conecte-se conosco


Brasil / Mundo

Paul Milgrom e Robert Wilson ganham Nobel de Economia 2020

Publicado

Economistas norte-americanos receberam o prêmio por seus trabalhos em novos formatos de leilões; cerimônias de entrega dos prêmios serão virtuais neste ano.

Os norte-americanos Paul R. Milgrom, de 72 anos, e Robert B. Wilson, de 83 anos, professores na Universidade Stanford, foram premiados nesta segunda-feira (12) com o Nobel de Economia por seus trabalhos na melhoria da teoria e invenções de novos formatos de leilões.

“Os vencedores deste ano estudaram como funcionam os leilões. Eles também usaram seus insights para criar um novo leilão e formatos para bens e serviços que são difíceis de vender de uma forma tradicional, como frequências de rádio. Suas descobertas beneficiaram vendedores, compradores e contribuintes de todo o mundo. Os leilões estão por toda a parte e afetam o nosso dia a dia”, disse a Real Academia de Ciências da Suécia.

Uma das descobertas de Milfrom e Wilson é que a oferta feita de forma racional tende a ser abaixo da melhor estimativa sobre o valor comum por causa da preocupação com a chamada “maldição do vencedor”, ou seja, pagar em excesso e, por isso, ter prejuízo.

Leia mais:  PRF mantém reforço concentrado para Operação Ano Novo

Além disso, ambos criaram o conceito de venda de licenças de frequência de telecomunicações nos EUA e trabalharam nos mecanismos de alocação de slots de pouso em aeroportos.

Os vencedores vão dividir o prêmio de 10 milhões de coroas suecas (cerca de R$ 6,3 milhões).

A modalidade de leilões ganhou impulso na internet tanto em sites de compra e venda como em transações financeiras, disse Wilson após receber o prêmio.

Robert Wilson contou que recentemente comprou em um leilão um par de botas de sky e afirmou que guardará o prêmio recebido para a família, já que, com a pandemia, “não há muito o que fazer, não se pode viajar”.

Entrega de prêmio virtual

Neste ano, a entrega dos prêmios – marcada para 10 de dezembro, aniversário de morte de Alfred Nobel – será inteiramente virtual por conta da pandemia do novo coronavírus. A cerimônia reúne os vencedores que apresentam suas pesquisas ao público.

É a primeira vez que a cerimônia de premiação dos ganhadores do Nobel de Física, Química, Medicina, Literatura e Economia não acontece em Estocolmo, desde 1944. Já o prêmio da Paz, tradicionalmente entregue em Oslo, deve acontecer em uma cerimônia fechada.

Leia mais:  Dólar dispara e fecha acima de R$ 5,70 pela 1ª vez, em dia de decisão do Copom
Academia sueca anuncia Nobel de Economia 2020 para Paul Milgrom e Robert Wilson (na projeção) — Foto: Anders Wiklund/TT/AP

O prêmio

O prêmio de Economia, oficialmente chamado de “Prêmio do Banco da Suécia em Ciências Econômicas em memória de Alfred Nobel”, foi criado em 1968. A homenagem não fazia parte do grupo original de cinco prêmios estabelecidos pelo testamento do industrialista sueco Alfred Nobel, criador da dinamite. Os outros prêmios Nobel (Medicina, Física, Química, Literatura e Paz) foram entregues pela primeira vez em 1901.

O Nobel de Economia é o último concedido este ano. Os prêmios de Medicina, Física, Química, Literatura e Paz foram anunciados na semana passada.

Comentários Facebook
publicidade

Brasil / Mundo

Cartórios já podem autenticar documentos por meio digital

Publicado

Os cartórios brasileiros já podem autenticar documentos por meio eletrônico. O novo serviço possibilitará a certificação de cópias de forma online pelo site

A novidade vem para complementar a digitalização de outros serviços que já estavam sendo prestados na plataforma de atos notoriais eletrônicos chamada e-Notoriado. Entre eles, assinaturas digitais de escrituras, procurações por videoconferência, atas notariais e testamentos, bem como separações e divórcios extrajudiciais.

Segundo o Colégio Notarial do Brasil (CNB), órgão responsável por gerir o módulo da Central Notarial de Autenticação Digital (Cenad), o novo recurso permite “a materialização e a desmaterialização” de autenticações em diferentes cartórios. Dessa forma, torna mais rápido o envio do documento certificado para pessoas ou órgãos, além de verificar de forma segura a autenticidade do arquivo digital.

A Cenad foi é o único meio nacional válido para a autenticação digital de documentos. Para tanto, será necessária a apresentação de um documento originalmente físico, junto a algum cartório de notas, para que ele seja digitalizado para, então, ser enviado para autenticação.

Leia mais:  Plenário retoma julgamento de ações sobre prisão em segunda instância

Segundo a presidente do CNB, Giselle Oliveira de Barros, o novo procedimento permite ao usuário trabalhar com o documento eletrônico, mas com segurança jurídica.

“Após o documento ser autenticado pela Cenad, ele pode ser enviado eletronicamente (emailwhatsapp ou qualquer outra ferramenta) a órgãos públicos ou pessoas físicas e jurídicas para a concretização de negócios, tendo o mesmo valor que o documento original, físico ou digital, apresentado pelo cidadão”, informou.

Como acessar o serviço

Para acessar esse serviço, “o usuário deve solicitar a autenticação digital a um tabelionato de notas de sua preferência e enviar o documento por e-mail, caso o original seja digital. Se o documento a ser autenticado for físico, é necessário levar o impresso ao cartório para digitalização e autenticação.

Ao receber o documento por meio da plataforma, que segue as normas de territorialidade para distribuição dos serviços, o tabelião verifica a autenticidade e a integridade do documento”, informa o CNB.

A autenticação notarial gera um registro na plataforma, com dados do notário ou responsável que a tenha assinado, a data e hora da assinatura, e código de verificação. “O usuário receberá um arquivo em PDF assinado digitalmente pelo cartório. O envio do arquivo poderá ser feito por e-mailWhatsApp ou outro meio eletrônico”, finaliza.

Leia mais:  Dólar opera em alta e chega a bater R$ 4,50 com temores de recessão

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana