conecte-se conosco


Política

Passarela da Rodoviária começa a ser construída; obra garantirá fluidez e segurança

Publicado

A construção da passarela para pedestres em frente ao Terminal Rodoviário Cássio Veiga de Sá, na Avenida República do Líbano, teve início nesta segunda-feira (15). A obra deve durar cerca de 120 dias e contará com dois elevadores que vão proporcionar acessibilidade à pessoas com deficiência (PCD) e idosos. Além de garantir a segurança de milhares de pessoas, a medida vai desafogar o trânsito na região.

A estrutura, estimada em R$ 2.517.823,12, vai substituir o semáforo e a faixa de pedestres atualmente instalados neste ponto da via, evitando a formação de filas de veículos. “Hoje, em horário de pico, o fechamento do semáforo instalado em frente à rodoviária trava o tráfego, prejudicando até mesmos os motoristas que ainda não saíram do Centro. Então, por determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, estamos trabalhando para garantir mais agilidade e fluidez ao trânsito”, explica o secretário de Mobilidade Urbana Antenor Figueiredo.

Ele reforça que a passagem contínua de veículos vai trazer agilidade e fluidez especialmente àqueles que trafegam pela Rua Marechal Deodoro, considerada como um dos maiores gargalos da Capital. “A passarela, portanto, vai resolver este problema sem prejudicar comerciantes ou os milhares de pedestres que passam por ali diariamente”, diz.

Leia mais:  Câmara quer que Executivo faça intervenção na Santa Casa

A empresa Lotufo Engenharia, vencedora da licitação para prestação do serviço, deu início ontem aos trabalhos de instalação de canteiros e demarcação do espaço. Segundo Antenor, a implantação da estrutura metálica deverá ser feita sem que sejam causados prejuízos ao trânsito. Assim, só haverá fechamento da via em caso de extrema necessidade.

“Caso haja necessidade de realizar algum bloqueio, os condutores serão devidamente orientados e adotaremos desvios. Nosso planejamento, contudo, é para que a obra transcorra sem fechamentos, mantendo os motoristas a uma distância segura dos trabalhadores”, afirma.

A viabilidade de implantação de outras estruturas do tipo é avaliada pela Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), como nos casos da Avenida Miguel Sutil, em frente ao Supermercado Comper, e nas proximidades do bairro Santa Rosa. No final de 2018 a Pasta inaugurou a passarela Deputado Willian Dias, em frente ao Atacadão da Avenida Fernando Correa.

Comentários Facebook
publicidade

Política

Israel enviará avião para ajudar no combate aos incêndios na Amazônia

Publicado

por

O governo de Israel enviará um avião para auxiliar as Forças Armadas brasileiras no combate aos incêndios na Floresta Amazônica. A informação foi dada hoje (25) pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) após reunião, no Palácio do Alvorada, com o presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e o assessor para assuntos internacionais da Presidência da República, Filipe Martins. A reunião começou por volta das 15h e terminou agora há pouco.

Segundo postagem de Eduardo Bolsonaro em sua conta no Twitter, o envio da ajuda foi acertado após um telefonema entre o presidente brasileiro e o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu. 

“Em telefonema hoje entre o PR @jairbolsonaro e PM @netanyahu, o Brasil aceitou a ajuda oferecida por Israel de avião munido de equipamentos para apagar incêndios, que somará esforços na missão das Forças Armadas na Amazônia”, escreveu o deputado. Ainda segundo ele, o destino da aeronave israelense será definido pelas Forças Armadas brasileiras. 

Mais cedo, um despacho do presidente Jair Bolsonaro, publicado em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), autorizou o emprego das Forças Armadas no combate aos incêndios florestais no Acre, Mato Grosso e Amazonas. Com isso, são sete os estados que solicitaram apoio federal nas operações, já que Roraima, Rondônia, Tocantins e Pará haviam feito o pedido desde a última sexta-feira (23), quando o presidente assinou o decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) que permite a atuação dos militares da União. A medida vale para áreas de fronteira, terras indígenas, em unidades federais de conservação ambiental e outras áreas da Amazônia Legal.

Leia mais:  Deputado Paulo Araújo apresenta PEC que prevê acabar com voto secreto na ALMT

Incêndios criminosos

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro,também informou hoje que a Polícia Federal vai investigar integrantes de um grupo que teria planejado atear fogo em áreas de floresta entre os municípios de Altamira e Novo Progresso, sudoeste do Pará, no último dia 10 de agosto, data que chegou a ser batizada, por produtores rurais da região, como “dia do fogo”. O caso foi denunciado em uma reportagem da revista Globo Rural. 

Edição: Nélio de Andrade

Fonte: EBC Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana