cardiológicas.

Este ano o ‘garoto propaganda’ da campanha é o cantor sertanejo Sérgio Reis que lembra a arritimia pode acontecer com todas as idades e alerta que qualquer alteração como ‘batedeira’ no ritmo do coração deve-se procurar o cardiologista imediatamente para evitar mortes por paradas cardíacas.

“A morte súbita é definida como a que  ocorre seguida a uma parada cardíaca súbita em pacientes com previamente conhecida doença cardíaca ou não detectada, cujo modo e o tempo da morte são inesperados”, explica o cardiologia da Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (Sobrac) Júlio César Oliveira.

Leia mais:  Obras do novo Pronto Socorro entusiasma ministro Carlos Marun, que reafirma compromisso dos R$ 100 milhões

Geralmente a definição temporal seria de até 01 hora entre o início dos sintomas e a perda da consciência. Cerca de 50% das mortes de causa cardiovasculares são súbitas.

A incidência, ou seja, o número de casos de morte súbita anual, são estimados, e geralmente derivados de estatísticas americanas, cuja,  idade é de importância fundamental.

A presença de doenças cardíacas principalmente de caráter hereditário pode na população de 0-30 anos elevar a incidência para 0,1% ao ano. E na população adulta acima de 30 anos com doença cardíaca a incidência pode variar 5-25% ao ano.

Uma das maneiras de se prevenir a morte súbita é adquirir hábitos de vida saudáveis como:

  1. a)Alimentação balanceada, rica em fibras, frutas e redução de gorduras e carboidratos;
  2. b) atividade física orientada;
  3. c) não ingerir ou exceder no consumo de bebidas alcoólicas;
  4. d) não fumar;
  5. e) melhorar o controle da saúde emocional.

Os mais pré-dispostos a riscos são os que têm histórico de morte súbita em familiar de primeiro grau, jovem, abaixo de 30 anos com doenças arritmogênicas congênitas e pessoas que tenham obesidade, diabetes, hipertensão arterial, colesterol elevado. O controle adequado destes fatores de riscos cardiovasculares é fundamental para preveni-la, por isso é importante um acompanhamento com cardiologistas.

Leia mais:  Médicos do HR de Rondonópolis decidem paralisar atendimentos; Olhe vídeo

O QUE? DIA NACIONAL DE PREVENÇÃO A MORTE SÚBITA

ONDE? HOSPITAL GERAL UNIVERSITÁRIO

QUANDO? DIAS 12 DAS 8 ÀS 12H

Por: Roberta de Cássia/ Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana